FILMES E SÉRIES

Imagem de Spy x Family

Divulgação/Studio Wit/CloverWorks

Animes

Spy x Family: Conheça a estreia de anime mais aguardada da temporada

Sucesso como mangá no Japão, animação chega à Crunchyroll neste sábado (9) cercada de expectativas

Igor Lunei

Igor Lunei

Estreia neste sábado (9) Spy x Family, um dos animes mais aguardados da temporada de primavera de 2022. Essa é a adaptação em anime do mangá de comédia de mesmo nome de Tatsuya Endo, de 2019, ainda em publicação no Japão pela plataforma online Jump Comics+, da editora Shueisha, já com nove volumes impressos.

A direção fica por conta do veterano Kazuhiro Furuhashi, que já encabeçou obras de peso, como Samurai X, Dororo (disponível no Prime Video) e a primeira encarnação de Hunter X Hunter como série animada. A produção é feita pelos estúdios Wit, de Attack on Titan e Ranking of Kings, e CloverWorks, de Horimiya e Shadows House.

Na trama, duas nações fictícias, Westalis e Ostania, são separadas por um muro. É como se fosse a cortina de ferro da Guerra Fria entre EUA e URSS, onde os países representam a divisão entre Alemanha Ocidental e Oriental. Claro, com a tensão política desse período replicada aqui.

Em tal contexto está Twilight, um espião cuja missão é se aproximar de Donovan Desmond, líder da União Nacional, partido da extrema-direita. Na intitulada Operação Strix, Twilight precisa ficar a par de qualquer atividade suspeita do figurão militar que possa levar as nações a uma possível guerra.

O problema é que o acesso a Desmond não é tão fácil. Ele é extremamente reservado, e suas únicas aparições são em reuniões fechadas do Colégio Eden, uma instituição de elite na qual estudam seu filho e outros de famílias influentes. Então, cabe a Twilight montar uma família de fachada para infiltrar uma criança nessa escola e tentar contato em alguma dessas reuniões.

Imagem de Spy x Family

Trailer de Spy x Family

Uma família guarda segredos enquanto precisa salvar o mundo

Para tanto, ele assume o nome Loid Forger, adota a menininha Anya em um orfanato caindo aos pedaços que não precisa de tantos trâmites legais, e se junta à uma introvertida recepcionista da sede da prefeitura de Berlint, Yor. Juntos, eles formam a família Forger.

Parece um plano perfeito, mas Yor é na verdade uma poderosa assassina de aluguel conhecida como Princesa dos Espinhos, enquanto Anya é fruto de uma experiência científica obscura e possui a capacidade de ler mentes. Ou seja, o trio passa a viver uma farsa dentro de uma farsa, na qual cada um possui seus próprios interesses.

Sucesso antes da estreia

Spy x Family é um imenso sucesso do mercado editorial japonês atual. Em novembro de 2021, seus oito volumes impressos até então já acumulavam mais de 12,5 milhões de cópias vendidas. Cada tiragem inicial para novos volumes é de um milhão de cópias. Isso tudo antes mesmo da adaptação em anime, algo que costuma alavancar as vendas caso a audiência vá bem. Aqui no Brasil, o mangá está em publicação pela editora Panini.

O anime é uma boa pedida para quem gosta de histórias em várias camadas. É interessante observar como os personagens, cada um com seu segredo, utilizam suas armas para manter a farsa armada. 

O enredo de Anya é tocante: por conseguir ler as mentes de seus pais de mentira, ela sabe o papel que cada um interpreta ali. Contudo, como ela carrega um passado conturbado, já tendo passado por diferentes orfanatos e sido devolvida por várias famílias, a menininha usa desse conhecimento para manter o trio unido. Afinal, não quer passar pela separação mais uma vez.

Imagem de Spy x Family

Spy x Family é uma das principais estreias de anime em 2022

Divulgação/Toho

Conforme a trama avança, são adicionados mais contornos políticos ao pacote, nos quais desigualdades e controle social são explorados. Mas sempre de um jeito bem humorado, pois é na comédia que a obra finca seu pé temático.

O primeiro episódio cobre todo o primeiro capítulo do mangá. Acompanhamos como ocorreu a convocação de Twilight para a Operação Strix, a adoção de Anya e uma ação inicial com os dois antes que ocorra o teste de admissão para o Colégio Eden.

É uma prévia de elementos que estarão presentes na história. Somos apresentados ao estilo de espionagem de Twilight, com alguns de seus truques, equipamentos, neuroses e contatos nesse universo. Rola um mini arco envolvendo uma missão dele sobre um segredo de arrancar os cabelos de um político famoso que tem eco no ápice do episódio.

Observamos como Anya, com seu jeito atrapalhado, utiliza seus poderes para tentar guiar as situações de modo que ela possa ter um final feliz. Eles vão desde burlar um jogo de palavras cruzadas até fingir interesse por um desenho animado sobre espionagem. Através dela, há segmentos de comédia pastelona, mas também outros que puxam mais para o emocional.

Lado família

Também temos um gosto de outra pauta recorrente em Spy x Family, a transição de um lado mais frio e calculista dos personagens para outro onde se permitem baixar a guarda e demonstrar fragilidades e sensibilidades. Isso estabelece o que pode ser o tema central dessa história: encontrar uma família de verdade, mesmo que com integrantes bem improváveis nela.

Os estúdios Wit e CloverWorks capricham na produção, com a adição de cenários bem mais detalhados aos vistos pelos traços de Tatsuya Endo e um trabalho bacana nas passagens de luta que exigem uma fluidez maior em tela. 

Esse é o tipo de obra no qual um cuidado técnico apurado faz bastante diferença, já que é preciso imergir audiovisualmente o espectador no clima de espionagem cinematográfico retrô que os personagens estão inseridos, ao mesmo tempo em que tudo isso é quebrado pelas piadas, quase sempre visuais, no bom estilo animado japonês.A animação é exibida no Brasil pela Crunchyroll, com legendas em português, e vai ao ar aos sábados, às 12h30. Foram prometidos 25 episódios, que serão divididos em duas partes. A primeira traz os 12 primeiros e a segunda, com o restante, deve ir ao ar a partir de outubro, quando começa a temporada de outono no Japão.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Igor Lunei

Igor Lunei

Igor Lunei é jornalista e escreve na Tangerina sobre cultura pop asiática, tema que também pesquisa. Do Rio de Janeiro, é fã de cinema, música, gibis e animes. Tem textos também no JBox.

Ver mais conteúdos de Igor Lunei

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal