FILMES E SÉRIES

Uwe Boll como Hitler em Blubberella

Divulgação/Phase 4 Films

UWE BOLL

Pior diretor do mundo fará sequência de vencedor do Oscar

Uwe Boll, alemão que já recebeu o Framboesa de Ouro por pior conjunto da obra, vai contar nova aventura de agente do premiado Os Intocáveis

Luciano Guaraldo

O alemão Uwe Boll, que já foi considerado o pior diretor de cinema do mundo e “venceu” um Framboesa de Ouro pelo seu conjunto da obra, vai voltar ao cinema seis anos após anunciar sua aposentadoria. E o retorno será em grande (?) estilo: ele vai contar uma nova história sobre o agente Eliot Ness (1903-1957), que já foi tema de Os Intocáveis (1987), premiado com o Oscar.

A ideia de Boll é mostrar o que Eliot Ness fez depois de prender o mafioso Al Capone (1899-1947), como retratado no filme de Brian De Palma. O longa deve retratar a caça do agente por um serial killer conhecido como o Assassino do Tronco de Cleveland, que matou e desmembrou pelo menos 12 pessoas na década de 1930.

O alemão se tornou infame por suas adaptações para o cinema de games populares, como House of the Dead (2003), Alone in the Dark: O Despertar do Mal (2005), BloodRayne (2006), Em Nome do Rei (2007) e Far Cry: Fugindo do Inferno (2008). Todas foram muito criticadas, tanto por fãs das franquias quanto pelos críticos de cinema.

Ele não se importa com a má reputação. “Quem diz que odeia meus filmes só viu um ou dois deles, talvez Far Cry ou Alone in the Dark. Eles não mencionam meus longas mais políticos. A Netflix tem uns 15 ou 20 filmes meus disponíveis no catálogo. Eu sou um cineasta de verdade, já fiz 34 filmes, muitos deles com grandes astros e que não podem ser ignorados”, falou Uwe Boll ao site The Hollywood Reporter.

Em 2016, após lançar Rampage: President Down, o diretor anunciou sua aposentadoria das telonas e abriu um restaurante de culinária alemã em Vancouver, no Canadá. Apesar de a empreitada ter sido mais elogiada do que suas tentativas na sétima arte, o estabelecimento fechou as portas em 2019 –antes da pandemia, portanto.

Apesar de seus filmes serem detonados pela crítica e dificilmente conseguirem lucro nas bilheterias, Uwe Boll nunca teve problema para arrecadar dinheiro. Para Ness, ele terá um orçamento de US$ 25 milhões (R$ 123 milhões).

O roteiro foi escrito por Whitney Scott Bain, que tem em seu currículo produções como Senhores da Profundeza (1989), O Clube dos Caçadores de Vampiros (2001) e Max Hell, o Guerreiro Sapo (2002). As filmagens devem começar no ano que vem.

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal