As Meninas Superpoderosas ganha nova série após fiasco de live-action

FILMES E SÉRIES

As Meninas Superpoderosas

Divulgação/Cartoon Network

REBOOT

As Meninas Superpoderosas ganham nova série após fiasco de live-action

Reboot será produzido por parceria entre Cartoon Network e Hanna-Barbera

André Zuliani

Sucesso entre os anos anos 1990 e 2000, a animação As Meninas Superpoderosas vai ganhar um reboot. A nova série chega após o fiasco da rede The CW, que tentou ressuscitar a franquia em uma versão live-action no ano passado.

A nova animação será produzida pelo braço europeu do estúdio Hanna-Barbera, o mesmo por trás de clássicos como Os Flintstones (1960-1966), Os Jetsons (1962-1963) e Zé Colmeia (1961-1962). Craig McCracken, criador da série original, também é o responsável por desenvolver a nova versão.

Além da nova série de As Meninas Superpoderosas, McCracken também se uniu à Hanna-Barbera para produzir um reboot de outra de suas criações: A Mansão Foster para Amigos Imaginários (2004-2009). Ambas as produções ainda não têm previsão para estrear.

Produtor de sucesso, McCracken iniciou a carreira como roteirista e animador no Hanna-Barbera há 30 anos. Agora, ele retorna ao estúdio para dar uma nova roupagem a duas de suas principais séries originais.

“O regresso de Craig à Hanna-Barbera foi uma oportunidade que não podíamos deixar passar. Juntamente com seu senso de diversão e imaginação incomparáveis, ele está trazendo dois de seus maiores trabalhos em As Meninas Superpoderosas e A Mansão Foster para Amigos Imaginários. Estamos muito animados para que esses personagens façam parte do novo legado que está tomando forma no estúdio”, disse Sam Register, presidente da Cartoon Network Studios, Warner Bros. Animation e Hanna-Barbera Studios Europe, em comunicado enviado a jornalistas.

Atrizes esperam live-action de As Meninas Superpoderosas

A primeira versão de As Meninas Superpoderosas teve 79 episódios exibidos entre 1998 e 2006. Em 2016, a animação ganhou um revival com 113 novas aventuras, que encerrou a sua trajetória em 2019. Ainda não há maiores informações sobre a trama do reboot da Hanna-Barbera.

Em 2020, a rede The CW anunciou que a franquia ganharia uma série live-action, ou seja, com atores reais. Para viver as protagonistas Florzinho, Lindinha e Docinho foram escaladas respectivamente as atrizes Chloe Bennet (Agentes da SHIELD), Dove Cameron (Descendentes) e novata Yana Perrault.

O projeto, contudo, não foi para frente. Os executivos da emissora rejeitaram o episódio piloto, que retornou à estaca zero para ser reescrito. Com a decisão, Chloe Bennet deixou o elenco, enquanto Dove e Yana seguem confirmadas e esperam um chamado para reiniciar as gravações.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal