FRESQUINHAS!

Lançamentos

Reprodução

Fresquinhas

Shakira, Baco Exu do Blues e Elza estão nas fresquinhas da semana

Elza Soares ainda reina entre nós, mas também temos Shakira, Megan Thee Stallion e Daniel Caesar nos lançamentos da semana

Dora Guerra

Dora Guerra

Hoje não é lá um dia de muitas novidades fresquinhas, o que faz sentido: por um lado, tem muito gringo de olho no Coachella, planejando seu look de franjas e esquecendo de abrir o Spotify. Por outro, tem muito brasileiro de olho no Carnaval ou no feriado, planejando seu look de glitter e esquecendo de abrir o Spotify. 

Ou seja: ouvindo música nova hoje, basicamente só eu e você, os diferentes, os descolados.

Mas, como nada nunca está perdido (exceto provavelmente a dignidade do nosso país), tem sempre um lançamento que brilha aos olhos; tem Megan Thee Stallion, Shakira, Baco Exu do Blues e até Elza Soares, que nos concedeu o privilégio imenso de ouvi-la com alguma novidade fresquinha mesmo hoje. 

Afinal, quando a gente resolve ouvir músicas fresquinhas, a vida sempre nos recompensa.

Vamos lá.

Elza Soares – Meu Guri

Pra lembrar que Deus é mulher

Enquanto tivesse voz, Elza ia cantar. A gente sabia disso. Tinha tanto pra cantar que seguimos recebendo os presentes dela, mesmo que ela não esteja por aqui: hoje, saiu uma nova versão de Meu Guri, gravada no Theatro Municipal de São Paulo e agora lançada postumamente.

Não é a primeira, nem a segunda versão da cantora para essa música; na verdade, a faixa de Chico, mas quase inteiramente de Elza, serve quase como um marcador do tempo. Cada versão mostra uma Elza diferente, mais nova ou mais velha, olhando para o guri com mais carinho ou mais melancolia. 

Nessa última versão, vem a cereja do bolo: a voz que canta parece carregar um pouco de todas as Elzas, agora com o peso do tempo, mas a sensibilidade de sempre (e graves de arrepiar). É só ela e o piano, mas ela não chora como na versão de 97, nem declama como em outras, agora conta a história como uma mulher cicatrizada, sorriso de canto de boca, amor pelo guri. 

A mulher do fim do mundo nem cá está mais e ainda parece parar o mundo ao seu redor quando canta. Como pode?

Shakira, Rauw Alejandro – Te Felicito

Talvez eu não tenha entendido o conceito

Pra quem não acompanhou, a Shakira andava com uma estratégia de divulgação, digamos que, curiosa: recentemente, as capas dos vídeos mais conhecidos da cantora estavam diferentes, isto é, com um robôzinho na miniatura. Aparentemente, a estratégia nos trouxe até aqui: uma faixa em que a artista transforma o cantor Rauw Alejandro, em robô. É, eu sei, meio confuso. 

O resultado é uma música meio funky, meio reggaetón, com um clipe nem anos 2000, nem anos 2020. E vale destacar: com um refrão em que Shakira faz uma dancinha meia-boca, muito provavelmente pra -você adivinhou- tentar hitar no TikTok. Eu detesto quando a Shakira dança de forma possível.

Não tem muito mais o que dizer. Shakira, te amo, mas esse robôzinho… confira o clipe

Shakira

Shakira feat Rawn Alejandro - Te Felicito

Megan Thee Stallion – Plan B

Se esse é o plano B, imagine só o plano A

Eu adoro todas as Megans que aparecem por aí: a bem pop e divertida, a que faz clipes sensacionais como Thot Shit, a que toca piano com a bunda e por aí vai. Mas de todas elas, a mais talentosa e autêntica é a que aparece em Plan B.

Nessa música –brevemente cantada no Coachella, no final de semana passado– tudo denuncia anos 90: o sample (que é de Freek’n’You – Jodeci, faixa de 1995) e o flow, inclusos. O refrão tá lá pra cumprir papel, mas o principal é verso, verso, verso. Um belo de um “diss” pra quem quer que seja o coitado que inspirou a música, aliás. No conjunto, Plan B é facilmente uma das melhores faixas lançadas por Megan nos últimos anos. E dura menos de 3 minutos, o que te obriga a ouvir de novo, de novo e de novo.

Baco Exu do Blues – Gotham É Aqui

Aqui onde? O Robert Pattinson tá aqui??

Não entendi bem se a nova do Baco é só publi pra HBO –com o lançamento de Batman na plataforma, aquele com o lindo do Robert Pattinson– ou uma faixa que o artista genuinamente planejava lançar. Bom, música é música, então eu ouvi de qualquer maneira.

Pra quem vem de Bluesman e QQVJA?, Baco volta mais agressivo, tanto em produção quanto em voz. É mais a cara dos primeiros trabalhos do rapper, mas com uma nítida melhoria de quem cresceu muito desde então. E mostra o talento do artista, sem desassociá-lo da sonoridade mais leve de seu último disco, lançado recentemente.  Acho que Gotham É Aqui serve ao seu propósito: chama a atenção para o filme e para Baco ao mesmo tempo, instantaneamente te fazendo querer subir em uma moto na cidade escura. 

Daniel Caesar, BADBADNOTGOOD – Please Do Not Lean

Ai, o timbre do homem

Pra quem não reconhece o timbre delicioso de Daniel Caesar à primeira ouvida, ele é um dos responsáveis pelo brilho de Peaches, do Justin Bieber, mas reduzi-lo a essa faixa seria um desperdício de ouvidos. 

Daniel Caesar canta (sem esforço algum) muito mais que eu jamais cantarei em minha vida e em Please Do Not Lean, ele faz questão de mostrar exatamente isso. A faixa começa com um R&B tranquilão (e um pé no gospel) e lá pela metade, se transforma completamente, virando o que eu consideraria outra música. Aí, com um dedilhado contemplativo, múltiplas vozes e uma bateria sutil, você termina de transcender. 

Em suma: acho que vem um álbum por aí e eu tô mais que animada pra ouvir a voz do Daniel Caesar o dia inteiro no meu ouvidinho. 

Outras em uma frase:

Florence and the Machine – Free:

Se tem Bill Nighy, a resposta é sim.

Gustavo Mioto, Ludmilla – Afogado (Ao Vivo):

não é bem sertanejo, nem forró… nem muito boa.

Karol G – PROVENZA:

soa como um drink cítrico no fim de tarde.

Chico e o Mar – CHICO E O MAR:

um bom álbum pra quem tem câmera analógica e roupas Surreal São Paulo.

Esse é o Fresquinhas! de hoje. Ou a Fresquinhas! de hoje. Ou Fresquinhas!, simplesmente. Não sei bem o gênero da coluna, deixa ela se descobrir sozinha.

De toda maneira, espero que seja um bom lembrete: se teve Fresquinhas!, significa que hoje é sexta. E aí, meu anjo, não há preocupação que não possa esperar a chegada da próxima semana.

Um beijo!

Quer ficar por dentro de todas as músicas novas do momento? Fica de olho na Tangerina que todas as semanas entregamos novidades fresquinhas pra você.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Dora Guerra

Dora Guerra

Dora Guerra é pesquisadora musical e pensa mais sobre o tema do que deveria. Na Tangerina, publica a coluna Fresquinhas!, sobre lançamentos musicais. Suas posses incluem: a newsletter Semibreve, o podcast Queijo Quente, uma vira-lata caramelo, alguns vinis e uma vitrola estragada.

Ver mais conteúdos de Dora Guerra

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal