FILMES E SÉRIES

Cary Fukunaga

Reprodução/Instagram

CARY FUKUNAGA

Diretor de 007 é acusado de assédio por novas vítimas: ‘Precisa parar’

Cary Fukunaga é considerado um dos grandes cineastas de sua geração

André Zuliani

Cary Joji Fukunaga, diretor de 007: Sem Tempo para Morrer (2021), foi acusado de assédio sexual por novas vítimas. O cineasta já havia sido responsabilizado anteriormente por conduta indevida em sets nos quais trabalhou. “Ele precisa ser parado”, alegou uma das mulheres assediadas pelo artista.

As novas acusações surgiram de maneira anônima em um artigo publicado nesta terça-feira (31) na versão norte-americana da revista Rolling Stone. De acordo com a publicação, quase uma dúzia de mulheres se manifestaram acusando Fukunaga de se aproveitar de sua posição de poder para transar com jovens atrizes e funcionárias atuantes na produções de filmes e séries.

Fontes ouvidas pela revista e que trabalharam com o cineasta nos últimos seis anos o acusaram de perseguir abertamente mulheres em sets de filmagem. Os últimos casos teriam ocorrido após Fukunaga finalizar as gravações de Masters of the Air, minissérie que dirigiu para o Apple TV+.

Duas pessoas envolvidas na produção da minissérie afirmaram que o diretor teria se aproveitado do momento para começar a tirar fotos de duas atrizes. Segundo os relatos, eram mulheres que não faziam parte do elenco principal, mas figurantes que estavam caracterizadas como garotas de programa dos anos 1940. Uma delas, inclusive, acabara de completar 18 anos.

Uma das fontes ouvidas pela publicação acusou o diretor de abusar de sua posição para colocar as jovens em posições desconfortáveis. Enquanto tirava as fotos –função que deveria ser do departamento de figurino e não do chefe das 600 pessoas da produção–, Fukunaga teria exigido que as atrizes ficassem de joelhos ou posassem contra a parede. A ação teria durado cerca de 10 minutos, tempo bastante para constranger os que estavam próximos.

“Isso passou muito dos limites. Não há qualquer tipo de argumento que faça aquilo ser ok. É um claro e absoluto abuso de poder”, apontou um dos membros da produção. Masters of the Air tem como produtores executivos a dupla Tom Hanks e Steven Spielberg.

Pessoas que trabalharam com Fukunaga nos sets de Masters of the Air e Maniac (2018), da Netflix, apontaram que observavam constantemente o diretor flertar com várias mulheres jovens ao mesmo tempo. Segundo as fontes, ele demonstrou interesse em pelo menos três jovens integrantes do elenco.

Questionado, Fukunaga respondeu as acusações através de um comunicado divulgado por seu advogado. Nele, o cineasta nega que tenha se aproveitado da posição e afirmou “tirar fotos de seus atores, jovens ou velhos, homens e mulheres, o tempo todo”.

O que dizem as vítimas?

O incidente na minissérie do Apple TV+ repete o padrão de comportamento de Fukunaga que preocupa quase uma dúzia de fontes ouvidas pela Rolling Stone. No início deste ano, ele enfrentou outras três acusações de má conduta em sets com mulheres. Uma delas o cineasta de 44 anos conheceu em um comercial para TV, enquanto as outras duas trabalharam com o diretor em uma série. Todas se recusaram a revelar suas identidades para evitar retaliações na indústria.

Uma das mulheres que se posicionou publicamente contra o cineasta foi a atriz Rachelle Vinberg, que afirmou tê-lo conhecido em 2016 durante a gravação de um comercial da Samsung. “Eu passei anos com medo dele. O homem é um assediador e vem fazendo isso há anos. Cuidado, mulheres”, escreveu em sua conta oficial no Instagram.

“Quando eu penso nele, eu quero vomitar. Eu me lembro de me sentir tão bem quando estava sem ele, como se eu tirasse um grande peso das costas e conseguisse respirar de novo. Ele me fazia sentir sufocada e claustrofóbica”, revelou uma das vítimas que namorou Fukunaga durante alguns meses após conhecê-lo em um trabalho.

Cary Fukunaga despontou em Hollywood após trabalhar na primeira temporada de True Detective –ele venceu uma estatueta do Emmy 2014 de melhor direção. Com o sucesso, ele foi apontado como um dos grandes cineastas de sua geração e emplacou trabalhos como no último 007, Maniac e Beasts of no Nation (2015), primeiro filme original produzido pela Netflix.

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal