FILMES E SÉRIES

Omar Sy como Ársene Lupin na série Lupin

Divulgação

Netflix

A vida imita a arte: Lupin, série da Netflix sobre ladrão, é assaltada

Bando rouba cerca de R$ 1,5 milhão em equipamentos de produção em que Omar Sy é Arsène Lupin, o famoso ladrão da literatura francesa

Rafael Argemon

Rafael Argemon

Atribuída ao filósofo grego Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.), a frase “a vida imita a arte” anda tirando o sono da Netflix ultimamente. Isso porque dois sets de filmagens da gigante do streaming foram assaltados em um intervalo de apenas um dia. O primeiro foi o de The Crown, no dia 24 de fevereiro. Segundo a Variety, um bando de ladrões levou creca de R$ 1 milhão em antiguidades usadas como cenografia durante as filmagens da quinta temporada da série sobre a família real britânica.

Já na última quarta-feira (2), a mesma Variety informou que, no dia seguinte, a produção da série francesa Lupin também foi vítima de uma ação de um grupo de assaltantes, que invadiu o set de filmagens da terceira temporada da série. Na região de Nanterre, nos arredores de Paris.

De acordo com a Variety, aproximadamente 20 bandidos encapuzados forçaram sua entrada no set soltando fogos de artifício para causar uma confusão generalizada. Na correria, eles fugiram com diversos equipamentos. E o prejuízo foi ainda maior do que o sofrido pela equipe de The Crown. Cerca de R$ 1,5 milhão.

A perda dos equipamentos causou uma paralização de três dias das filmagens de Lupin. Parece pouco, mas produções como essa têm prazos bem apertados e cada dia de paralização causa grandes prejuízos.

Lupin: No limite entre a realidade e a ficção

O curioso –e bem irônico– é que Lupin é uma série sobre um famoso ladrão da literatura. Conhecido como o “ladrão cavalheiro”, o sedutor anti-herói foi criado pelo francês Maurice Leblanc em 1905 como uma provocação ao Sherlock Holmes do inglês Arthur Conan Doyle. Na série da Netflix, as aventuras do personagem vivido pelo ator francês Omar Sy são transportadas aos dias atuais.

Cena da série Lupin

Trailer da série Lupin

Omar Sy é Arsène Lupin em série sobre o famoso ladrão da literatura francesa

Na plataforma, aliás, não faltam (boas) produções sobre assaltos. Além de Lupin, uma das séries mais populares da Netflix é La Casa de Papel, que retrata dois mirabolantes planos para roubar a Casa da Moeda e o Banco Central da Espanha.

Há também a americana Good Girls, que traz Christina Hendricks, Retta e Mae Whitman como três mães donas de casa tão desesperadas por dinheiro rápido que resolvem roubar um supermercado.

Entre os filmes, destaque para A Qualquer Custo (2016), um western moderno estrelado por Chris Pine e Jeff Bridges; o estiloso Drive (2011), do diretor dinamarquês Nicolas Winding Refn; o alucinante Em Ritmo de Fuga (2017), do inglês Edgar Wright (que recentemente lançou Noite Passada em Soho); o excelente O Plano Perfeito (2006), do grande Spike Lee; e O Castelo de Cagliostro (1979), primeiro longa do mestre da animação japonesa Hayao Miyazaki que tem o próprio Arsène Lupin como protagonista.

Leia mais:

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Rafael Argemon

Rafael Argemon

Rafael Argemon é criador do perfil O Cara da Locadora no Instagram e também assina uma coluna com o mesmo nome na Tangerina, onde indica as pérolas escondidas nas plataformas de streaming. Cinéfilo e maratonador de séries profissional, passou por Estadão, R7, UOL, Time Out e Huffpost. Apaixonado por pugs, sagu e jogos do Mario.

Ver mais conteúdos de Rafael Argemon

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal