COLUNAS

Capa da coluna cinco series de 2022

O Cara da Locadora

Cinco séries de 2022 para não deixar passar batido

À procura de uma série para chamar de sua? Já temos ótimos títulos deste ano que não foram lá tão comentados como mereciam

Rafael Argemon

Rafael Argemon

O ano mal começou e já temos algumas séries que já podem entrar na lista das melhores de 2022. O problema é que muitas delas acabam passando batido pra muita gente. Também, são tantas plataformas de streaming lançando uma penca de títulos a cada semana, fica muito difícil acompanhar.

Ainda mais quando saímos do domínio da Netflix.

Mas não se preocupe. Se você está a procura de uma nova série para chamar de sua ou quer dar aquela variada básica na programação, dê uma olhadinha nesta lista com cinco séries imperdíveis de 2022 sobre as quais ninguém falou:

Alguém em Algum Lugar

Cena da série Alguém em Algum Lugar

Alguém em Algum Lugar

Bridget Everett é gente como a gente tentando amadurecer aos 40

Uma pequena série sobre pessoas comuns em uma pequena cidade no interior do Kansas não parece algo lá muito tentador. Mas, acredite, Alguém em Algum Lugar vai te conquistar porque mostra a história de gente como a gente. Pessoas que fogem totalmente do padrão hollywoodiano. Que às vezes riem de si mesmas, choram, desapontam alguém, fazem um amigo inesperado… E Bridget Everett incorpora esse espírito de uma forma tão contagiante. Na trama, ela é  Sam, uma mulher nos seus quarenta e poucos anos que encontra num grupo de estranhos que não se encaixam na restrita comunidade local uma motivação para buscar a felicidade.
Assista em: HBO Max

Estação Onze

Cena da minissérie Estação Onze

Estação Onze

Drama apocalíptico cheio de camadas emociona com poesia intertemporal

Tudo bem, Estação Onze não é exatamente de 2022. Ela estreou no HBO Max no finalzinho de 2021. Mas vale tanto a pena ver essa minissérie, que seria um crime não colocá-la nesta lista. Não se assuste com a temática de pandemia mortal, algo que pode ser bem traumático no momento, mas isso foi só uma coincidência, já que ela é baseada em um livro de 2014. Aqui, seguimos uma série de personagens em linhas do tempo que variam entre antes, durante e 20 anos depois de uma pandemia que dizimou boa parte da humanidade. No começo ela pode parecer truncada demais, mas tenha paciência. Estação Onze vai te recompensar com momentos simplesmente sublimes.
Assista em: HBO Max

Nosso Jeito de Ser

Cena da série Nosso Jeito de Ser

Nosso Jeito de Ser

Série traz três jovens dentro do espectro do autismo tentando lidar com a vida adulta

Lançada sem qualquer alarde no Amazon Prime Video, a série sobre três jovens, dentro do espectro do autismo, tentando lidar com os desafios pessoais e profissionais é surpreendente em tudo. Além da grata representatividade em ter atores autistas interpretando esses personagens, a produção criada por Jason Katims (de Friday Night Lights) sabe equilibrar muito bem os momentos dramáticos e cômicos sem nunca ser piegas ou ofensiva. Enquanto Sosie Bacon (filha de Kevin Bacon que atuou em Mary of Easttown) adiciona compaixão e atrito aos dilemas de Jack, Violet e Harrison como a terapeuta acompanhante do trio, Rick Glassman, Sue Ann Pien e Albert Rutecki dão um molho agridoce ao drama de seus personagens com muita autenticidade.
Assista em: Amazon Prime Video

Ruptura

Cena da série Ruptura

Ruptura

Dirigida por Ben Stiller, thriller de ficção científica é para quem curte uma esquisitice

Cada pedacinho desse thriller de ficção científica –desde suas atuações até o conceito da série em si– parece andar o tempo todo no fio da navalha entre o incrível e o ridículo. Tudo gira em torno de um conglomerado misterioso chamado Lumon. Lá, centenas de trabalhadores exercem funções estranhas que eles nem sabem para o que serve. Tudo porque, para entrar no quadro da empresa, você precisa fazer um implante no cérebro que resulta na total separação da vida pessoal e profissional. É nesse contexto que conhecemos Mark (Adam Scott), um ex-professor viúvo que topou fazer a ruptura. Depois de anos trabalhando no mesmo departamento, ele assume a gerência de sua pequena equipe e o treinamento de uma nova funcionária rebelde. Ótima para quem curte uma esquisitice.
Assista em: AppleTV+

1883

1883

1883

Faroeste raiz conta as origens da família Duton, de Yellowstone

Série derivada de Yellowstone, que se transformou em um fenômeno nos EUA, 1883 conta a história que deu origem ao rancho da família Dutton, em Montana. O maior do país, que reúne terras de uma reserva indígena e do primeiro parque nacional norte-americano. Diferente da original, que se passa nos dias atuais, 1883 segue um formato de western mais tradicional ao retratar a jornada de mais de quatro mil quilômetros de James Dutton (Tim McGraw), sua esposa Margaret (Faith Hill) e filhos Elsa (Isabel May) e John (Audie Rick) acompanhando um grupo de imigrantes alemães pelo oeste selvagem pós-Guerra Civil. Crua e grandiosa, 1883 é para quem curte um faroeste épico. Ah, e não se apegue muito a personagens. Só um toque.
Assista em: Paramount+

Siga O Cara da Locadora também no Instagram @caradalocadora

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Rafael Argemon

Rafael Argemon

Rafael Argemon é criador do perfil O Cara da Locadora no Instagram e também assina uma coluna com o mesmo nome na Tangerina, onde indica as pérolas escondidas nas plataformas de streaming. Cinéfilo e maratonador de séries profissional, passou por Estadão, R7, UOL, Time Out e Huffpost. Apaixonado por pugs, sagu e jogos do Mario.

Ver mais conteúdos de Rafael Argemon

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal