FILMES E SÉRIES

Tory Kotsur

Divulgação/Prime Video

Oscar 2022

Troy Kotsur é o primeiro ator surdo a ganhar o Oscar

Ator de No Ritmo do Coração entra para a história ao se tornar o primeiro homem surdo a conquistar a estatueta do Oscar

Gabriela Franco

Gabi Franco

O ganhador de Oscar de Melhor Ator Coadjuvante Troy Kotsur é o primeiro ator homem surdo a ganhar um Oscar de Ator Coadjuvante e o segundo ator surdo a receber uma indicação ao Oscar, a primeira foi justamente Marlee Matlin que contracena com ele e faz o papel de sua mulher no longa.

Kotsur também é o primeiro ator surdo a vencer e ser indicado ao SAG Award na categoria individual de atuação. 

Durante o seu discurso na cerimônia que aconteceu no domingo (27) em Los Angeles, o ator declarou: “Eu realmente quero agradecer a todos os maravilhosos palcos de teatro para surdos onde me foi dada a oportunidade de desenvolver meu ofício como ator.” E ainda complementou, de forma emocionante: “Este prêmio é dedicado à comunidade surda, à comunidade de filhos de pais surdos e à comunidade das pessoas com deficiência. Este momento é nosso.”

 Antes de seu papel em No Ritmo do Coração, Kotsur apareceu em séries de TV como Criminal Minds e atuou em inúmeras produções teatrais, incluindo uma adaptação em linguagem de sinais americana de Big River: As Aventuras de Huckleberry Finn, para a Broadway.

Nascido em Mesa, Arizona, em 24 de julho de 1968, não foi identificado surdo ao nascer. Sua mãe percebeu que ele era PCD  quando ele tinha 9 meses. Seus pais e irmãos então aprenderam ASL (língua americana de sinais) para se comunicar com ele.

Tendo sido criado na pequena cidade de Mesa, Kotsur jogava basquete e assistia a episódios de Tom e Jerry e Pantera Cor de Rosa justamente porque neles não havia comunicação verbal.  Quando tinha 8 anos, se apaixonou por Star Wars e sua narrativa visual. Foi então que decidiu que seria ator.

Troy kotsur

Emilia Jones, Troy Kotsur, Marlee Matlin e Daniel Durant em No Ritmo do Coração

Divulgação/PrimeVideo

No Ritmo do Coração é um remake do francês A família Bèlier, de 2014 dirigido por Eric Lartigau. Quando lançado, o filme suscitou controvérsias na comunidade surda pois dois dos protagonistas foram interpretados por atores ouvintes na época. O vacilo foi retificado em No Ritmo do Coração, onde todos os membros surdos da família Rossi são interpretados por atores que também são surdos em suas vidas reais (Marlee Matlin, Troy Kotsur e Daniel Durant). Isso foi uma grande conquista em termos de representatividade no cinema, abordar a questão da deficiência auditiva em um filme onde o foco não é a deficiência em si, mas sim os relacionamentos de PCDs e de uma forma positiva, inclusiva e real.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Gabriela Franco

Gabi Franco

Editora de filmes e séries na Tangerina, Gabi Franco é criadora do Minas Nerds, jornalista, cineasta, mãe de gente, pet e planta. Ex- HBO, MTV, Folha, Globo… É marvete, mas até tem amigos DCnautas.

Ver mais conteúdos de Gabi Franco

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal