Chefão da Discovery culpa gestão anterior por fim de Batgirl - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Batgirl, Leslie Grace

Divulgação/Warner Bros.

DAVID ZASLAV

Chefão da Discovery culpa erro de gestão por ‘morte’ de Batgirl

Segundo David Zaslav, qualidade dos filmes da DC Comics não é tão boa quanto poderia ser; a ideia é montar um universo similar ao da Marvel

Luciano Guaraldo

Dois dias após cancelar o lançamento de Batgirl, o chefão da Warner Bros. Discovery finalmente se pronunciou sobre por que “matou” a produção que já estava praticamente pronta. Presidente do conglomerado, David Zaslav afirmou que a gestão anterior errou feio ao focar seus investimentos no streaming.

“Houve muita experimentação na indústria, e aprendemos muito com ela”, discursou Zaslav durante a reunião de acionistas desta quinta-feira (4). “Nós vamos abraçar totalmente os cinemas, pois uma exibição tradicional cria propaganda boca a boca e aumenta a expectativa na transição para o streaming. Vimos isso com Batman e Elvis. Temos uma visão diferente para estreias no streaming e tomamos medidas dramáticas para corrigir a estratégia da gestão anterior.”

“Fizemos muitos estudos e não achamos nenhum valor em lançamentos direto para o streaming. Nosso foco vai ser nos cinemas, e quando os filmes chegarem à HBO Max, eles terão mais valor. Não vamos lançar filmes em que não acreditamos e até que eles estejam totalmente prontos. Queremos foco e queremos elevar a qualidade”, falou o presidente da Warner Bros. Discovery.

“Achamos que podemos fazer algo melhor com a DC do que foi feito até agora. Estamos montando uma equipe para planejar esse universo a longo prazo, algo similar ao que a Disney fez com a Marvel. Temos Adão Negro, Shazam! 2, Flash. Assistimos aos filmes e gostamos do que vimos.”

Zaslav afirmou que o cancelamento abrupto de Batgirl não deve afetar a relação da Warner Bros. Discovery com diretores, roteiristas e atores para os próximos projetos. “Nós temos algumas das maiores marcas do mundo. DC Comics, com Batman, Superman, Mulher-Maravilha. Temos Harry Potter, Hanna-Barbera, HBO, HGTV, Food Network, Game of Thrones… A oportunidade que isso apresenta é sem igual. Nosso objetivo é atrair os melhores contadores de história e usar nossas marcas para produzir um conteúdo de qualidade e com mais diversidade”, anunciou.

“Também somos o maior produtor e vendedor de conteúdo do mundo. Vamos investir inteligentemente na produção de conteúdo. Alguns produtos vão estar na nossa plataforma, outros estarão em outras plataformas. Não é quantidade, é qualidade. Quando as pessoas se perguntam quem tem os melhores conteúdos, somos nós”, valorizou ele, citando as 193 indicações ao Emmy 2022 que as produções do conglomerado receberam.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal