FILMES E SÉRIES

Coração Marcado

Divulgação/Netflix

Crítica

Coração Marcado é hit na Netflix: Novelão colombiano vale a pena?

Com uma trama que gira em torno do tráfico de órgãos, a série latina emula o melhor (e o pior) do cinema estadunidense

Yasmine Evaristo

Yasmine Evaristo

A série colombiana Coração Marcado, que estreou no último dia 20 na Netflix, e já está fazendo o maior sucesso, é o que podemos chamar de melodrama policial. Logo na primeira sequência a série nos envolve em um momento romântico e divertido que em minutos se transforma em um pesadelo com o sequestro de uma mulher.

Dando um salto no tempo, somos levados a conhecer duas histórias que se cruzam: a de Camila e a de Símon. Enquanto Símon e Valéria (Michel Brown e Margarita Munoz) estão casados há alguns anos e têm dois filhos, Camila e Zacarias (Ana Lucía Dominguez e Sebastián Martínez) estão prestes a subirem no altar.

Camila (Dominguez) é uma fotógrafa que sofre de uma doença degenerativa no coração e sabe que sua vida sempre estará por um fio, a não ser que passe por um transplante, mas a fila para a operação é demorada e a protagonista contra o tempo. Decidido a manter sua futura esposa viva a qualquer custo, Zacarias (Martínez) não hesita e contrata os serviços de uma organização criminosa especializada em tráfico de órgãos, a fim de um novo coração para sua noiva. Mal sabe ele que o coração pertenceu a Valéria, mulher de Símon, que teve uma morte violenta.

A partir deste acontecimento a vida destes personagens vira de cabeça para baixo em uma trama de suspense, poder e amor. A obra faz parte do projeto Qué Drama! – Novelas con N de Netflix – que desenvolve séries para o público que ama um melodrama latino-americano.

Coração Marcado

A atriz Ana Lucía Domingues como Camila

Divulgação/Netflix

Memórias de um corpo intruso

A produção não é inspirada em fatos reais, entretanto o autor, Leonardo Padrón, buscou em suas pesquisas relatos de transplantados com o objetivo de criar a personagem Camila (Ana Lucía). Como consequência, a protagonista passa a ter visões de momentos da vida de Valéria (Munoz), ter memórias da doadora, e ainda a adquirir seus hábitos, bem como sentir como se estivesse vivendo duas vidas.  Mas, isso não garante uma personagem carismática. Em vários momentos Camila é tão insossa que torna impossível o público ser empático ao drama da moça. Logo no início é muito difícil se deixar convencer de que ela está muito doente ou, para piorar, de que passou por uma cirurgia tão séria quanto um transplante. Isso se deve tanto a uma linha do tempo confusa, que só começa a fazer algum sentido após uns quatro episódios, mas também a interpretação da moça, que parece sempre a mesma no que diz respeito a expressar sentimentos.  

Dinheiro e vingança

Se ignorarmos o amor, sentimento primordial para a condução da história, o poder possibilitado pelo dinheiro e o desejo de vingança são duas palavras que também sustentam Coração Marcado.

Além da trama principal, as subtramas sobre Cardenas (Mauricio Cujar), Greta (Jacqueline Arenal), a polícia e os traficantes de órgãos, o que vemos são os jogos de poder, típicos de produções do gênero, onde o que paga mais, vence, até ser derrubado pelo mais sagaz, ou o mais rico. De qualquer forma, tanto na trama principal, quanto nas paralelas o que temos é um grande suspense dramático, envolto em uma bela fotografia e também em uma decupagem de cena, que se assemelham aos policiais americanos. Por exemplo, a troca de tiros entre traficantes e agentes no primeiro episódio usa da câmera lenta junto a narração em plano e contraplano que mostram as ações e reações de ambos os lados. Enquanto isso, a vítima foge, construindo assim uma sequência de suspense e perseguição digna dos filmes de Tony Scott. 

Acho que já vi esse filme (série)…

A produção se assemelha aos romances de banca de revistas, repleto de diálogos de efeito, choros e ocasionais cenas picantes. Adicione a tal fórmula um pouco do temperos das investigações de romances policiais. Coração Marcado abusa de todos os clichês possíveis, sejam das novelas ou dos filmes. Eles são tantos que os passos dados pelos personagens são previsíveis, ao ponto de completarmos algumas frases que serão ditas antes delas acontecerem. Entretanto, nada disso tira o prazer de todos aqueles que formaram seu conhecimento noveleiro acompanhando A Usurpadora ou Maria do Bairro.

Em suma, um quebra cabeças fácil de montar, que pode ser divertido, mas não surpreendente. E preparem-se porque a Netflix já prometeu segunda temporada.

Leva que tá doce:  Se deliciem com as locações, figurinos e fotografia da série. Tudo muito bem produzido que não deve nada a Hollywood em termos de direção de arte e montagem.

Dois pelo preço de um: Gosta de investigação, mas quer um fato real? Aproveita que tá na Netflix e veja História de Crime: Colmenares, minissérie que reconstitui a morte do estudante Luís Andrés Colmenares e as dúvidas em torno do que realmente aconteceu. Seria um acidente ou um crime? Assista e tire suas conclusões! 

Presta atenção, freguesia: Bora se divertir e sofrer torcendo pelo casal Camila e Símon. Junta as amigas, faça aquela watch party e se joguem nesse romance que transcende os limites da vida e da morte. E não se esqueça de observar a mãe da protagonista, Greta (Arenal), uma alpinista social que está disposta a resgatar os anos perdidos por cuidar de sua filha doente. Acreditem, ela pode ser a nova Vovó Piedade. 

Coração Marcado

Coração Marcado - Trailer

Coração Marcado

Drama/Suspense/Policial
14
Direção
Camilo Vega
Produção
Ana Piñeres Clara Maria Ochoa
Onde assistir
Netflix
Elenco
Michel Brown
Ana Lucía Domínguez
Sebastián Martínez
Margarita Muñoz
Moisés Arizmendi
Valeria Emiliani
Julián Cerati
Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Yasmine Evaristo

Yasmine Evaristo

Yasmine Evaristo é crítica de cinema associada à Abraccine e pesquisa o gênero fantástico e representação e representatividade de pessoas negras no cinema. Devota da santíssima trindade Tarkovski-Kubrick-Lynch, também é artista visual, desenhista e cursa graduação em letras.

Ver mais conteúdos de Yasmine Evaristo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal