GAMES

Cena de Portal 2

Divulgação/Valve

Lista

Tempo curto? Veja 10 jogos para terminar em um fim de semana

Uma seleção de ótimas experiências para aproveitar sem muita enrolação

Bruno Silva

Bruno Silva

Em uma coisa muitos gamers concordam: às vezes os jogos são longos demais. Está cada vez mais difícil encontrar jogos para zerar rápido. Inclusive, os lançamentos parecem durar uma eternidade até chegar no final, com atividades paralelas, desafios e todo o tipo de artimanha para alongar a experiência, especialmente se você é daqueles que gosta de completar tudo antes de partir para o próximo jogo.

Se você está sem tempo, não se preocupe. A Tangerina preparou uma seleção de experiências ótimas que cabem no seu fim de semana. Utilizamos como base o site How Long to Beat, que agrega dados de usuários e faz uma média de quanto tempo leva para você zerar, fechar ou terminar seu jogo. Confira:

Journey

Imagem de Journey

Journey é aventura contemplativa sem diálogos e com cenários belíssimos

Divulgação/thatgamecompany

Journey é uma experiência transformadora tanto para quem está começando a jogar videogame quanto para quem joga há muito tempo. É também uma experiência na medida certa: você consegue completar o objetivo de chegar ao topo de uma montanha durante apenas uma tarde.

Por mais curta que seja, a experiência é intensa. Sem se comunicar com outros jogadores, você percorre cenários belíssimos, como desertos e montanhas, em uma jornada que emociona e conversa com você mais do que muitos jogos. Tudo isso sem dizer uma única palavra.

  • Duração: de duas a cinco horas e meia
  • Onde jogar: PlayStation 4, PlayStation 3, iOS e PC.

Portal 2

Imagem de Portal 2

Portal 2 tem desafios de quebrar a cabeça

Divulgação/Valve

Portal 2 é provavelmente um dos jogos que mais levará tempo para terminar dentro dessa lista. Isso porque a duração do jogo não depende de história ou do desenvolvimento de personagens, e sim da sua capacidade de lógica e dedução.

Em Portal 2, você precisará escapar mais uma vez do laboratório da Aperture Science. Seu maior aliado é uma arma capaz de criar portais ligando um ponto a outro de qualquer mapa. Utilizando apenas esse equipamento, você precisará decifrar leis da física para escapar das complicadas armadilhas dessa aventura. Portal 2 é um dos jogos mais bem construídos de todos os tempos nesse sentido, com problemas capazes de desafiar os jogadores mais inteligentes.

  • Duração: de oito a 21 horas
  • Onde jogar: PC, Nintendo Switch (em breve), PlayStation 3 e Xbox 360.

The Wolf Among Us

Cena de The Wolf Among Us

Baseado em HQ, The Wolf Among Us reúne criaturas de contos de fada

Divulgação/Telltale Games

Quem quiser acompanhar uma história mais clássica, com começo, meio e fim, pode procurar por The Wolf Among Us, um dos jogos mais populares e bem avaliados do estúdio Telltale Games.

A história é um prelúdio da HQ Fábulas, do selo Vertigo da DC Comics. Neste mundo, criaturas folclóricas e de contos de fadas habitam o mundo real. Por lá, o detetive Bixby Wolf precisa solucionar um crime bárbaro. Assim como outros jogos da Telltale, The Wolf Among Us é uma história em episódios, o que é perfeito para fazer pausas e dividir a jogatina ao longo do fim de semana.

Katana Zero

Imagem de Katana Zero

Katana Zero é jogo de ação com pegada retrô

Divulgação/Devolver Digital

Katana Zero é a opção perfeita para quem está atrás de um jogo curto para o fim de semana e, de quebra, quer reviver um pouco da nostalgia dos anos 1990.

O jogo tem estética 16-bit, a mesma de jogos clássicos da época do Super Nintendo e do Mega Drive, e mistura elementos de plataforma e ação. Você é um ninja e, além de ter habilidades excepcionais de combate, também tem o poder de manipular o tempo.

  • Duração: de quatro horas e meia a nove horas e meia
  • Onde jogar: PC e Nintendo Switch.

Monument Valley

Cena de Monument Valley

Monument Valley tem desafios com perspectiva no celular

Divulgação/ustwo games

Monument Valley é um dos jogos para smartphone mais famosos de todos os tempos, e um caso raro de título na plataforma que tem um final.

Em teoria, o jogo é curtinho, e a possibilidade de jogar em qualquer lugar pode tornar a experiência ainda mais rápida. Porém, aqui vale a mesma máxima de Portal 2: a duração do jogo vai depender da sua capacidade de dedução.

No jogo, você precisa mexer na perspectiva da câmera para ajudar a protagonista silenciosa a viajar pelo mundo. A beleza dos cenários é fascinante e as ilusões de ótica fazem você se sentir dentro de uma pintura do artista holandês Escher (1898-1972).

Duração: de uma hora e meia a duas horas

Onde jogar: iOS e Android.

Inside

Cena de Inside

Inside é uma jornada perturbadora

Divulgação/Playdead

Inside é uma experiência que vai deixar marcas mesmo sendo curtinha. Falar muito sobre o título pode estragar algumas de suas surpresas, então vamos falar sobre o jogo evitando spoilers o máximo possível. 

Em Inside, você é um garotinho que precisa fugir de um local sombrio e bizarro. A partir daí, o jogo, que é de plataforma e usa uma mistura de jogabilidade 2D com perspectiva 3D, toma alguns rumos surpreendentes e assustadores.

Inside é o segundo jogo do estúdio dinamarquês Playdead, que conseguiu uma sensação similar com o perturbador Limbo. Entretanto, Inside é ainda mais estranho, e ainda melhor.

Uncharted: The Lost Legacy

Imagem de Uncharted: The Lost Legacy

Uncharted: The Lost Legacy é aventura cinematográfica com duração curta

Divulgação/PlayStation

Se você procura uma aventura mais cinematográfica e de qualidade visual espetacular, Uncharted: Lost Legacy é a melhor opção. Este jogo tem todas as qualidades da franquia, que emula filmes de aventura como Indiana Jones em formato interativo, mas tem uma duração um pouco menor, o que a torna perfeita para terminar dividindo sessões entre sábado e domingo.

Uncharted: The Lost Legacy é protagonizado por Chloe Frazer, caçadora de tesouros que surgiu no segundo game da série e também participa do filme. Ao lado de Nadine Ross, a vilã de Uncharted 4, Chloe precisa recuperar um artefato ancestral. Apesar da duração reduzida, o jogo tem tudo o que fez da série famosa, das sequências de ação cinematográficas a grandes áreas abertas para explorar.

Sonic Mania

Cena de Sonic Mania

Sonic Mania é aventura retrô que homenageia legado do mascote da Sega

Divulgação/Sega

Não há experiência mais nostálgica nesta lista do que Sonic Mania, ao menos para quem cresceu jogando Master System ou Mega Drive.

Sonic Mania é uma espécie de reinvenção dos jogos clássicos do ouriço nos anos 1990, mas com fases novas e animações refeitas para as plataformas atuais. O jogo é o sonho de quem gosta do mascote da SEGA, que está acompanhado dos amigos Knuckles e Tails —que também são personagens jogáveis— em uma celebração do legado de um dos ícones dos games.

Boyfriend Dungeon

Imagem de Boyfriend Dungeon

Boyfriend Dungeon tem masmorras e armas que se transformam em pretendentes

Divulgação/Kitfox Games

Boyfriend Dungeon é um jogo único, especialmente por sua combinação especial de referências. Neste título independente, você precisa passar por várias masmorras. Entretanto, tudo muda quando você descobre que armas usadas para derrotar monstros têm consciência própria e… Bom, você pode namorar com elas.

A combinação pode parecer estranha, mas funciona muito bem nessa aventura igualmente divertida e desafiadora. E tudo isso em apenas um fim de semana.

A Lenda do Herói

Imagem de A Lenda do Herói

A Lenda do Herói é jogo de aventura no qual tudo é narrado por um bardo

Divulgação/Dumativa

Para fechar a lista, nada melhor do que uma indicação de jogo brasileiro. O jogo é uma história cíclica: tudo começou quando os youtubers Marcos e Matheus Castro —os Castro Brothers— fizeram uma paródia de jogos de aventura, narrados por um bardo. O vídeo ficou super popular e, anos depois, se transformou em um jogo.

A Lenda do Herói é um título de plataforma no qual você controla um cavaleiro que precisa resgatar uma princesa. Tudo o que você fizer será narrado pelo bardo, mesmo que você passe o tempo todo sem sair do lugar. Uma aventura para dar risada e apreciar a criatividade nas rimas e letras enquanto salva seu reino.

Faltou algum jogo na lista? Qual game você terminou em um fim de semana e gostaria de recomendar? Deixe seu comentário!

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Bruno Silva

Bruno Silva

Editor de games e animes na Tangerina, Bruno Silva é brasiliense e fã de basquete. Jornalista, apresentador e streamer, foi co-criador do The Enemy e já publicou no Omelete, Nerdbunker, Metrópoles e Correio Braziliense.

Ver mais conteúdos de Bruno Silva

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal