MÚSICA

Lil Nas X posa para capa de Old Town Road

Reprodução/YouTube

Lista

Conheça músicas que viraram hits no TikTok

Lil Nas X, Doja Cat e Roddy Ricch são alguns astros que saíram da plataforma para dominar as principais paradas musicais

Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

O maior hit mundial de 2019 custou apenas US$ 50 para ser feito, mas rendeu US$ 14 milhões (cotação da época) para Lil Nas X. Dono do trap country Old Town Road, o artista foi precursor da onda de sucessos virais alavancados pelo TikTok, uma das principais plataformas de mídia social atuais que se tornou uma fonte de tendências musicais.

Depois do estouro de Old Town Road, astros como Doja Cat, Tones and I, Roddy Ricch, Lizzo e Saweetie também viraram trilha de dancinhas, tutoriais de maquiagem e colecionaram plays nos serviços de streaming.

A Tangerina separou dez músicas do TikTok que ultrapassaram os limites do aplicativo e conquistaram um lugar no topo das paradas.

Conheça esses virais do TikTok:

Old Town Road — Lil Nas X

Lil Nas X posa para capa de Old Town Road, o hit de milhões

Assista ao clipe de Old Town Road, de Lil Nas X

A produção conta com a participação de Billy Ray Cyrus

Pioneira como fenômeno mundial no TikTok, a faixa de Lil Nas X, que ganhou remix com Billy Ray Cyrus, apresentou o artista ao mundo.

Ao lado do grande nome do country nos anos 1990 e pai da estrela pop Miley, o rapper cantou sobre temas urbanos e rurais enquanto mesclava batidas de trap com som de banjo. O visual street e o chapéu de caubói ganharam a atenção do público, após o lançamento do clipe.

O vídeo era baseado no game Red Dead Redemption II e fez o crossover do country e do hip-hop cair nas graças dos tiktokers, que lançaram um desafio chamado “Yeehaw”. Desse modo, a tarefa consistia em se transformar em um cowboy, enquanto a música tocava ao fundo.

O desafio se popularizou dentro da plataforma e, consequentemente, a música também. Com isso, Old Town Road entrou pela primeira vez nas paradas norte-americanas na 83ª posição. Poucas semanas depois, assumiu a liderança da Hot 100 da Billboard e lá permaneceu por 19 semanas consecutivas, quebrando um recorde histórico das paradas americanas.

Graças ao sucesso de Old Town Road, Lil Nas X foi o artista com mais indicações ao Grammy em 2020, disputando em seis categorias.

Dance Monkey — Tones and I

Tones and I em trecho do clipe Dance Monkey, onde a artista dança em um asilo

Assista ao clipe Dance Monkey, de Tones and I

O registro acumula mais de 1 bilhão de visualizações só no YouTube

Em 2017, Tones decidiu largar o emprego de vendedora para viver da música. No pequeno repertório, uma composição própria, intitulada Dance Monkey. Amparada por batidas eletrônicas e um refrão chiclete, a música saiu do radar dos amigos para conquistar o topo das paradas em mais de 20 países.

Com um clipe engraçadinho, onde ela se veste como uma idosa e dança em um asilo, a faixa estourou no TikTok com desafios de transição e pegadinhas. Hoje, ela computa mais de 5,7 milhões de vídeos produzidos.

Os números notáveis não pararam por aí. Em 2019, Dance Monkey ostentou a marca de 1,1 bilhão de visualizações no YouTube, sendo o vídeo mais visto da plataforma naquele ano. A faixa também foi a oitava música mais tocada pelos brasileiros no Spotify. Dando a ela o título de única canção internacional entre o império do sertanejo e a ascensão do funk em plena época do carnaval.

Say So — Doja Cat

Doja Cat em capa do disco Hot Pink (2019)

Assista ao clipe de Say So, de Doja Cat

A faixa é um dos grandes hits do disco lançado em 2019

Depois do lançamento de Planet Her, é difícil entrar no TikTok e não ouvir uma das faixas virais do disco de Doja Cat. Mas, antes de Woman lotar a timeline do aplicativo, o primeiro pop da cantora a estourar foi Say So, single promocional de Hot Pink (2019).

Com influências de house e hip-hop moderno, a música conquistou a 5ª posição na Hot 100 da Billboard, além de aparecer nas paradas musicais de 38 países, entre eles Brasil, Reino Unido e França.

Aos 25 anos, a cantora se consolida entre os grandes nomes da indústria musical com três indicações ao Grammy Awards 2021. Além dos dois discos aclamados pela crítica e hits refrescantes para a geração Y.

The Box — Roddy Ricch

Roddy Ricch em capa de Sorry for Being Antisocial (2019)

Assista ao clipe de The Box, de Roddy Ricch

O trap do artista chegou a ganhar uma indicação ao Grammy Award como melhor cançãod e rap

Promessa do hip-hop em 2019, Roddy Ricch desbancou naquele ano o lançamento de Justin Bieber, que havia passado cinco anos sem inéditas. The Box, do disco Please Excuse Me for Being Antisocial, estreou no topo da Hot 100 da Billboard, enquanto Yummy, aposta de Bieber, permaneceu na segunda posição.

Ao ter a dancinha replicada por Charli D’Amelio, influencer com mais seguidores da plataforma, a faixa viciante do rapper liderou as paradas durante 12 semanas.

No final de 2019, a revista norte-americana Rolling Stone apontou a estreia do rapper como responsável por definir a sonoridade do hip-hop daquele ano.

Truth Hurts — Lizzo

Lizzo posa para divulgação do novo disco Truth Hurts (2019)

Assista ao clipe de Truth Hurts, de Lizzo

A faixa deu à cantora o gramofone de melhor performance solo de pop

Originalmente lançada em 2017, Truth Hurts viralizou no TikTok dois anos depois com o trecho da canção em que Lizzo canta: “Acabei de fazer um teste de DNA, descobri que sou 100% aquela vadia”. A letra foi levada a sério e resultou em inúmeros vídeos em que os TikTokers realizam testes swab via oral e apresentam o resultado, seguindo o ritmo da música.

Parte da popularidade de Truth Hearts também veio da trilha sonora de Someone Great, produção da Netflix. No mesmo ano do viral, a faixa foi incluída como na versão deluxe de Cuz I Love You, e permaneceu sete semanas no topo das paradas.

Apesar da música ter sido lançada em 2017, ela foi elegível para o 62º Grammy Awards em 2020. Com isso, foi indicada em três categorias, incluindo gravação e canção do ano.

Roxanne — Arizona Zervas

Arizona Zervas em clipe de Roxanne, faixa que viralizou no TikTok em 2019

Assista ao clipe de Roxanne, de Arizona Zervas

A música rendeu até um contrato com a gravadora Columbia Records

Um dia antes do lançamento, a cantora e rapper americana Roxanne publicou nas redes sociais um vídeo em que ela dançava um trecho da música. Depois que chegou ao público, a faixa estreou em primeiro lugar na Nova Zelândia e ficou no top 10 do Reino Unido, Noruega e EUA.

Nas primeiras três semanas de lançamento, Roxanne viralizou no TikTok e conquistou o top 50 do Spotify nos Estados Unidos. Com o sucesso, várias gravadoras quiseram assinar com a artista, que acabou optando pela Columbia Records —a mesma de Lil Nas X.

O remix com Swae Lee ampliou ainda mais o alcance da música, computando 31 milhões de ouvintes mensais em 2020.

My Type — Saweetie

Trecho do clipe de My Type, de Saweetie

Assista ao clipe de My Type, Saweetie

Presente no disco ICY, de 2019, a faixa foi o primeiro sucesso viral da cantora

A música marcou a primeira aparição da cantora Saweetie no Hot 100 da Billboard nos Estados Unidos. Mesmo que a estreia tenha sido 81ª posição, em poucas semanas, Saweetie chegou ao 21º lugar.

Com desafios variados, de transformações capilares a conteúdos românticos, a faixa acumulou mais de 1,2 milhão de vídeos. O feito rendeu a primeira posição na Rhythmic Songs, da Billboard.

Em 2021, a cantora se reuniu com Doja Cat e, juntas, lançaram Best Friend, que chegou à 20ª posição da Hot 100 da Billboard.

WAP — Cardi B (feat. Megan Thee Stallion)

Cardi B e Megan Thee Stallion em foto de divulgação de WAP

Assista ao clipe de WAP, de Cardi B feat. Megan Thee Stallion

A produção contou com a participação de estrelas como Kylie Jenner, Normani e Rosalía

Lançada em 2020, WAP foi um sucesso absoluto. Na semana de estreia, a canção chegou ao primeiro lugar da Hot 100 da Billboard e bateu um recorde histórico de 93 milhões de plays em sete dias, só nos Estados Unidos.

Ao chegar no TikTok, a música ganhou uma coreografia super elaborada do dançarino Brian Esperon: chutes para o alto e abertura de espacate faziam parte dos passos. A empolgação foi tanta que alguns TikTokers chegaram a ir para o hospital, após tentarem imitar a dança.

Quando somados os vídeos que deram certo aos que foram longe demais, a canção contabilizou mais de 4 milhões de visualizações no aplicativo. No Spotify, WAP alcançou a marca de 971 milhões de reproduções.

E no Brasil?

Bipolar — MC Pedrinho, MC Davi e MC Don Juan

MC Davi, MC Pedrinho e MC Don Juan, donos do hit Bipolar

Assista ao clipe de Bipolar, de MC Pedrinho, MC Davi e MC Don Juan

O trecho "vai se tratar, garota" virou a trilha brasileira preferida dos vídeos de 2021 no TikTok

Como um dos funks mais tocados no streaming, Bipolar rendeu vídeos com coreografias no TikTok e deu a volta na internet com um meme da DJ e doutora Deolane Bezerra, em que ela aparece tocando um remix da faixa.

O verso “vai se tratar garota” virou hit e ficou em 15° lugar no top 20 das músicas mais usadas no TikTok no rmundo. Atualmente, a faixa ultrapassou 130 milhões de reproduções no Spotify.

Por Supuesto — Marina Sena

Marina Sena posa para capa do disco De Primeira (2021), um dos grandes lançamentos do ano

Assista ao clipe de Por Supuesto, de Marina Sena

Estreia da cantora, o disco De Primeira (2021) já é considerado como um dos grandes lançamentos do ano

Estrela pop do momento, Marina Sena também foi beneficiada pela plataforma. A batida pop e sensual de Por Supuesto entrou na parada global do Spotify na 5ª posição, o que alavancou o disco de estreia da mineira, De Primeira.

O sucesso chamou a atenção do público e da crítica especializada, que indicou a cantora a quatro categorias do Prêmio Multishow 2021 – nas quais venceu como capa do ano, Experimente e artista revelação.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Antes de ser repórter da Tangerina, Nicolle Cabral passou por Rolling Stone, Revista Noize e Monkeybuzz. Nas horas vagas, banca a masterchef para os amigos, testa maquiagens e cantarola hits do TikTok.

Ver mais conteúdos de Nicolle Cabral

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal