MÚSICA

Divulgação/Leonardo Costa/Site oficial

MPB

Elis Regina, 77 anos: As produções sobre ela que vêm por aí

Produtor e filho da cantora, João Marcello Bôscoli prepara série documental, filmes e até história em quadrinhos; enquanto isso, gravadora lança nova versão de disco de clássico

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Elis Regina, dona de uma das vozes mais reconhecíveis da Música Popular Brasileira, faria 77 anos nesta quinta-feira, 17. E este 2022 é marcado por homenagens e celebração à sua obra. Afinal, em 19 de janeiro, completou-se também quatro décadas de uma despedida tão precoce —ela tinha apenas 36 anos quando morreu, depois de uma overdose.

Elis, porém, foi sinônimo de musicalidade e vida, acima de qualquer coisa. Como disse recentemente, no Twitter, a filha e também cantora Maria Rita, “ninguém se compara à incomparável”.

A partir das datas comemorativas, novidades e lançamentos ao redor da vida e obra de Elis Regina chegarão aos fãs e curiosos nos próximos meses. Nova masterização de disco histórico, mimos para colecionadores, filme, série documental e até história em quadrinhos estão nos planos do produtor e filho João Marcello Bôscoli, que cuida da obra da mãe. Alguns deles, inclusive, já estão disponíveis nesta quinta.

Veja na lista abaixo:

Nova versão de Falso Brilhante

Uma nova versão remasterizada do histórico disco lançado por Elis Regina em 1976 chegou às plataformas de streaming na manhã desta quinta-feira, quando a Pimentinha completaria 77 anos. Segundo a gravadora Universal Music, a obra agora traz “mixagem e masterização atualizadas para os padrões mais modernos de áudio disponíveis”. João Marcello Bôscoli assina a produção. A versão também foi lançada em CD físico, para os colecionadores.

Um formato inovador e imersivo de áudio especial, utilizado pela tecnologia Dolby Atmos, está disponível nas plataformas de streaming que a oferecem.

A ideia, diz Bôscoli, é que o ouvinte se sinta “como se estivesse sentado num lugar privilegiado da plateia”. Afinal, Falso Brilhante, originalmente dirigido pelo pianista César Camargo Mariano, foi um disco inspirado num espetáculo de mesmo nome. O show em teatros foi protagonizado por Elis Regina entre 1975 e 1977. Dele, saíram canções históricas, como Velha Roupa Colorida, Tatuagem, Fascinação e Como Nossos Pais.

Vídeo especial de Como Nossos Pais

Já que falamos do clássico composto por Belchior e eternizado também na voz de Elis Regina… Como Nossos Pais ganhará um lyric video, formato usado por artistas como uma espécie de “quase clipe”. As produções audiovisuais deste tipo costumam destacar os versos das músicas de maneira visualmente atrativa, que converse com a obra.

O de Como Nossos Pais, que também chega ao YouTube nesta quinta-feira, é assinado pela produtora Janeiro Filmes.

Pôster especial

Se você é muito fã, do tipo colecionador, vale dar uma olhada na lojinha virtual da Universal Music, também. A gravadora anunciou que vai vender um pôster da capa de Falso Brilhante especialmente para colaboradores. Já está disponível por lá, num combo com o CD remasterizado.

Pôster do disco Falso Brilhante

O pôster que será enviado aos fãs que comprarem o CD de Elis Regina

Reprodução/Universal Music

Show inédito no Brasil

No próximo sábado, 19, a TV Cultura exibe a gravação inédita no Brasil de um show de Elis Regina. Trata-se da apresentação que a Pimentinha fez no lendário Montreux Jazz Festival, na Suíça, em julho de 1979. A atração, batizada de Elis in Montreux, vai ao ar às 22h e terá comentários do filho João Marcello Bôscoli.

1979 - Elis Regina em show no Festival de Montreux

Show de Elis Regina em Montreux é inédito na TV brasileira

Divulgação/TV Cultura

Aquela foi a primeira vez que Elis Regina se apresentou no prestigiado festival suíço. No palco, ela contou com a participação especial de Hermeto Pascoal, herói do experimentalismo brasileiro. Bôscoli conta que o show é inusitado por reunir hits de diferentes momentos e álbuns da mãe. “Ela sempre apresentava as canções do último lançamento, mas nesse show do Festival de Jazz de Montreux foi diferente, algo inédito na vida dela”, conta.

Elis por João, a série

Agora vamos aos projetos vindouros. Elis por João será uma série documental da HBO Max prevista para sair no segundo semestre de 2022. Nela, João Marcello Bôscoli será uma espécie de mestre de cerimônias para contar parte da história da mãe. A produção é dividida em três episódios e terá lançamento não só no Brasil.

Isso porque Elis por João mostra apresentações de Elis Regina em países como Alemanha, Bélgica, França, Portugal e México. A produção é de Marcelo Braga, CEO da produtora Santa Rita Filmes. Já a direção é de Lea Van Steen, que assinou o documentário sobre o compositor Paulo César Pinheiro, Letra e Alma.

Elis & Tom – Só Tinha de Ser Com Você

Um dos discos mais cobiçados pelos fãs de Elis Regina é Elis & Tom, lançado em 1974. O álbum parte das gravações ao vivo do espetáculo que Elis Regina e Tom Jobim fizeram em Los Angeles, naquele ano. E é ele que vai servir como ponto de partida para o documentário que será exibido pelo canal Arte1, previsto para 2023.

O produtor Roberto de Oliveira teve acesso a horas de material bruto tanto em áudio quanto em vídeo para Elis & Tom – Só Tinha de Ser com Você.

Fantasia biográfica em HQ

Este deve ser o lançamento mais inusitado envolvendo Elis Regina num futuro próximo. O quadrinista Gustavo Duarte está por trás de um livro de histórias em quadrinhos sobre a cantora. Como ele disse ao Estadão, não vai ser uma biografia, mas uma “fantasia biográfica”.

O artista potiguar tem trabalhos tanto com a Marvel quanto com a DC Comics em seu currículo. A ideia é lançar um livro de capa dura com cerca de 80 páginas entre o fim de 2022 e o começo de 2023. Na tal fantasia biográfica, Elis Regina acaba sendo a heroína que liberta uma alienígena que, na verdade, é Rita Lee.

Superprodução em 2025

Em 2025, Elis Regina completaria 80 anos. Uma data redonda e especial. Para ela, João Marcello Bôscoli prepara um outro documentário, que seria acompanhado por uma série de podcasts. O filme terá direção de Hugo Prata, que assinou o longa-metragem Elis, de 2015.

A ideia de Bôscoli é permitir que Elis Regina conte a sua própria história. Para isso, ele fez uma ampla pesquisa para encontrar gravações de entrevistas da mãe. Segundo a Veja, até janeiro de 2022, o filho tinha reunido 70 fitas cassetes com 25 horas de entrevistas da mãe. O foco dele é encontrar entrevistas para divulgação de shows em rádios. Para Bôscoli, estes eram “os momentos que minha mãe respondia às perguntas de maneira mais sincera, mais desarmada”.

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ
Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira é editor de música na Tangerina e assina a coluna Na Grade, um guia sobre os principais shows e festivais que acontecem pelo país. Ex-jornal O Globo, fuçador do rock ao sertanejo e pai de gatos, trocou o Rio por São Paulo para curtir o fervo da noite paulistana.

Ver mais conteúdos de Luccas Oliveira

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal