Friends: Criadora admite que errou feio com mãe de Chandler - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Morgan Fairchild, Matthew Perry e Kathleen Turner em cena de Friends

Reprodução/NBC

ENVELHECEU MAL

Friends: Criadora admite que errou feio com mãe trans de Chandler

Marta Kauffman reconheceu que a série teve uma abordagem incorreta ao tratar Helena Handbasket com pronomes masculinos na sétima temporada

Luciano Guaraldo

Friends (1994-2004) é uma das comédias mais importantes da TV mundial, mas até os fãs mais afoitos precisam reconhecer que alguns aspectos da série envelheceram muito mal. A própria Marta Kauffman, que criou a atração em parceria com David Crane, admitiu que errou feio com a representação de Helena (Kathleen Turner), mãe trans de Chandler (Matthew Perry).

No decorrer de toda a série, os seis amigos fizeram piada sobre Charles, o pai de Chandler, que havia largado a mulher para ter o caso com o rapaz que limpava a piscina de sua casa. Na sétima temporada, Charles finalmente deu as caras, mas se apresentou como Helena Handbasket, uma artista drag. Para interpretá-la, foi escalada Kathleen Turner, que é cisgênero.

Em entrevista ao programa The Conversation, da BBC, Marta Kauffman reconheceu que ela e os outros produtores de Friends deveriam ter abordado a questão de outra maneira em vez de optar pela galhofa. “Nós a chamávamos de o pai do Chandler, embora ela fosse obviamente uma pessoa trans. Os pronomes eram algo que nós ainda entendíamos, então em nenhum momento nos referimos à personagem como ‘ela’. Isso foi um erro”, declarou.

A conversa com a produtora só vai ao ar na próxima segunda-feira (11), mas o jornal The Guardian postou uma prévia do que está por vir. Anteriormente, Marta Kauffman tentou corrigir a falta de diversidade racial em Friends fazendo uma doação milionária à faculdade onde estudou para incentivar o estudo da cultura negra.

Atriz também criticou sua escalação em Friends

A própria Kathleen Turner também já criticou sua escalação para Friends. Em 2018, durante uma entrevista à revista Gay Times, a estrela afirmou que a série envelheceu muito mal e que, atualmente, não aceitaria o convite para dar vida a Helena. Ela acredita que a personagem deveria ser interpretada por uma atriz trans.

“Era uma sitcom de 30 minutos. Virou um fenômeno, mas ninguém nunca a levou a sério como uma crítica social. Os produtores me abordaram com um convite, que era: ‘Você gostaria de ser a primeira mulher a viver um homem interpretando uma mulher?’. Eu disse sim, porque não havia muitas pessoas trans ou drags na TV na época”, alfinetou.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal