FILMES E SÉRIES

Logo do Quarteto Fantástico

Divulgação/Marvel Studios

Quarteto Fantástico

Jon Watts deixa Quarteto Fantástico; quem poderia comandar o filme?

O diretor de cinema foi responsável pela trilogia do Homem-Aranha de Tom Holland na Marvel; sem ele, quem deveria liderar a história dos super-heróis?

Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Sem previsão de lançamento ou elenco e agora, sem diretor, o Quarteto Fantástico passa por um momento. Na última sexta (29), o cineasta responsável pelo novo projeto dos estúdios Marvel anunciou que não vai mais dirigir a nova versão dos super-heróis. Em entrevista ao Deadline, Jon Watts afirma que abre mão do cargo para “descansar”. O diretor foi responsável pela trilogia do HomemAranha, estrelado por Tom Holland e Zendaya.

Na declaração, Watts garante ser “eternamente grato por fazer parte do Universo Cinematográfico da Marvel por sete anos”. Segundo ele, “fazer três filmes do Homem-Aranha foi uma experiência incrível e que mudou minha vida”.

Em comunicado à imprensa, os chefões do grande estúdio Kevin Feige e o copresidente, Luis D’esposito, endossaram a decisão do diretor. “Colaborar com Jon nos filmes do Homem-Aranha foi um verdadeiro prazer. Estávamos ansiosos para continuar a trabalhar com ele em trazer o Quarteto Fantástico ao MCU, mas entendemos e apoiamos seus motivos para deixar o cargo. Estamos otimistas que teremos a oportunidade de trabalharmos juntos novamente em algum momento.”

Com o sinal verde dado pela Marvel, agora, quem poderia comandar o rumo da história do super grupo de super-heróis? Como nenhum nome ainda foi confirmado por Feige, a Tangerina projeta algumas opções. Veja a seguir:

Hanelle M. Culpepper

A diretora se tornou a primeira mulher afro-americana a lançar uma nova série de Star Trek na história da franquia. Sob a sua alçada, coordenou os três primeiros episódios de Star Trek: Picard (2020). Além disso, dirigiu um episódio de Supergirl (S03E20, 2018). Embora a experiência da cineasta seja majoritariamente em produções de TV e curta-metragens, ela já provou ter um ótimo olhar para trabalhos de ficção científica e super-heróis.

Para além dos trabalhos fantasiosos, Hanelle também protagonizou a direção de televisão de episódios de 90210, Parenthood, Criminal Minds, Revenge e Grimm. Desses formatos, portanto, iluminam-se ótimos talentos. Afinal, foi em Community que os Irmãos Russo foram cooptados para a Marvel. Talvez, esse seja um bom momento para vermos a diretora brilhar.

F. Gary Gray

Franquia nova com cheirinho de blockbuster. Elogiado por ter dirigido um dos melhores filmes da franquia Velozes e Furiosos, F. Gary Gray parece uma opção interessante. O diretor também é responsável por ter remontado a trajetória do N.W.A. no documentário Straight Outta Compton: A História do N.W.A. (2015). O registro está disponível na Globoplay.

Embora o cineasta não tenha sido muito bem recebido no sci-fi MiB: Homens de Preto – Internacional, ele poderia obter sucesso com o grupo de super-heróis.

Sam Raimi

Já que falamos de Homem-Aranha, por que não um outro Homem-Aranha? Responsável por dirigir os primeiros três filmes da saga do amigo da vizinhança, Sam Raimi seria um bom nome para tocar o rumo do Quarteto Fantástico. O cineasta também tem respaldo pela franquia de terror Evil Dead. No momento, ele comanda um dos lançamentos mais aguardados do ano, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, que estreia no dia 5 de maio.

A escalada do diretor para o filme dos super-heróis poderia dar um tom muito interessante para a franquia. Em uma entrevista para a Collider, o amigo e roteirista de Raimi, Michael Waldron, constatou o fato de que ninguém “traz Sam Raimi para fazer um filme, a menos que seja um grande filme”. Se a expectativa da Marvel for essa, o nome já está dado.

Brad Bird

Que tal um olhar de animador? Phillip Bradley Bird, premiado pela Academy Award, dirigiu grandes sucessos do cinema. Entre eles, Os Incríveis (2004), Ratatouille (2007) e Os Incríveis 2 (2018). O cineasta poderia trazer um olhar interessante dos quadrinhos do Quarteto Fantástico para às telas. O nome do diretor, inclusive, é um dos comentados pelo público para assumir essa responsabilidade.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Antes de ser repórter da Tangerina, Nicolle Cabral passou por Rolling Stone, Revista Noize e Monkeybuzz. Nas horas vagas, banca a masterchef para os amigos, testa maquiagens e cantarola hits do TikTok.

Ver mais conteúdos de Nicolle Cabral

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal