Schwarzenegger, 75: Ator começou surdo e com voz de outro - Tangerina

MIX

Arnold Schwarzenegger no filme Em Busca de Vingança

Divulgação/Lionsgate

75 anos

Arnold Schwarzenegger, 75: Astro começou surdo e com voz de outro ator

Ator e ex-governador completa 75 anos neste sábado em uma posição bem diferente da Hollywood que encarou no início da carreira

Luciano Guaraldo

Arnold Schwarzenegger completa 75 anos neste sábado (30) com a alegria de quem sabe que escreveu seu nome na história do cinema como um dos maiores astros de ação de Hollywood. Um salto e tanto para o fisiculturista austríaco que ouviu de várias pessoas que jamais daria certo na atuação.

Em sua estreia no cinema, na comédia fantástica Hércules em Nova York (1970), Schwarzenegger interpretava o semideus que se cansava da vida no Olimpo e decidia se mudar para a metrópole norte-americana. O choque de culturas gerava diversas piadas, uma oportunidade e tanto para o austríaco mostrar o senso de humor que faria sucesso em longas como Irmãos Gêmeos (1988), Um Tira no Jardim da Infância (1990), Júnior (1994) e Um Herói de Brinquedo (1996).

O problema é que o Schwarzenegger não teve exatamente a chance de mostrar todo o seu talento no longa. Os produtores consideraram seu sotaque austríaco (que se tornaria uma de suas marcas registradas) tão forte que era impossível compreender o que ele dizia. Por isso, colocaram outro ator para dublar todas as suas falas. O áudio original só pôde ser ouvido quando a produção foi lançada em DVD, mais de décadas depois.

Para completar, a equipe também decidiu que o sobrenome Schwarzenegger era muito complicado –há um fundo de verdade aí, convenhamos. Por causa disso, ele foi creditado no filme como Arnold Strong (ou Arnold Forte), uma descrição bastante certeira de seu físico na época.

Mas o então novato não foi apenas vítima dos produtores; ele também deu seus pulos. Para conseguir o papel, seu agente falou para os diretores de elenco que ele tinha anos de experiência nos palcos. Não é uma mentira, exatamente, mas uma distorção da verdade: Arnold Schwarzenegger, obviamente, nunca tinha feito nada no teatro, mas subia nos palcos das competições de fisiculturismo das quais participava. Esperto, né?

O austríaco tem tanta vergonha de seu trabalho e de sua experiência em Hercules em Nova York que, sempre que vai dar uma entrevista, impõe uma cláusula aos jornalistas: caso o filme seja citado, ele pode interromper a conversa naquele mesmo instante e sair da sala. Parece que traumatizou…

E pensa que o momento ruim acabou no primeiro filme? Que nada! Em sua segunda produção, O Perigoso Adeus (1973), ele foi escalado para viver um assassino de aluguel da máfia. Um papel promissor, exceto pelo fato de que, para evitar problemas com seu sotaque carregado, os produtores tornaram seu personagem surdo e mudo. Ou seja, ele não tinha falas!

Em seu site oficial, o ator relembrou o quanto sofreu no começo da carreira de ator. “Foi muito difícil no início. Agentes e diretores de elenco me disseram que meu corpo era ‘esquisito demais’, que meu sotaque era engraçado, que meu nome era muito longo. Eles me falaram para mudar tudo o que você possa imaginar. Todo mundo que eu procurava dizia que não havia a menor chance de eu fazer sucesso”, lembrou ele.

“Mas isso tudo me deu mais força para continuar. Eu fiz aulas de atuação, sessões de fonoaudiologia e nunca desisti. Uma das lições mais importantes que eu aprendi é que você precisa se estabelecer em uma área onde não há mais ninguém e criar uma necessidade pelo seu trabalho. Então eu fiz filmes de ação, usando todos os meus diferenciais como uma vantagem, não um obstáculo. E, depois de fazer sucesso, consegui me aventurar em outros gêneros, como as comédias”, ensinou.

Hoje, aos 75 anos, Arnold Schwarzenegger cravou seu nome como um dos astros mais lucrativos do cinema, além de ter entrado para a história ao ser eleito governador da Califórnia. Qual é o seu filme favorito estrelado pelo ator?

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal