Após rumores, Netflix nega que vai produzir novo filme de Johnny Depp

FILMES E SÉRIES

Johnny Depp

Divulgação/Disney

LA FAVORITE

Após rumores, Netflix nega que vai produzir novo filme de Johnny Depp

Longa francês tem estreia marcada para 2023

André Zuliani

O boicote de Johnny Depp dentro da indústria cinematográfica ainda não terminou. Segundo informações da revista Variety, a Netflix negou que esteja negociando financiar a produção de La Favorite, novo filme estrelado pelo ex-astro de Hollywood.

A publicação rebate a informação divulgada anteriormente pela Bloomberg, que afirmou ter confirmado com duas fontes a negociação envolvendo a gigante do streaming e a produção. Em comunicado enviado à revista, a Netflix explicou que será responsável apenas pela exibição do longa no mercado francês, 15 meses após o fim de sua janela nos cinemas.

No longa, Depp vai interpretar o rei Luis 15 (1710-1774), um dos monarcas mais notórios da história da França. Dirigido por Maiwenn Le Besco, La Favorite tem previsão de estreia nos cinemas franceses para 2023.

Estrelado também por Maiwenn, o longa vai contar a história de Jeanne du Barry, condessa que se tornou a última amante do monarca interpretado por Johnny Depp. É o primeiro projeto do ator desde o lançamento de Minamata (2020) —título disponível no Brasil pelo Globoplay.

A produção francesa seria a primeira de Johnny Depp após o fim do julgamento midiático envolvendo o ator e a ex-mulher Amber Heard. Desde que a atriz o acusou de agressões físicas e abuso moral, Hollywood deu as costas ao ex-protagonista da franquia Piratas do Caribe.

Relembre o caso

Johnny Depp venceu Amber Heard no julgamento do século em decisão divulgada em 1º de junho. O júri do caso confirmou que o ator foi difamado por Amber Heard em um artigo publicado em 2018 no qual ela revelava ter sido vítima de violência doméstica.

A vitória do eterno Jack Sparrow, no entanto, não foi completa: ele receberá “apenas” US$ 10,3 milhões (R$ 55 milhões) dos US$ 50 milhões (R$ 267 milhões) solicitados como indenização. Inicialmente, o júri havia definido que ela deveria desembolsar US$ 15 milhões (R$ 80,1 milhões), sendo US$ 10 milhões (R$ 53 milhões) para compensação de danos e os outros US$ 5 milhões (R$ 26,7 milhões) como medida punitiva.

Depp ainda terá de pagar US$ 2 milhões (R$ 10,6 milhões) para Amber em um contra-ataque movido pela equipe da atriz de Aquaman; ela também recebeu uma quantia muito abaixo da pedida, de US$ 100 milhões (R$ 534 milhões).

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal