Nacho: Ator pornô acusado de matar com sapo ganha série - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Martiño Rivas e María de Nati protagonizam Nacho

Divulgação/Starzplay

VEM AÍ

Nacho: Ator pornô acusado de matar com sapo ganha série no Starzplay

Produção dramática com toques cômicos vai mostrar a vida de Nacho Vidal, ator que mudou a indústria com seu dote de 25 centímetros

Luciano Guaraldo

Depois de explorar um clube de strip-tease na elogiada P-Valley, o Starzplay promete devassar o universo dos filmes pornográficos com Nacho, série prevista para estrear no último trimestre. A produção vai mostrar a vida de Nacho Vidal, ator que mudou a indústria do sexo com seu grande talento, mas foi acusado de matar um fotógrafo em um ritual que envolvia veneno de sapo.

Nacho vai contar a história dramática, com toques de humor, das pessoas reais por trás da indústria pornográfica –que gera mais de 500 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões) por ano na Espanha– com suas particularidades e, por vezes, suas vidas divertidas.

Provando que seus talentos iam muito além dos seus famosos 25 centímetros, Nacho mudou as regras do jogo na década de 1990, quando se tornou uma estrela internacional. É aí que sua história começa, quando ele descobre que nasceu com um dom que poderia usar para se sustentar sozinho.

Nacho Vidal é interpretado por Martiño Rivas, de As Telefonistas (2017-2020) e O Internato (2007-2010), enquanto María de Nati vive a também atriz pornô Sara Bernat. O elenco também conta com inclui Andrés Velencoso (Elite); Pepa Charro (O Ministério do Tempo); Edu Soto (El Pueblo); Miriam Giovanelli (Coronte); Carmen Conesa (Merlí. Sapere Aude) e muitos outros.

Nacho tem produção executiva de Teresa Fernández-Valdés, que também atua como showrunner, e Ramón Campos. A série de oito episódios é escrita por Teresa Fernández-Valdés, Gema R. Neira, María José Rustarazo e Flora G. Villanueva e dirigida por David Pinillos, Beatriz Sanchís e Eduardo Casanova.

Nacho Vidal e o ritual com sapo

Em março de 2021, Nacho Vidal (cujo nome verdadeiro Ignacio Jordà González) foi formalmente acusado de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) pela morte do fotógrafo José Luis Abad durante um ritual com um sapo bufo que ocorreu em sua casa, em Valência, em 2019.

De acordo com o processo, Nacho atuava como uma espécie de diretor da cerimônia e teria oferecido o veneno do animal para o fotógrafo inalar, mas sem controlar a quantidade da substância. Segundo Vidal, o objetivo era desintoxicar Abad de seu vício em drogas.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal