GAMES

Filmes e séries de games

Arte/Tangerina

Lista

10 melhores (ou menos piores) filmes e séries baseados em games

Listamos dez títulos que se destacam no azedo universo de adaptações de jogos para o cinema e a TV

Bruno Silva

Bruno Silva

Escolher os melhores filmes e séries baseados em videogames é quase como jogar um jogo no modo hard. Afinal, são muitos os maus exemplos de como adaptar as histórias dos games para a TV e para o cinema.

Mas, desde que o filme live-action Super Mario Bros. estreou em 1993 e inaugurou a era dos games em Hollywood, há algumas poucas obras que valem a pena assistir. São adaptações que não apenas fazem jus ao material original como também entregam histórias no mínimo interessantes.

Aproveitando a chegada de Halo ao Paramount+, listamos as melhores —ou menos piores— séries e filmes de games:

Sonic: O Filme

Cartaz de Sonic: O Filme

Sonic: O filme coloca o mascote no mundo real e é cheio de referências aos games

Divulgação/Paramount

Quem olhar a sinopse ou os trailers de Sonic: O Filme pode até achar que estamos diante de mais uma adaptação de jogos esquisita para o cinema, mas o resultado final está bem distante desse clichê. Contando uma história de origem inédita do mascote da Sega, o filme coloca o personagem no mundo real para interagir com humanos e acerta muito no processo, em uma trama que não aliena quem está chegando agora e é recheada de referências e agrados aos fãs do ouriço azul. 

Onde assistir: Globoplay

Mortal Kombat (1995)

Cena de Mortal Kombat (1995)

Mortal Kombat (1995) é um dos primeiros exemplos de filme de games bem-sucedido

Divulgação/Warner Bros.

Esqueça as continuações e o filme de 2021. O longa que ajudou a catapultar Paul W.S. Anderson para o sucesso em Hollywood ainda é uma das melhores adaptações de jogos para o cinema porque consegue pegar a essência do material original e colocar na tela sem muitas firulas. Comparado às adaptações mais bem financiadas da atualidade, Mortal Kombat pode parecer muito simples, mas é essa característica que torna o filme em uma adaptação honesta, com uma história coesa e sequências de ação que impressionam até hoje.

Onde assistir: HBO Max

Castlevania

Cena de Castlevania

Com quatro temporadas, Castlevania é baseada em game de terror

Divulgação/Netflix

Quando saímos dos filmes live-action e entramos no terreno das séries e das animações, os games têm se saído muito bem. É o caso de Castlevania, série de quatro temporadas da Netflix que retrata a eterna luta entre o clã dos Belmont e o conde Drácula. A série demora um pouco para engrenar. Porém, quando melhora, é uma excelente história com elementos de terror que expande e muito a mitologia em torno da franquia de terror da Konami.

Onde assistir: Netflix

Terror em Silent Hill

Cartaz de Terror em Silent Hill

Terror em Silent Hill (2006) adapta os jogos da Konami para o cinema

Divulgação

Antes de Hollywood eleger o videogame como a próxima aposta de grandes bilheterias, Terror em Silent Hill figurou como um dos poucos exemplos positivos de adaptação bem-sucedida de jogos para o cinema. Utilizando elementos característicos dos jogos como a névoa e criaturas assustadoras, Silent Hill é um filme de terror psicológico competente, apesar de algumas partes meio estranhas.

Onde assistir: Google Play, Apple TV, YouTube (aluguel)

Pokémon: Detetive Pikachu

Cena de Detetive Pikachu

Detetive Pìkachu se baseia em jogo derivado de Pokémon

Divulgação/Warner Bros.

Inspirado em um jogo derivado de Pokémon para o Nintendo 3DS, Detetive Pikachu conta a história de um jovem que investiga um misterioso crime ao lado de um peculiar Pikachu falante com capacidades excepcionais de investigação. A combinação do cinema detetivesco com um mundo onde pokémon e pessoas convivem pacificamente na cidade de Ryme funciona muito bem, e faz a gente relevar até mesmo algumas versões de monstrinhos que ficaram esquisitas no live-action —sim, Mr. Mime, estamos falando de você.

Onde assistir: Globoplay

Monster Hunter

Cena do filme Monster Hunter

Em Monster Hunter, Natalie Artemis (Milla Jovovich) vai parar em mundo de fantasia com monstros gigantes

Divulgação/Sony

Muita gente torce o nariz para os filmes baseados em games de Paul W.S. Anderson, que fez de Resident Evil uma franquia bem-sucedida na bilheteria e odiada pelos fãs da série. A grana em caixa fez a desenvolvedora Capcom dar carta branca para o diretor adaptar livremente outra de suas séries de jogos de sucesso, Monster Hunter, e o resultado aqui não decepciona. O começo pode parecer estranho, com toques de militarismo que ligam o mundo real a um mundo onde monstros gigantes dominam a cadeia alimentar, mas os toques de fantasia que os fãs de Monster Hunter adoram surgem aos poucos e cumprem um ótimo papel de apresentar esse universo aos cinemas.

Onde assistir: HBO Max

Cuphead – A Série

Cena de Cuphead - A Série

Além de Xicrinho e Caneco, o elenco também conta com o Diabo, Rei Dado, Vovô Chaleira e os irmãos sapos Escoaxo e Sopapo

Divulgação/Netflix

Cuphead representa um caso no qual videogames e cinema completam um ciclo. Cuphead é um jogo que homenageia desenhos clássicos dos anos 1920 e 1930, do traço ao uso de células de animação. O jogo fez sucesso e a adaptação foi parar nas mãos da Netflix, que, por sua vez, aproveitou as referências e manteve o bom humor do material original. O resultado é uma série engraçada e com um ar bastante nostálgico.

Onde assistir: Netflix

Pokémon

Cena de Pokémon: Jornadas, que une a 23ª e 24ª temporadas do anime

No ar há 25 anos, anime de Pokémon continua com grandes aventuras

Divulgação/The Pokémon Company

Quando se fala de animações de games, nenhuma é tão bem-sucedida quanto o anime de Pokémon. E não estamos falando apenas de dinheiro. A longevidade do anime, no ar desde 1997, se explica pelo fato de o desenho ampliar e muito o mundo e as aventuras dos treinadores pokémon, fazendo da animação uma espécie de universo expandido dos jogos. Você pode começar com a primeira temporada, mas a saga de Ash para se tornar um mestre tem ótimos momentos que duram até hoje.

Onde assistir: Netflix

Arcane

Cartaz de Arcane, série de League of Legends

Série da Netflix, Arcane expande universo de League of Legends

Divulgação/Netflix

À medida que os games se transformaram em uma mídia dominante no entretenimento, as empresas que produzem jogos também começaram a abraçar possibilidades de produzir suas próprias séries e filmes. Arcane é um excelente exemplo disso, no qual a desenvolvedora Riot Games tem controle completo para produzir uma série que é excelente para apresentar o universo de League of Legends a quem não conhece e agradar quem é fã. 

Onde assistir: Netflix

The Witcher

Cartaz de The Witcher

Produzida pela Netflix, The Witcher compartilha com o game homônimo o mesmo material original: a série de livros de Andrzej Sapkowski

Divulgação/Netflix

A Netflix tentou sair pela tangente ao dizer que The Witcher é uma adaptação dos livros do escritor polonês Andrzej Sapkowski. Mas todo mundo sabe que os games foram a principal influência da série live-action, da ambientação do universo à atuação de Henry Cavill, fã confesso de videogames que dá vida ao feiticeiro e caçador de monstros Geralt de Rívia. Quem nunca encostou nos jogos vai encontrar em The Witcher uma ótima série de fantasia. Já quem conhece vai assistir a uma série que bebe muito da fonte dos games para apresentar seu universo mágico. A terceira temporada já está em produção.

Onde assistir: Netflix

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Bruno Silva

Bruno Silva

Editor de games e animes na Tangerina, Bruno Silva é brasiliense e fã de basquete. Jornalista, apresentador e streamer, foi co-criador do The Enemy e já publicou no Omelete, Nerdbunker, Metrópoles e Correio Braziliense.

Ver mais conteúdos de Bruno Silva

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal