FILMES E SÉRIES

Jenna Elfman em Fear the Walking Dead

Reprodução/AMC

SEM SURPRESAS

Fear the Walking Dead: Insegura, Jenna Elfman cobra spoilers da equipe

Atriz conhecida por comédias interpreta a personagem June Dorie na série. Depois de perder vários colegas para os zumbis, ela sempre teme ser a próxima

André Zuliani

No ar há mais de dez anos, a franquia The Walking Dead nunca teve medo de matar personagens importantes em suas séries. Tal costume faz com que atores sempre trabalhem com a dúvida de se vão sobreviver à próxima grande batalha –ou não. Esse também é o caso de Jenna Elfman, a intérprete da enfermeira June Dorie em Fear the Walking Dead.

Um dos principais nomes do spin-off desde a quarta temporada, Jenna já viu sua personagem passar por poucas e boas. Apesar de ser uma das sobreviventes que ainda resistem ao apocalipse zumbi, June já se despediu de muitas pessoas queridas –incluindo o marido, John Dorie (Garret Dillahunt).

Em entrevista exclusiva à Tangerina, a atriz de 50 anos afirmou ter momentos de insegurança enquanto integrante da franquia. Segundo Jenna, sempre que se sente vulnerável ao ler um roteiro da série, ela liga para a equipe de roteiristas e “cobra” spoilers que a tranquilizem.

“Eu passo por períodos nos quais me sinto confiante [sobre June morrer ou não na série]. E tem momentos em que eu me sinto vulnerável. Se eu me sinto assim, eu ligo para os diretores e roteiristas e converso a respeito. Aí eles me garantem as coisas e eu sigo em frente”, contou.

De acordo com Jenna, a comunicação entre elenco e equipe neste tipo de franquia é essencial. Para ela, mesmo que chegue um momento no qual não possa mais receber dicas sobre o futuro de sua personagem, há um lado bom: trabalhar com produtores tão dedicados e colaborativos como os de Fear the Walking Dead.

A insegurança em ver June ser morta na série não surgiu do nada. Desde a sua estreia há quatro anos, Jenna assegurou ter acreditado que a enfermeirairia se despedir da franquia em mais de uma oportunidade ao receber alguns roteiros.

“Há uma ou duas temporadas atrás teve um momento em que pensei: ‘O que eles estão tramando aqui?’. Isso acontece de inúmeras maneiras. O que isso quer dizer, sabe? É nessas horas em que eu pego o telefone, ligo e pergunto: ‘Isso quer dizer isso ou aquilo?’. E aí eu fico em paz”, esclareceu a atriz.

O amor pela franquia

Às vésperas de completar 70 episódios na pele de June –o segundo trabalho mais longo de sua carreira, atrás apenas da clássica sitcom Dharma & Greg (1997-2002), Jenna não esconde a sua paixão pela personagem. À reportagem, ela admitiu ver o arco da enfermeiracomo um dos melhores do spin-off.

“Eu amo poder interpretar essas transições que ela [June] passa a cada temporada, mantém tudo divertido e excitante. Eu amo isso, e eu acho que agora [na sétima temporada] é outro momento de transição para a June, em que ela nunca mais vai ficar de fora e deixar a integridade dela de lado. Eu acho que, antes do próprio apocalipse, o propósito dela na vida era de ajudar os outros. Ela era uma enfermeira de traumas, o que é um trabalho muito específico. E o trabalho é encarar a vida e a morte diariamente”, explicou.

A tendência em estar sempre no caminho certo, no entanto, não significa que June sempre será uma das mocinhas de Fear the Walking Dead. O principal exemplo disso é Victor Strand (Colman Domingo), um dos únicos personagens remanescentes da primeira temporada e que foi ganhando contornos de vilão com o tempo. Segundo Jenna, caso fizesse sentido para a história, ela não iria se opor em ver sua personagem ir para o lado “sombrio”.

“Eu estaria muito aberta a explorar isso também, eu acho que seria interessante, mas eu acho que tem algo dentro dela, uma faísca, que é tão boa. E eu acho que foi isso que atraiu John Dorie para ela –e ela para John Dorie. Tem algo iluminado nela. Se ela fosse para um lugar obscuro, seria uma versão dela de um lugar obscuro. Eu não sei se ela iria perder totalmente esse brilho, pode ser que tenha dias nublados, até tempestades, mas você sabe que o sol está brilhando atrás daquelas nuvens. Você não consegue ver, mas não quer dizer que não está mais lá. Eu acho que não há um blecaute total”, pontuou Jenna.

A paixão pela franquia e pela personagem também fazem com que a atriz esteja aberta para quaisquer possibilidades no futuro envolvendo as séries de The Walking Dead, seja um crossover ou um spin-off centrado em June. Para Jenna, só o fato de continuar neste universo já seria um prazer.

“Eu estou muito aberta a tudo, eu ia amar. Eu topo o que for, amo estar no universo de The Walking Dead, realmente gosto, sinceramente, eu me divirto muito. Então, estou feliz em fazer parte disso pelo tempo que for possível, porque é divertido. Com que frequência você consegue ter um trabalho que você gosta, que está mudando constantemente, que é divertido e criativo? Este é um ótimo trabalho, prazeroso, eu sou feliz e quero estar presente. É incrível, eu estou dentro, seja lá o que for”, concluiu.

A sétima temporada de Fear the Walking Dead é exibida no Brasil toda segunda-feira, às 23h, pelo canal AMC.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal