MÚSICA

Público se reúne no palco principal do Lollapalooza 2018

Divulgação/I Hate Flash

Lollapalooza 2022

Guia de sobrevivência Lollapalooza 2022: Tudo o que você precisa saber

Vai começar a maratona de shows no Autódromo. Ainda tem alguma dúvida? Não sabe o que pode levar? Como chegar e sair? A gente te ajuda!

Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

A espera acabou: o Lollapalooza Brasil está entre nós. O evento, que viveu um hiato de dois anos devido à pandemia de Covid-19, vai invadir o Autódromo de Interlagos a partir desta sexta, 25, até domingo, 27, com shows de 70 artistas nacionais e internacionais. Entre eles, The Strokes, Jack Harlow, Miley Cyrus, Foo Fighters A$ap Rocky e Doja Cat.

Ao longo de suas nove edições, o Lollapalooza passou por diversas transformações. Fixo no Autódromo desde 2014, agora ficou mais fácil de se familiarizar com os 600 mil metros quadrados de espaço útil. Se você nunca foi ao festival —ou já foi, mas está com dúvidas de como será a nova dinâmica do evento—, a Tangerina reuniu tudo o que você precisa saber no nosso Guia de Sobrevivência Lollapalooza 2022.

Leia a seguir:

O que muda com a pandemia?

Nesta quarta, 23, o festival anunciou que o uso de máscaras não será mais obrigatório no Autódromo de Interlagos, devido aos decretos 66.554/2022 e 66.575/2022 do Estado de São Paulo. Mas a organização encoraja o uso do item para a proteção individual e coletiva. A mudança vai de acordo com a decisão tomada pelo governador de São Paulo, João Dória, que retirou a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos e fechados no último dia 17 de março. A medida preventiva, contudo, segue obrigatória nos transportes públicos e nas unidades médico-hospitalares.

Embora as máscaras sejam opcionais, o comprovante de vacinação (físico ou virtual) com, no mínimo, duas doses da vacina contra a Covid-19 é obrigatório. Junto ao registro, é necessário levar um documento de identificação com foto. Para quem se vacinou fora de São Paulo —ou do Brasil—, basta levar o comprovante físico ou digital. Para facilitar a conferência dos dados, a organização encoraja o público a apresentar os comprovantes pelos aplicativos Poupatempo ou o E-Saúde SP. Todas as normas devem ser seguidas durante os três dias de festival.

Nas edições anteriores, o festival fornecia água gratuitamente para o público. Devido à pandemia, esse refresco não será possível. Por isso, se atente às dicas do que você pode ou não levar para o Lollapalooza (contamos abaixo).

Como chegar e como ir embora do Lollapalooza

  • De trem: Se você quer economizar, aposte nos serviços da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM). A estação Autódromo (Linha 9 – Esmeralda) é a mais perto do local do evento. De lá, é necessário fazer uma caminhada de cerca de 20 minutos até o portão do Lollapalooza. A passagem custa R$ 4,40. Durante os três dias do festival, a estação funcionará até 1h. Fique atento aos horários das outras estações, caso você precise fazer alguma transferência ao retornar para casa. No local, tanto na ida como na volta, terá uma equipe auxiliando esse trânsito.
  • De ônibus: No terminal da estação Barra Funda do metrô, existem vários ônibus que vão diretamente ao local do evento. A linha especial 606F-10 Circular Lollapalooza-Autódromo também estará disponível para o público de sexta, 25, a domingo, 27, das 9h às 16h. O transporte atende os portões K/9, 7, 8 e A. Além dele, a linha especial 607L-10 Autódromo de Interlagos-Term. Santo Amaro funcionará nos três dias de festival.
  • De táxi: No Autódromo, haverá um bolsão de táxis na avenida Senador Teotônio Viela, entre as avenidas do Jangadeiro e Interlagos, junto ao portão A do Autódromo. Porém, fique atento: durante o festival, as seguintes vias passarão por constante monitoramento: Avenida Interlagos, Avenida Senador Teotônio Vilela, Rua Jaquirana, Praça Jacob Dubena, Rua do Autódromo, Praça Enzo Ferrari, Avenida do Jangadeiro, Avenida Jacinto Júlio, Rua Manuel de Teffé, Avenida João Paulo da Silva, Rua Plínio Schmidt, Avenida Feliciano Correia, Avenida Miguel Yunes, Ponte Jurubatuba e Ponte Vitorino Goulart.
  • De carro: Neste ano, não haverá serviço de estacionamento dentro do festival. A própria organização aconselha o público a ir de transporte público, aplicativos de transporte ou pelo serviço de transfer.
  • De Lolla Transfer: Serviço promovido pelo festival e parceiros, quem não quer passar perrengue. O valor do transfer varia entre R$85 – R$95, com vários pontos espalhados pela cidade. Confira aqui quais são.
  • De aplicativos de transporte: Os pontos a seguir serão o de encontro para aplicativos e veículos particulares: Rua Armando Vieira x Avenida Jair Ribeiro da Silva; Avenida José Carlos Pace – após Praça Enzo Ferrari e Av. Antônio Barbosa Sandoval – sentido Av. Atlântica, após Av. Rio Bonito.
  • Acesso PCD: a entrada para o festival será realizada pelo portão 7 (Avenida Senador Teotônio Vilela).

O que pode levar

E na hora de preparar a mochilinha para enfrentar essa maratona de três dias? Os seguintes itens estão liberados:

  • Pulseira Lolla Cashless (o seu único meio de acesso para o festival, ela equivale ao ingresso)
  • Documentos pessoais
  • Óculos escuros
  • Barra de cereal
  • Álcool em gel (máximo: 50ml)
  • Capa de chuva
  • Protetor solar
  • Protetor labial
  • Câmera portátil
  • Frutas cortadas
  • Alimentos industrializados fechados
  • Chapéu ou boné* para complementar o look, também está liberado
  • Canga*
  • Mochila ou bolsa*

*Alguns desses itens também estarão à venda na lojinha oficial do Lollapalooza.

O que não pode levar

Presta atenção para você não ser barrado na porta, ok?

  • Garrafas, latas, bebidas
  • Utensílios de armazenamento
  • Embalagens rígidas com tampa
  • Capacetes
  • Cadeiras ou bancos
  • Armas de fogo e armas brancas
  • Objetos pontiagudos, cortantes e/ou perfurantes
  • Correntes e cinturões
  • Fogos de artifício
  • Objetos de vidro
  • Câmeras fotográficas ou filmadoras profissionais ou com lente destacável
  • Cartazes feitos com papelão grosso e/ou fixados a madeiras, canudos rígidos e etc
  • Animais (exceto cães guia identificados e acompanhados de portadores de deficiência visual)
  • Bastão para tirar foto
  • Guarda-chuva
  • Substâncias inflamáveis, corrosivas e/ou tóxicas
  • Revistas, jornais e livros

Abertura dos portões

O horário de abertura dos portões que dão acesso ao festival se inicia às 11h. Lembre-se de chegar cedo, pois as filas na entrada e a distância entre os palcos podem prejudicar a sua experiência no festival. Chegando nesse horário, também dá um espaço para você conhecer as outras atrações patrocinadas do evento.

Mapa do festival

Previsão do tempo

De acordo com o Climatempo, as emoções não vão ser apenas nos shows, mas também na temperatura. Na sexta, 25, a previsão é de sol, mas com pancadas de chuva à tarde. A temperatura vai variar de 19º a 32º. Ou seja, uma grande montanha-russa. No sábado, 26, a previsão é de sol e aumento de nuvens pela manhã, com pancadas de chuva à tarde e à noite. A temperatura deve variar entre 20º e 31º. No domingo, 27, a previsão é de sol com muitas nuvens durante o dia e chuva a qualquer hora. A variação de temperatura é menor do que nos outros dias: 20º a 28º.

Dicas

Já percebeu que a previsão do tempo pode ser um pouco confusa? Então, já prepara a capa de chuva e uma blusa de frio para você não sofrer. Além disso, opte por roupas leves e confortáveis, além de um calçado guerreiro para te acompanhar nessa maratona de shows. Usar um par de tênis é uma opção coringa, e você pode usá-lo ao seu favor para complementar os looks. Sandálias abertas ou rasteirinhas podem deixar os seus pés sujos, por conta da terra do Autódromo, ou até levar umas pisadas. Ninguém quer se machucar, né? Então, é melhor prevenir.

Outra dica é que, embora as mochilas e bolsas sejam permitidas, tome cuidado com o peso delas! Lembre-se de que você passará horas se locomovendo e, em algum momento, o que estiver na mochila pode se virar contra você.

Não esqueça de beber água também! Com sol ou chuva, é possível que você esqueça de se hidratar. Aproveite a pausinha entre os shows para recompor as energias e dar aquele shot de hidratação.

Onde assistir

Para você que vai ficar em casa e não quer perder nenhum momento do festival, além de acompanhar as redes sociais da Tangerina, você pode sintonizar no Multishow (palcos 1 e 2) e no canal BIS (palco 3 e Perry’s), que ficam responsáveis pelas transmissões completas das atrações, de sexta a domingo, a partir das 14h30. A Globo possui os direitos de transmissão do festival, então também será possível acompanhar um resumo no final de cada dia, com apresentação de Marcos Mion.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Antes de ser repórter da Tangerina, Nicolle Cabral passou por Rolling Stone, Revista Noize e Monkeybuzz. Nas horas vagas, banca a masterchef para os amigos, testa maquiagens e cantarola hits do TikTok.

Ver mais conteúdos de Nicolle Cabral

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal