VITAMINA HQ

Dr Estranho

Reprodução/Marvel Comics

Vitamina HQ

Demônios e terror cósmico: 5 HQs pra conhecer melhor o Doutor Estranho

Uma seleção de títulos indispensáveis do herói místico da Marvel pra você entrar no clima, aproveitando a estreia de sua mais nova atração cinematográfica

Gabriela Franco

Gabi Franco

Eis que o mais novo longa da Marvel, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, acabou de estrear nos cinemas nesta última quinta (5) inaugurando a nova fase no MCU onde absolutamente tudo é possível: o Multiverso. Nele diversas realidades e personagens podem se cruzar, traçando uma infinidade de possibilidades e mudando completamente os rumos do que os fãs viram até agora. E ninguém melhor para protagonizar este debut no Multiverso do que um dos personagens que mais utilizou o recurso nas HQs: Doutor Estranho. 

Criado nos lisérgicos anos 1960 por Stan Lee e Steve Ditko para uma publicação de terror da Marvel chamada Strange Tales, Stephen Vincent Strange refletia bastante o espírito esotérico da época: foi criado como um mago versado em diferentes artes místicas cujo objetivo era proteger a Terra de ataques de entidades sobrenaturais, tornando-se assim o Mago Supremo.

Seus criadores certamente beberam de personagens mais antigos das HQs como Mandrake de Lee Falk e Zatara de Fred Guardineer, mas sua maior influência foi um programa de rádio que ia ao ar nos anos 1930 chamado “Chandu o mágico” – e que contava a história de um mágico talentoso, mas que também era um agente secreto. O programa acabou virando filme em 1932, com o ator húngaro Bela Lugosi no papel principal.

Dr. Estranho

Pôster do filme Chandu o Mágico de 1932

Reprodução

Doutor Estranho cresceu no gosto do público, ganhou revista solo e participou de algumas equipes como Defensores, Vingadores, Os Novos Vingadores, Os Filhos da Meia-Noite, Os Novos Iluminatti e A Ordem. Na última década, vejam só, como vocês bem sabem ele, ele saiu dos quadrinhos e conquistou o cinema com o rosto de Benedict Cumberbatch.

Listei aqui minhas 5 histórias preferidas do Dr Estranho mas toda lista é aquela coisa subjetiva, engessada e injusta então,certamente muita coisa boa ficou de fora. Levei em conta histórias que exploram características marcantes do Mago Supremo e que foram evidenciadas no filme para que vocês possam conhecer melhor o grande mago da Marvel.

5 – A Saga de Shuma-Gorath

Reprodução/Marvel Comics

Pensei nesta saga justamente porque faz menção a um monstro MUITO PARECIDO ao que aparece em Multiverso da Loucura. A única razão da entidade não ter sido assumida como Shuma-Gorath real oficial é a Marvel não ter os direitos cinematográficos do monstro. 

Esta saga é da década de 1970 e conta com uma equipe estelar tanto de roteiristas quanto ilustradores – Roy Thomas, Archie Goodwin, Gardner Fox, Steve Englehart, Frank Brumer ,Barry Smith, Jim Starlin, P. Craig Russell e Irv Wesley. A saga conta com 7 capítulos e tem toda uma aura lovecraftiana, com suas entidades cósmicas. O importante aqui é que, além de Doutor Estranho enfrentar essa grande ameaça espacial, recebe finalmente do Ancião, seu mentor, o título de Mago Supremo nas HQs. Por aqui saiu em um encadernado da Editora Salvat chamado Uma Realidade à Parte.

4 – Zumbis Marvel partes 3 e 4

Dr. Strange

Reprodução/Marvel Comics

Sim, tivemos uma palhinha de Dr Estranho zumbi em Multiverso da Loucura e eles também apareceram na série What If do Disney+. Porém, nos quadrinhos, a Marvel dedicou toda uma saga a eles.Tudo começou em Ultimate Fantastic Four #21, quando Reed Richards viaja pelo multiverso e vai parar em uma realidade infestada por super-heróis e vilões zumbis famintos por carne humana. A história é escrita por Mark Millar e Greg Land, fez muito sucesso e inspirou a criação da saga Zumbis Marvel, que foi escrita por ninguém menos que Robert Kirkman, o criador de The Walking Dead e de Invencível (que também é HQ e virou série animada na Amazon). 

3 –  Doutor Estranho – Shamballa

Uma das minhas histórias preferidas do Doutor Estranho, escrita pelo filosófico J.M De Matteis e lindamente ilustrada por Dan Green, mostra toda uma jornada de autoconhecimento do mago enquanto ele é sugado por uma dimensão desconhecida. Por ocasião da morte de seu mentor Ancião, Stephen Strange vai até ele para prestar-lhe homenagem e recebe uma misteriosa caixa que leva 40 dias e 40 noites para conseguir abrir e, quando o faz, é transportado para um reino chamado Shamballa. Você já deve ter visto esse nome, no primeiro filme do herói, quando ele chega em Kamar-Taj, Mordo lhe entrega um papel escrito Shamballa, dizendo a Stephen que era a senha do wi-fi.

2 – Dr. Estranho – O Juramento

Dr Estranho

Reprodução/Marvel Comics

Outra de minhas histórias prediletas de Stephen Strange. Escrita pelo ótimo roteirista Brian K.Vaughn e ilustrada por Marcos Martin, conta a origem do Doutor Estranho mas permeada por lembranças e valores que emprestam uma complexidade maior ao personagem. Aborda bastante a questão do racional versus místico na luta interna entre o médico Stephen e o mago Strange e os prós e contras do caminho que ele escolheu…ou que o destino escolheu para ele. Você encontra aqui

1 – Doutor Estranho e Doutor Destino – Triunfo e Tormento

Definitivamente a melhor história de Dr Estranho. A mais complexa, tocante e profunda, cheia de nuances e inúmeras camadas. Escrita em 1989 por Roger Stern (que escreveu A Morte de Superman) e ilustrada por Mike Mignola (criador de Hellboy), conta a história de um encontro de Doutores onde o vilão Doutor Destino (também versado nas artes místicas) procura o Mago Supremo para resgatar nada mais, nada menos que a alma de sua mãe do Inferno, os domínios de outro vilão pródigo das HQs e das histórias do mago: Mephisto. Você encontra aqui.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Gabriela Franco

Gabi Franco

Editora de filmes e séries na Tangerina, Gabi Franco é criadora do Minas Nerds, jornalista, cineasta, mãe de gente, pet e planta. Ex- HBO, MTV, Folha, Globo… É marvete, mas até tem amigos DCnautas.

Ver mais conteúdos de Gabi Franco

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal