A Mulher da Casa Abandonada: Podcast de crime real é sensação da web

PODCASTS

Capa do podcast A Mulher da Casa Abandonada

Divulgação

Crime Real

A Mulher da Casa Abandonada: Podcast de crime real é sensação

Podcast de crime real é um sucesso entre internautas ao detalhar a história de uma mulher que vive em um casarão abandonado em São Paulo

Beatriz Duranzi
Beatriz Duranzi

Não é segredo que a produção de podcasts teve aumento significativo durante a pandemia. E um dos gêneros que mais chamou a atenção do público foi o true crime (“crimes reais”, em português). Por isso, A Mulher da Casa Abandonada tem feito sucesso entre os ouvintes e já está entre os assuntos mais comentados da internet, mesmo que só tenha disponibilizado metade dos episódios da temporada. Mas do que se trata esse podcast? Qual é o caso por trás dele? A Tangerina te conta!

A Mulher da Casa Abandonada é um podcast investigativo da Folha de S.Paulo apresentado pelo jornalista Chico Felitti (responsável pela famosa reportagem Ricardo e Vânia, sobre o “Fofão da Augusta”) que detalha a história de uma figura misteriosa: uma mulher que mora em uma mansão decadente em Higienópolis, um dos bairros mais ricos da cidade de São Paulo, e se apresenta como Mari. Mas Mari não é quem diz ser. 

Chico Felitti descobre, durante seis meses de apuração, uma história que passa por uma praça de São Paulo, um subúrbio de Washington, nos Estados Unidos, e uma empresa que faz foguetes e satélites para a Nasa. Nela, a protagonista esconde, por trás de um nome falso e uma camada de pomada branca, uma acusação de ter cometido um crime hediondo nos Estados Unidos, duas décadas atrás. Essa pessoa escapou de um julgamento e do FBI e, agora, tem sua história contada pela primeira vez.

Como a história começa?

No dia antes da véspera de Natal de 2021, a mulher que se apresenta como Mari está tentando impedir a derrubada de uma árvore no bairro, demonstrando conhecimento total das leis ambientais e de um esquema fraudulento no qual a Prefeitura estaria se beneficiando financeiramente da ação. Parece loucura, mas isso chama a atenção do jornalista, que enxerga toda a situação como um um quebra-cabeça a ser montado. 

Depois de perder a guerra contra a derrubada, a mulher –chamada pelos vizinhos de “a bruxa que mora no casarão abandonado”– se aproxima do jornalista, que acaba descobrindo que essa cidadã “de bem” que queria proteger o meio ambiente pode ter um passado criminoso. 

A partir daí, descobrimos que já ocorreram inúmeras tentativas de tirar a mulher da casa e que a mansão, assim como quem vive nela, só causa incômodo e desconforto para os vizinhos.

Qual segredo a protagonista esconde?

Alerta de spoiler: cuidado para não azedar seu dia

Essa senhora, que poderia até ser objeto de pena considerando suas condições de moradia, na verdade se chama Margarida Bonetti e é procurada pelo FBI (Departamento de Investigação dos Estados Unidos) por ter cometido um crime hediondo impensável. Ela é acusada de ter mantido uma funcionária em condição análoga à escravidão quando morava no país.

Vale a pena ouvir?

Dividido em sete episódios que giram em torno de 30 a 50 minutos cada, Chico Felitti cativa o público com seu jeito único de contar histórias. Os capítulos são lançados semanalmente, toda quarta-feira, o que só serve para deixar o público ainda mais ansioso para entender como essa mulher saiu impune e não respondeu pelos crimes que havia cometido. 

A Mulher da Casa Abandonada é um podcast excelente que, além de trazer uma história digna de filme, explora aquilo que todos já tiveram vontade de fazer, mas poucos conseguiram: contar a história de um casarão abandonado com fama de assombrado.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Beatriz Duranzi

Beatriz Duranzi

Estudante de jornalismo na Anhembi Morumbi, Beatriz é estagiária na Tangerina. Apaixonada pelo mundo do entretenimento, ela é especialista em cuidar da vida alheia nas redes sociais.

Ver mais conteúdos de Beatriz Duranzi

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal