FILMES E SÉRIES

https://www.youtube.com/watch?v=YJs96ZqAfv4

Divulgação/Imdb

Terror

Sinistro! Os melhores filmes de terror pra ver na Sexta-Feira 13

Seja numa Sexta-Feira 13 ou em qualquer época do ano, um bom filme de terror pode ser uma ótima forma de se distrair do preço da gasolina e de outros horrores da vida real

Clara Madrigano

Clara Madrigano

Não existe época certa para ver filmes de terror. Com as milhares de opções nos serviços de streaming, todo dia pode ser uma Sexta-Feira 13. E você, que gosta de um bom susto, tem os melhores filmes de terror da Netflix, Amazon Prime Video, HBO Max e outros streamings ao alcance do seu controle remoto.

Mas se passar horas escolhendo a que assistir te assusta mais do que o Jason, esta lista é pra você! Selecionamos os melhores filmes de terror disponíveis em várias plataformas. São clássicos e também títulos não tão conhecidos, mas que valem muito a pena, distribuídos entre diversos streamings. Porque, depois de chegar em casa e tomar um banho, não há nada melhor do que tentar não queimar a pipoca no micro-ondas e se preparar para sentir um pouco de medo. 

NETFLIX

Corrente do Mal (It Follows, 2014)

It Follows: um dos melhores filmes de terror da Netflix

Corrente do Mal - um dos melhores filmes de terror da última década

Um monstro que toma a forma de seus pesadelos

Provavelmente um dos melhores filmes de terror da última década, Corrente do Mal é do tipo angustiante, que usa da mutabilidade da aparência do monstro para deixar o público tenso e se perguntando de onde a próxima ameaça vai surgir. Aqui, ele é uma entidade que segue pessoas que foram amaldiçoadas, tomando a forma de desconhecidos ou de entes queridos de suas vítimas. Preste atenção na trilha incidental, bem importante no gênero. Ela é composta por sintetizadores que começam suaves, dão primeiro uma impressão de estarem embalando um sonho, para então crescerem quase agressivamente. Ao mesmo tempo, lembram um relógio que bate sem parar, para dizer que os minutos estão se esgotando, que algo está vindo. A trilha e enquadramentos de cena são alguns dos grandes trunfos do longa.
Assista na Netflix

O Hospedeiro (The Host, 2006)

O Hospedeiro - mistura ficcão científica, crítica social e humor

O Hospedeiro - ficção científica, crítica social e humor

O diretor de Parasita acerta mais uma vez

Um filme de terror sul-coreano de Bong Joon-ho, diretor do oscarizado Parasita. Aqui, ele mistura ficção científica, crítica política e humor, o que sempre dá um sabor particular aos filmes do cineasta. O longa conta a história de uma criatura mutante que aterroriza as margens do rio Han. Aqui, o monstro é um meio de explorar relações complicadas entre aqueles que são suas vítimas. Song Kang-ho (também protagonista de Parasita) faz um excelente trabalho como o pai abobalhado de uma menina sequestrada pelo monstro. O acontecimento acaba unindo sua família disfuncional (que conta com Bae Doona como uma arqueira medalhista) na tarefa de desafiar o governo e resgatá-la.
Assista na Netflix

A Bruxa (The Witch, 2015)

Você gostaria de viver deliciosamente? - Black Phillip de A Bruxa (2015)

A Bruxa - excelente terror psicológico

Terror como crítica à ignorância

Outro filme de terror que trabalha de forma excelente com atmosfera, A Bruxa explora os diversos medos que acometiam os ingleses puritanos que decidiram colonizar os Estados Unidos. A história segue uma família que é banida da colônia de Plymouth. Como resultado, eles decidem erguer sua nova residência às margens de uma floresta, um solo que o patriarca acredita ser puro, pronto para ser dedicado a Deus. Mas, a floresta é habitada por uma presença que passa a aterrorizar a família, dividindo pais e filhos com medo e paranoia. A Bruxa é o filme que revelou a atriz Anya Taylor-Joy e é fácil entender o motivo. No meio de um elenco tão talentoso —marca registrada do diretor Robert Eggers— ela se destaca como Thomasin, a adolescente que é vitimada e ao mesmo tempo cobiçada por aquilo que habita a floresta. Menção honrosa para Black Phillip, o bode preto de estimação da moça.
Assista na Netflix

Hush – A Morte Ouve (Hush, 2016)

Hush - o terror de não ouvir o perigo se aproximando

Hush - A Morte Ouve - silêncio aterrorizante

Antes de ir para a TV, Mike Flanagan começou no cinema

Outro nome associado ao novo terror, Mike Flanagan já se fazia conhecido com filmes pequenos antes de comandar séries da Netflix e adaptações dos livros de Stephen King. É o caso de Hush, história de uma mulher surda (Kate Siegel) que precisa escapar de um serial killer que a atormenta em uma casa isolada. E o que você faz quando não é capaz nem mesmo de escutar os passos de um assassino?
Assista na Netflix

À Sombra do Medo (Under the Shadow, 2016)

À Sombra do Medo - Nem todos os "gênios" são iguais aos da Disney

À Sombra do Medo - terror off Hollywood

Nem todos os "gênios" são iguais aos da Disney

Um filme de terror persa que passou despercebido por muita gente, À Sombra do Medo se passa na Teerã dos anos 1980, um lugar devastado pela guerra e por uma revolução. Shideh (Narges Rashidi) era estudante de medicina e é forçada pelo novo regime, por ser mulher, a enclausurar-se em casa com a filha. Ela acredita que está sendo atormentada por um djinn. Quando a realidade de Shideh se torna outra, sob bombardeios que podem atingir sua casa a qualquer momento, como diferenciar entre o sobrenatural e o trauma?
Assista na Netflix

Um Lugar Silencioso (A Quiet Place, 2018)

Um Lugar Silencioso: vaca-amarela ganhou todo um outro sentido

Um Lugar Silencioso - silêncio é ouro

Brincar de vaca-amarela ganhou outro sentido

Primeiro filme de terror dirigido pelo também ator John Krasinski, mais conhecido como o Jim da série The Office. Um Lugar Silencioso é, como o título implica, um filme com pouquíssimos diálogos. E sua força está nos momentos de tensão causados justamente porque qualquer barulho, seja um grito ou uma simples palavra, pode atrair monstros horríveis que estão dizimando a humanidade. 
Assista na Netflix

A Visita (The Visit – 2015)

A Visita - até a imagem da vovózinha ficou aterrorizante

A Visita - visitar a vovó virou um pesadelo

M. Night Shyamalan quis subverter nossa ideia de vovôs amáveis

Um retorno humilde de M. Night Shyamalan depois de uma sequência de fracassos, A Visita não gerou tanto alarde quando foi lançado. Mas, talvez justamente por ser um filme contido, ele alcança sucesso no que se propõe a fazer. Dois adolescentes vão visitar os avós que não conhecem e que sempre tiveram uma relação distante com a mãe. Mas os avós, aparentemente tão doces e receptivos, não são bem o que parecem. Terror com vovôs é muita sacanagem —e com um plot twist, é claro, ou não seria um filme de Shyamalan.
Assista na Netflix

Invasão Zumbi (Train to Busan, 2016)

Invasão Zumbi- zumbis no trem

Invasão Zumbi - zumbis no trem

Mais um filme perfeito como é e que Hollywood insiste em querer refazer

Mais um filme de terror perfeito que Hollywood insiste em querer refazer, Invasão Zumbi é uma produção coreana e retrata um apocalipse zumbi. Na populosa Seoul, os protagonistas, tendo embarcado no dito trem rumo a Busan, precisam lidar com o mundo ruindo à volta deles e com o vírus infectando outros passageiros.
Assista na Netflix

O Exorcismo de Emily Rose (The Exorcism of Emily Rose, 2005)

O Exorcismo de Emily Rose - possessão ou doença mental?

O Exorcismo de Emily Rose - ética e religião

Baseado em um caso real em que os responsáveis foram condenados

De 2005, este filme foi um sucesso justificado: a atuação de Jennifer Carpenter como a adolescente supostamente possuída é aterrorizante. E o diretor sabe muito bem como apresentar uma história em que nada é certo —se o que se apossou de Emily foi de fato um demônio ou se ela era apenas uma garota sofrendo com uma doença mental não tratada. Baseado muito de leve no caso real de Annelise Michel, O Exorcismo de Emily Rose com certeza dá calafrios, seja pelo desconhecido ou pela crueldade sofrida pela protagonista.
Assista na Netflix

Predadores Assassinos (Crawl, 2019)

Predadores Assassinos - desgraça pouca é bobagem

Predadores Assassinos - desgraça pouca é bobagem

Não basta ser vítima de enchente... o jacaré precisa vir junto

Produzido por Sam Raimi (Homem-Aranha) e dirigido por Alexandre Aja, este filme de terror/suspense é uma diversão garantida para qualquer fim de semana. A protagonista, uma jovem com uma relação estremecida com o pai, aparece para resgatá-lo durante um furacão. O que ela descobre é que o pai está preso no porão da casa, rapidamente sendo inundada pela água da tempestade e também infestada de jacarés famintos.
Assista na Netflix

AMAZON PRIME VIDEO

O Homem Invisível (The Invisible Man, 2020)

https://www.youtube.com/watch?v=YJs96ZqAfv4

O Homem Invisível - relacionamento tóxico aterrorizante

Remake de um dos famosos "monstros" da Universal

Uma surpresa agradável em uma época em que Hollywood insiste em remakes milionários que nunca estão à altura das expectativas. (É melhor tentarmos não lembrar da versão do Tom Cruise de A Múmia, por exemplo). O Homem Invisível faz uma adaptação eficaz e sinceramente empolgante de um clássico da Universal. Aqui, a protagonista, interpretada pela sempre excelente Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale), tem um ex-namorado abusivo que encontra um modo de se tornar invisível para levá-la à loucura. Um pouco exagerado na exposição e tempo de tela da violência contra a protagonista, tanto física quanto psicológica, mas cheio de boas críticas sociais também. 
Assista no Amazon Prime Video

Suspiria (1977)

Suspiria - um classico do cinema giallo

Suspiria - um clássico do cinema giallo

Um espetáculo de cor e terror

Um clássico de Dario Argento, que acabou um pouco ofuscado pelo remake de Luca Guadagnino. O original, disponível no Amazon Prime Video, ainda tem o poder de assombro e de repulsa que marca a maioria dos trabalhos de Argento. E o longa ainda vibra em cor, uma marca do diretor, o que é algo cada vez mais raro em filmes do gênero, que tentam sempre ser sombrios de todas as formas possíveis. 

Na história, uma jovem estudante de dança (Jessica Harper) se une a uma companhia que esconde um segredo: uma força paranormal e sedenta que mantém o sucesso do lugar.

É uma referência do cinema giallo (amarelo, em italiano), uma espécie de subgênero de filmes de terror e suspense italianos. Foram assim batizados por conta de revistas baratas de terror vendidas em bancas de jornal e que possuíam capas amarelas.
Assista no Amazon Prime Video

[REC] (2007)

REC - um dos melhores filmes de terror dos anos 2000

REC - auge da tensão

Um grande filme de zumbi em um mundo saturado pelo gênero

Simplesmente um dos melhores filmes de zumbis, justamente em um mundo já saturado pelo gênero. REC também carrega consigo a proeza de ser um found-footage (estilo de filme que se passa por documentário, filmado em câmera caseira, estilo Bruxa de Blair) que não cansa o público. A premissa é relativamente simples: uma repórter (Manuela Velasco) trabalhando em uma matéria sobre o dia a dia do corpo de bombeiros é levada até um prédio de classe alta quando os bombeiros são acionados para responder uma emergência. O que parecia apenas um chamado rotineiro se revela algo muito pior.
Assista no Amazon Prime Video

Halloween (1979)

Halloween - um clássico de John Carpenter

Halloween - o começo de um sucesso

Um clássico do splatter pelo mestre John Carpenter

Dissemos que o Dia das Bruxas pode ser eterno e aqui mantemos nossa palavra. Se vamos falar de clássicos, Halloween tem que estar na lista de filmes a serem vistos. Filmado com um orçamento minúsculo, o filme de John Carpenter criou um dos maiores vilões da ficção. Trajando um macacão azul de mecânico e uma máscara do ator William Shatner virada ao contrário e pintada de branco, Michael Myers faz sua primeira aparição aqui —bem como Laurie Strode, vivida por uma então atriz iniciante, Jamie Lee Curtis. A trama? A mais simples possível: numa noite de Dia das Bruxas, uma babá se torna vítima de um maníaco. O resto, como todas as sequências e remakes nos contam, é História com H maiúsculo.
Assista no Amazon Prime Video

Hellraiser – Renascido do Inferno (Hellraiser, 1987)

Hellraiser - não brinquem com cubos desconhecidos

Hellraiser - renascido do inferno - sangue e sadismo

Adaptação do livro do mestre do terror Clive Barker

Baseado na novela Hellbound Heart, escrita pelo famoso autor de terror Clive Barker, e dirigido pelo próprio, Hellraiser é um clássico do gênero splatter/gore – aqueles filmes com MUITO sangue e violência. Aqui, os monstros são demônios denominados cenobitas, que são invocados por quem consegue decifrar o enigma de um artefato conhecido como Cubo Lemarchand ou a Caixa dos Lamentos. Mas, ao contrário dos gênios dos contos de fadas, os cenobitas, quando convocados, trazem desejos meio diferentes: cheios de sangue e sadismo. O filme deu origem a uma franquia e, no terceiro da série, ganhou como trilha a famosa canção de mesmo nome, escrita por Ozzy Osbourne, Lemmy Kilmister e Zakk Wylde.  
Assista no Amazon Prime Video

GLOBOPLAY

O Chamado (The Ring, 2002)

O Chamado - 7 dias...

O Chamado - Sete dias...

Um dos poucos remakes que funcionaram

O remake do filme japonês Ringu talvez seja uma das poucas tentativas de Hollywood de refazer filmes asiáticos que realmente funcionou. Estrelado por Naomi Watts, eleva a ideia de uma corrente de mensagens —tão comum no início da internet— a algo aterrorizante. Uma fita VHS que, quando assistida, coloca uma maldição na pessoa: em sete dias, você morrerá. Naomi Watts, aqui uma jornalista, acaba se envolvendo na busca das origens da maldição depois que sua sobrinha é encontrada morta por conta da fita. 
Assista no Globoplay

Pânico (Scream, 1996)

Pânico - não pode faltar

Pânico - o slasher que lançou tendência

Terror e sátira ao gênero

O gênio Wes Craven retorna ao subgênero slasher (tipos de filmes de terror quase sempre envolvendo psicopatas que matam aleatoriamente, normalmente feitos com baixo orçamento) com um terror adolescente que se tornou um fenômeno. Em Pânico, o assassino é um especialista no gênero que ele mesmo estrela e usa seu conhecimento para aterrorizar a população de uma pequena cidade na Califórnia. Pânico é tanto terror em seu próprio mérito como também uma sátira (ou uma homenagem) a todos os filmes que existiram antes. O roteiro não finge o contrário e está aí o seu ponto mais forte.
Assista no Globoplay

HBO MAX

A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street, 1984)

A Hora do Pesadelo - um dos vilões mais clássicos do cinema

A Hora do Pesadelo - Um, dois... Freddie vem te pegar

Um clássico que não podia faltar

Existe Jason Vorhees (de Sexta-Feira 13), existe Michael Myers e então veio Freddy Krueger. Dessa tríade de grandes vilões, Freddy é o único que fala, e seu senso de humor é outra forma que ele encontra para provocar suas vítimas. A Hora do Pesadelo é o primeiro filme de uma longa franquia que nasceu da cabeça do finado (e genial) diretor Wes Craven. Dormir sendo uma prerrogativa do ser humano, como você escapa de um serial killer que pode te matar DE VERDADE nos seus sonhos?
Assista na HBO Max

It – A Coisa  (It, 2017)

It - A coisa - o velho medo de palhaços não é infundado

It - A Coisa - o velho medo de palhaços...

A refilmagem de 2017 fez jus ao clássico de Stephen King

Outro clássico. Houve duas tentativas de filmar It, o romance-tijolo de Stephen King. A primeira, uma minissérie dos anos 1990, deu ao mundo a performance arrepiante de Tim Curry, e acabou virando filme. Já a refilmagem de 2017 finalmente trouxe o sucesso comercial e de críticas que o primeiro falhou em gerar. Numa pequena cidade do Maine (sempre o Maine…), um palhaço começa a assassinar crianças. Pennywise, o antagonista, não é exatamente o que aparenta ser, e uma gangue de crianças desajustadas decide confrontá-lo e colocar um fim às mortes.
Assista na HBO Max (também disponível no Globoplay)

Para alugar na Apple TV, Google Play, Amazon e Claro TV

Nós (Us, 2019)

Nós - Do aclamado diretor Jordan Peele,mexe com um medo oculto em todos nós

Nós - e se eu fosse você, versão terror

O medo secreto da existência de versões de nós mesmos

Jordan Peele já se tornou sinônimo do novo horror. Em Nós, seu segundo filme depois do premiado Corra!, a trama brinca com uma paranoia muito particular: a existência de um duplo seu —e o que ele faria para assumir o seu lugar. Mais sangrento do que o anterior, Nós conta com uma atuação dupla e poderosa de Lupita Nyong’o.

Curtiu a lista? Comente aí sobre os que ficaram de fora! As opções são muitas e também queremos ouvir vocês!

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Clara Madrigano

Clara Madrigano

Clara Madrigano é escritora e escreve de tudo, ficção e não ficção. Adora o gênero de terror e divide a vida com um golden retriever gigante e peludo.

Ver mais conteúdos de Clara Madrigano

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal