FILMES E SÉRIES

Emily Blunt em cena de Um Lugar Silencioso 2

Divulgação/Paramount

PAIN HUSTLERS

Crise? Netflix negocia filme com Emily Blunt por R$ 250 milhões

A Netflix vai desembolsar US$ 50 milhões para adquirir os direitos de Pain Hustlers, filme dirigido por David Yates e estrelado por Emily Blunt

Luciano Guaraldo

A Netflix deve desembolsar mais de US$ 50 milhões (R$ 244 milhões) para adquirir os direitos de exibição mundial do filme Pain Hustlers, estrelado por Emily Blunt (Um Lugar Silencioso) e dirigido por David Yates (da franquia Harry Potter). A negociação acontece mesmo depois de a plataforma dizer que diminuiria gastos com conteúdo para o futuro.

Segundo o site Deadline, Pain Hustlers tem uma pegada similar à de filmes como A Grande Aposta (2015), Trapaça (2013) e O Lobo de Wall Street (2013). A história gira em torno de Liza Drake (Emily), uma mulher que abandonou o colégio e sonha com uma vida melhor para ela e a filha pequena.

Sua sorte começa a mudar quando ela consegue um emprego em uma startup farmacêutica à beira da falência que funciona em um shopping na Flórida. Com seu charme e ousadia, Liza catapulta a companhia para o sucesso. Mas ela se vê no meio de uma conspiração criminal com consequências mortais.

As gravações de Pain Hustlers devem começar em agosto, e o filme está sendo vendido em Cannes. O resto do elenco não foi anunciado. O roteiro é do escritor Wells Tower, do livro Tudo Destruído, Tudo Queimado.

Netflix em crise?

O alto investimento da Netflix em Pain Hustlers chama a atenção porque a gigante do streaming enfrenta o seu pior momento. O seu balanço financeiro do primeiro trimestre revelou que a empresa perdeu assinantes pela primeira vez em mais de dez anos, e a previsão é de que o número de clientes sofra nova baixa entre abril e junho.

Por causa do desempenho ruim, as ações da Netflix derreteram, com perdas de mais de 25%. A crise foi tamanha que até acionistas da empresa decidiram processá-la, alegando que a companhia escondeu números para maquiar seus resultados.

Para reverter o quadro, executivos da gigante anunciaram que vão diminuir os gastos em todos os setores, com demissões em seu quadro e menos investimentos em conteúdos. Isso indica que a Netflix confia que Pain Hustlers vale o custo.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal