Indicados ganham R$ 480 mil em brindes, mas não dinheiro - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Oscar 2022

Divulgação/AMPAS

Oscar 2022

Prêmios do Oscar: Estatueta, R$ 480 mil em brindes, mas nada de grana

Indicados e ganhadores podem receber mimos que valem R$ 480 mil, incluindo um lote de terra na Escócia

Gabriela Franco
Gabi Franco

Você já sabe que os vencedores do Oscar levam pra casa a famosa estatueta dourada, mas uma dúvida que muita gente tem é se, além do troféu, os premiados também recebem um valor em dinheiro. A resposta é: Da Academia, não. Os vencedores do Oscar são agraciados apenas com a estatueta. Mas eles também não saem da festa “só” com ela. Todos os indicados ganham “mimos” dos patrocinadores da cerimônia. Este ano a lembrancinha vale R$ 480 mil reais com direito até a lotes de terra na Escócia!

 Também sabemos que ganhar um Oscar pode originar um aumento de prestígio, “valorizando o passe” do ganhador e aumentando suas chances de ser contratado para novos filmes. O que, por consequência, pode acarretar em um aumento de salário.

Na verdade, o Oscar é uma pequena estatueta de 35 cm de altura com quatro quilogramas, feita de estanho folheado a ouro 14 quilates que custa de US$ 500 a US$ 900 para a Academia, um preço quase irrisório para os padrões de Hollywood. Porém, se por acaso algum ganhador quiser vendê-la, é impedido, segundo regras da Academia.

Oscar 21

Frances McDormand e Chloe Zhao na cerimônia de 2021

Divulgação/AMPAS

O incrível Oscar de 10 dólares

Ainda de acordo com as normas, o vendedor deve contactar primeiro a equipe jurídica da Academia, que tem o direito de comprar a estatueta por apenas, pasmem, US$ 10. 

Portanto, se você for um profissional do cinema que ganhou um Oscar, estiver passando perrengue e tiver a brilhante ideia de vender sua estatueta, não vai adiantar muita coisa. 

Se quiser burlar as regras, cuidado. Todas as estatuetas são rastreáveis e a Academia consegue descobrir quem foi o premiado que a vendeu no Ebay.

Mas quanto vale o show?

Mas não só isso. Investir na carreira com o objetivo de ganhar o Oscar custa dinheiro. Segundo análise da Giffgaff Gameplan, divulgada pela Forbes, em 2018 era preciso um investimento médio de US $81,7 milhões para conquistar o prêmio. Para chegar nessa quantia, os pesquisadores levaram em conta vencedores de 19 categorias da premiação desde o ano de 2000. 

Um dado interessante é que os prêmios das categorias mais importantes —como melhor ator, atriz, diretor, filme— estão entre os mais baratos em termos de gastos para conquistá-los. Por exemplo: para ganhar um Oscar na categoria de melhor atriz, o investimento médio seria de US$ 26 milhões. 

O valor é US $149 milhões menor do que os US $175 milhões necessários para ganhar o prêmio em efeitos visuais, uma das categorias mais dispendiosas por conta justamente da aparelhagem e softwares usados. Sem contar que, para realizar os efeitos visuais de um filme, é preciso contratar diversas outras empresas especializadas no setor. Esse dinheiro muitas vezes é dividido entre várias empresas e pode equivaler ao salário de um único ator oscarizado, por exemplo.

O que aprendemos, portanto, é que o valor do Oscar é inestimável e compreende todo o esforço de uma vida investido na carreira audiovisual para levar o tão sonhado homenzinho de ouro para a casa.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Gabriela Franco

Gabi Franco

Editora de filmes e séries na Tangerina, Gabi Franco é criadora do Minas Nerds, jornalista, cineasta, mãe de gente, pet e planta. Ex- HBO, MTV, Folha, Globo… É marvete, mas até tem amigos DCnautas.

Ver mais conteúdos de Gabi Franco

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal