MÚSICA

Blackpink é um dos grupos mais famosos de k-pop do mundo

Divulgação

Polêmica!

Revoltados, fãs do Blackpink acusam jornal de preconceito e machismo

O jornal britânico Daily Mail foi criticado pelos fãs de Blackpink após fazer uma abordagem das cantoras considerada preconceituosa

Fernando Berenguel

As cantoras do grupo Blackpink estão sendo vítimas de misoginia por parte da imprensa inglesa. Recentemente, elas foram reconhecidas pelo próprio rei Charles 3º como membros da Ordem do Império Britânico (MBE), pelo impacto na conscientização ambiental, e até participaram de um banquete formal no palácio de Buckingham em 21 de novembro. A chegada delas à Inglaterra, porém, foi noticiada de forma preconceituosa pelo tabloide Daily Mail, o que causou revolta entre os fãs do grupo.

O jornal britânico fez um artigo sobre as cantoras dizendo aos leitores que eles “provavelmente nunca ouviram falar do Blackpink antes que o rei as homenageasse”, e também afirmou que “dietas de fome, pesagens diárias e uma enorme pressão por cirurgia plástica” deixaram um “espectro sombrio” por trás do grupo feminino global. A abordagem radical foi extremamente malvista na web.

Muitos internautas sentiram que o conteúdo relacionava erroneamente essas questões específicas ao Blackpink quando, na verdade, o artigo estava mencionando histórias de outros artistas do k-pop. Os fãs saíram em defesa do Blackpink, sentindo que era desnecessário encobrir a conquista histórica do grupo no Reino Unido com o que muitos consideraram um artigo “misógino”, “calunioso”, “xenófobo” e “ofensivo” com um conteúdo enganoso.

“Simplesmente indignante, Daily Mail. Se desculpe com o Blackpink”, escreveu um usuário identificado como Toby no X, o antigo Twitter. Já Nicolas escreveu em inglês uma mensagem que sugere que o jornal já seria sensacionalista: “Apenas nojento, misógino e totalmente xenófobo… Mas estamos chocados que o Daily Mail que escreveu isso?”.

Para complementar, uma fã chamada Christina sugeriu que o jornalista responsável pelo artigo não fez uma pesquisa adequada. “Artigo terrível. Eu li 3/4 e disse para esquecer. Quem escreveu isso claramente não fez uma pesquisa”, declarou.

Elogios do rei

No encontro com o grupo, o rei Charles 3º também enfatizou como o k-pop vem influenciando os jovens e deixando uma impressão duradoura neles. De acordo com a Sky News, o monarca também disse que “a Coreia combinou Danny Boyle com Bong Joon-ho, James Bond com Round 6 e Let It Be dos Beatles com Dynamite do BTS”.

O britânico ainda elogiou a mistura de culturas. “Nossas culturas compartilham uma capacidade notável de cativar a imaginação em todo o mundo, transformando o chamado soft power em uma superpotência compartilhada”, declarou. O Blackpink provou repetidamente seu compromisso com o ativismo climático nos últimos anos. Em 2020, o grupo apelou à ação sobre as alterações climáticas ao mesmo tempo em que promoveu a Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas de 2021. 

Informar Erro
Falar com a equipe

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?