Queen de Drag Race revela acidente quase fatal: 'Infarto em Ru Paul' - Tangerina

MIX

Yvus Christ em Ru Paul's Drag Race

Reprodução/Twitter

YVIE ODDLY

Queen de Drag Race revela acidente quase fatal: ‘Infarto em Ru Paul’

Yvie Oddly caiu batendo o pescoço e a cabeça no chão ao tentar dar um salto mortal de costas sem apoiar as mãos no chão durante show de talentos

Luciano Guaraldo

A drag queen Yvie Oddly, uma das participantes da sétima temporada de Ru Paul’s Drag Race All Stars, revelou que quase morreu durante as gravações de sua performance no episódio mais recente do reality show. A artista contou que, ao tentar virar um salto mortal de costas sem apoiar as mãos no chão, caiu batendo seu pescoço e sua cabeça no chão. “Tive o prazer de dar um infarto em Ru Paul”, brincou.

Yvie luta contra a síndrome de Ehlers Danlos, também conhecida como doença do homem elástico. Trata-se de uma doença hereditária do colágeno caracterizada pela fragilidade da pele, dos ligamentos, dos vasos sanguíneos e dos órgãos internos. Além de dor, as pessoas com a SED encaram uma frouxidão de suas articulações.

A participante nunca escondeu sua batalha com a síndrome, mas admitiu que assistir ao episódio foi uma experiência dolorosa porque pôde perceber que seu corpo está deteriorando. “Ver isso representado na tela da TV exigiu de mim uma reconciliação com o inevitável”, escreveu Yvie em seu perfil no Twitter.

“Quando competi na 11ª temporada [de Drag Race, em 2019], eu estava começando a sentir os efeitos da SED no meu corpo. Mas, apenas três anos depois, voltei com uma luta diária e intensa. Os dias [de gravação] são longos e o tempo para recuperação entre eles é mais um conceito do que uma realidade, então a essa altura da competição eu já estava muito longe do auge das minhas capacidades físicas.”

Ainda assim, Yvie contou que decidiu tentar fazer o mortal de costas sem as mãos para mostrar um de seus truques favoritos para os juízes. “Eu fiz o meu primeiro quando tinha 13 anos e me senti como um super-herói. Tive a mesma sensação aos 22 anos, quando consegui fazer o mortal usando salto alto. E estava ansiosa para ter esse sentimento pela última vez aos 27 (ou morrer tentando). Mas isso nunca aconteceu”, continuou.

“O último mortal de costas que eu consegui fazer foi no ensaio, depois de juntar toda a energia que eu tinha. Mas o último que eu tentei foi na primeira gravação da minha performance. Eu tinha menos energia e caí bem no meu pescoço/ombro/cabeça na frente de Ru Paul, então pelo menos tive o prazer de lhe dar um ataque cardíaco.”

Em uma segunda gravação, Yvie decidiu pegar mais leve e não fazer o mortal sem as mãos. “Eu passei um bom tempo sentindo raiva, tristeza e decepção naquela noite. Mas eventualmente tive que seguir em frente porque eu ainda sou capaz de fazer muitas outras coisas. Então, para quem quer saber como está a minha saúde: não está boa, não está melhorando, nem vai melhorar. Mas pelo menos eu estou”, finalizou.

Confira a performance de Yvie Oddly no Ru Paul’s Drag All Stars:

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal