FILMES E SÉRIES

Cena da série WeCrashed

Divulgação

AppleTV+

Vale a pena investir em WeCrashed, nova série com Jared Leto?

Série que estreou na AppleTV+ na última sexta (18) conta a história da ascensão e queda do criador da WeWork, um dos casos mais emblemáticos sobre a ilusão das startups

Rafael Argemon

Rafael Argemon

A bolha dos unicórnios estourou de vez nos streamings. Quase ao mesmo tempo, três séries baseadas em histórias reais sobre ascensão e queda de startups famosas estrearam em algumas das principais plataformas nos EUA. Super Pumped: The Battle for Uber, sobre o controverso Travis Kalanick, ex-CEO do Uber, ainda fora do catálogo brasileiro, The Dropout, em exibição na Star+, que mira a fraude de Elizabeth Holmes e sua empresa Theranos; e WeCrashed, produção da Apple focada em Adam Neumann, o guru da WeWork, lançada aqui no Brasil, na AppleTV+, na última sexta-feira (18).

Estrelada por Jared Leto como Neumann e Anne Hathaway como sua esposa Rebekah, a série nos dá um bom panorama de como foi todo o oba-oba da cultura das startups no começo dos anos 2010, e de como a conta chegou, já no final daquela década. 

Nesse mundo das startups, unicórnios são aquelas empresas que atingiram a sonhada marca de valor de mercado igual ou superior a US$1 bilhão. A WeWork, uma startup de espaços de coworking que se vendia como uma companhia de tecnologia, foi avaliada em setembro de 2017 por absurdos US$ 47 bilhões. Mas, é claro, como muita coisa nesse universo, era tudo cascata.

Cena da série WeCrashed

Trailer da série WeCrashed

Jared Leto e Anne Hathaway são o casal de bilionários tóxicos Adam e Rebekah Neumann

Sujeito excêntrico que leva todo mundo na conversa, Adam Neumann criou um império new age de lero-lero millennial tão grande quanto seu ego. Sua proposta era revolucionar as relações que temos com o trabalho com espaços comunitários, onde as conexões entre as pessoas seriam a chave para sermos felizes na labuta diária. Tudo em um ambiente de design moderninho, com áreas para meditar, baias transparentes e máquina de chopp liberada.

Neumann é um daqueles personagens fascinantes que você ama odiar. Como os membros da famigerada família Roy, de Succession. Pena que os diálogos aqui não são tão afiados quanto os da série da HBO e não há tantos momentos de vergonha alheia. WeCrashed tenta ser mais séria. O que pode ser um problema. Mas Leto e Hathaway corrigem qualquer escorregada para uma desnecessária sisudez. Pelo menos nos três episódios já lançados na AppleTV+.

Casal WeCrashed

O visionário israelense é um prato cheio para Leto, que aparenta se divertir muito interpretando o papel. Mas, como sempre, o ator carrega um pouco a mão no “método” e às vezes exagera no sotaque do guru empresarial. Não chega a ser uma caricatura totalmente fora do tom, como no seu papel em Casa Gucci (2021), mas em WeCrashed ele tem um trunfo: Anne Hathaway. Assim como sua personagem Rebekah era para Adam Neumann, na vida real, Hathaway é um contraponto fundamental para conter Leto. Algo que faz desta parceria algo especial.

Pelo menos até agora, WeCrashed parece seguir por um bom caminho. O terceiro episódio, que mostra um evento tipo uma rave corporativa, é ótimo. Resta esperar pelos próximos capítulos, onde aguardamos mais loucuras por parte de Adam e Rebekah Neumann e a queda do casal de bilionários tóxicos, para a alegria de quem não aguenta mais essas lorotas do mundo corporativo, que querem mesmo é explorar mão de obra barata. Um prazer que, infelizmente, só a arte pode nos dar, já que, quem conhece a história deles, sabe que o empreendedor israelense saiu deste desastre financeiro que ele próprio criou com os bolsos cheios e a consciência tranquila.    

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Rafael Argemon

Rafael Argemon

Rafael Argemon é criador do perfil O Cara da Locadora no Instagram e também assina uma coluna com o mesmo nome na Tangerina, onde indica as pérolas escondidas nas plataformas de streaming. Cinéfilo e maratonador de séries profissional, passou por Estadão, R7, UOL, Time Out e Huffpost. Apaixonado por pugs, sagu e jogos do Mario.

Ver mais conteúdos de Rafael Argemon

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal