MÚSICA

Reprodução/YouTube

Lista

Tente ouvir sem cantar: Os clipes mais assistidos do YouTube

Batidas envolventes, refrões chicletes e fenômenos geracionais formam alguns dos temperos presentes nos vídeos que colecionam visualizações estrondosas na plataforma

Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Até 2015, poucos artistas podiam se gabar de terem alcançado um bilhão de pessoas no YouTube. Justin Bieber, Katy Perry, Mark Ronson, Bruno Mars e Psy —o sul-coreano foi o primeiro a atingir esse marco com o hit Gangnam Style—, foram os pioneiros do conhecido Clube do Bilhão, lista seleta dos clipes mais assistidos da plataforma.

Passada essa metade da década, o YouTube cresceu exponencialmente em números, ferramentas e conteúdos publicados a cada ano. Já consolidada como uma biblioteca musical repleta de possibilidades a serem exploradas, a plataforma, portanto, hospeda alguns títulos que conseguiram conquistar uma popularidade esmagadora. Mas quais são esses vídeos e o que eles têm de tão atrativo para terem alcançado a cobiçada marca do bilhão?

Ao pensar nisso, a Tangerina selecionou o puro suco dos clipes musicais mais assistidos da plataforma —além de três brasileiros de destaque— que integram o Clube do Bilhão, com algumas curiosidades sobre cada um deles. Leia a seguir:

Baby Shark (10 bilhões)

Trecho do clipe de Baby Shark

Assista ao clipe de Baby Shark

A produção infantil é a mais vista do YouTube

Originalmente composta por Shawnee Lamb e Robin Davies na década de 1990, Baby Shark foi recuperada pela Pinkfong, marca sul-coreana de brinquedos e itens educativos, que preparou uma animação colorida e divertida para divulgar os seus produtos. Em apenas sete dias, o vídeo original assinado pelos criadores de conteúdo conquistou 20 milhões de visualizações. Passados dois anos da estreia, a canção pegajosa está no topo da lista da história do YouTube, e é a primeira a ultrapassar a marca de 10 bilhões de visualizações.

A canção ganhou o público infantil e azedou a “vitrola mental” de alguns adultos que se irritaram com a trilha chiclete “doo-doo-doo-du-du-du”. De qualquer maneira, isso levou a faixa a ultrapassar hits de ícones do pop como Miley Cyrus, Ariana Grande e Dua Lipa ao ocupar a 32ª posição do Hot 100 da Billboard, em 2019. O registro lidera a primeira posição de clipes mais assistidos do YouTube.

Despacito — Luis Fonsi ft. Daddy Yankee (7,6 bilhões)

Trecho do clipe Despacito, de Luis Fonsi

Assista ao clipe Despacito, de Luis Fonsi e Daddy Yankee

O dueto repleto de reggaeton-pop conquistou o público

Presente no disco Vida, lançado em 2017, o reggaeton-pop de Luis Fonsi rendeu ao artista o posto de canção latina com o maior número de prêmios da história do Grammy Latino, superando o icônico hit Macarena, de Los Del Río.

Dessa forma, três meses após o lançamento, a música ganhou um remix e um clipe estrelado por Justin Bieber. A nova versão ajudou a faixa a deslanchar nos charts de vários países, principalmente nos Estados Unidos —lá, a canção conquistou a primeira posição na lista Hot 100 da Billboard. No YouTube, entrou para a lista de vídeos mais assistidos da plataforma.

O sucesso, é claro, também reverberou no Brasil e fez até o considerado Rei da MPB, Roberto Carlos, interpretar a canção no especial da Globo, em 2017, ao lado de Erika Ender, brasileira que ajudou a compor o sucesso de Fonsi.

Shape of You — Ed Sheeran (5.5 bilhões)

Trecho do clipe Shape of You, de Ed Sheeran

Assista ao clipe de Shape of You, de Ed Sheeran

O hit do britânico não é o único a ostentar bilhões no YouTube

Vencedora da categoria melhor performance pop solo do Grammy em 2018, Shape of You está na lista de clipes do Clube do Bilhão. Na época do lançamento, em 2017, o fenômeno britânico chegou a ser o artista mais ouvido do Spotify e do Deezer em todo o mundo.

No Brasil, a faixa foi tema da trilha sonora internacional da novela Força do Querer, escrita por Glória Perez. As batidas carismáticas e o riff de xilofone cativou o público que esgotou os 40 mil ingressos para vê-lo em maio de 2017, quando o artista veio ao país pela segunda vez.

Para além da soma de visualizações no YouTube —que chegam a 5,5 bilhões—, Ed Sheeran também quebrou recordes por ser o artista com a turnê mais lucrativa dos últimos 30 anos, segundo o levantamento feito pelo Instituto Pollstar, em 2019. A série de shows de ÷ Divide, terceiro disco do cantor, fez com que ele superasse Bruno Mars, Beyoncé e Jay-Z.

See You Again — Wiz Khalifa ft. Charlie Puth (5.3 bilhões)

Trecho de Velozes e Furiosos no clipe See You Again, de Charles Puth

Assista ao clipe See You Again, de Wiz Khalifa feat. Charlie Puth

A música ainda tem o título de faixa mais reproduzida em um único dia no Spotify nos Estados Unidos

A faixa foi lançada como tributo a Paul Walker (Brian O’Conner na franquia cinematográfica Velozes e Furiosos), que morreu ao sofrer um trágico acidente de carro na Califórnia, em 2013.

A parceria entre o rapper Wiz Khalifa e Charlie Puth estreou na 29ª posição do chart Hot R&B/Hip-Hop Songs da Billboard.

O recorde, contudo, veio com o lançamento do videoclipe em homenagem ao artista, lançado em 2015. Em apenas duas semanas, o registro visual da canção superou a marca de 100 milhões de visualizações no YouTube. Atualmente, é um dos vídeos mais assistidos com 5,3 bilhões.

A direção de See You Again emocionou muitos fãs da franquia por intercalar alguns trechos de Velozes & Furiosos 7 e encerrar o clipe com um panorama de O’Conner dirigindo até o pôr do sol, como uma referência à morte de Paul Walker.

Uptown Funk — Mark Ronson ft. Bruno Mars (4.4 bilhões)

Bruno Mars em clipe de Uptown Funk

Assista ao clipe Uptown Funk, de Mark Ronson feat. Bruno Mars

A faixa chegou a ser alvo de vários processos por violação aos direitos autorais

Convidativo e charmoso, o clipe de Uptown Funk foi um sucesso instantâneo e recebeu múltiplas nomeações e prêmios. Em 2015, o BRIT Awards fez as honras e colocou o registro para disputar na categoria de melhor vídeo do ano. Nos anos seguintes, esteve nas listas de melhor vídeo pop do ano, melhor colaboração e melhor direção. Em novembro de 2020, chegou a marca de 4 bilhões de visualizações, eleito como o décimo sétimo vídeo mais assistido do YouTube de todos os tempos.

Gangnam Style — Psy (4.3 bilhões)

PSY em cena do clipe de GANGNAM STYLE

Assista ao clipe Gangnam Style, de Psy

É recorde! O vídeo foi o primeiro a chegar a marca de um bilhão no YouTube

É improvável que você tenha passado por 2012 sem ouvir pelo menos uma única vez a canção do rapper Psy. Seja pelo refrão pegajoso ou a dancinha cômica que simula um passeio de cavalo, Gangnam Style foi um fenômeno mundial. A dança ficou tão presente no imaginário do hit que a Epic Games anunciou que o Fortnite a teria como um emote no jogo.

O videoclipe da faixa foi, inclusive, o primeiro a atingir 1 bilhão de visualizações no YouTube, além de ter sido reconhecido pelo Guinness Book Records como o vídeo mais curtido da plataforma. Hoje, Gangnam Style soma 4,3 bilhões de visualizações e o pioneiro da lista do Clube do Bilhão.

Dame Tu Cosita — El Chombo ft. Cutty Ranks (3.7 bilhões)

Trecho de Dame Tu Cosita, música de Cutty Ranks

Assista ao clipe Dame Tu Cosita, de Cutty Ranks

A música é uma das mais curiosas a entrar na lista de mais ouvidas da plataforma

Lançada pela primeira vez em 1997, no álbum El Chombo Cuentos de la Cripta II, de El Chombo, a faixa teve os direitos adquiridos pelo estúdio ArtNoux e pela Ultra Music. As empresas foram responsáveis por desenvolverem um vídeo novo para a versão estendida da canção, que conta com alienígena dançante. Em 2018, ano em que viralizou no TikTok, esse foi o vídeo mais visto do YouTube em todo o mundo. Atualmente, Dame Tu Cosita coleciona 3,7 bilhões de visualizações.

Sugar — Maroon 5 (3,6 bilhões)

Assista ao clipe Sugar, de Maroon 5

Todo fã de Adam Levine sonhou em ter o casamento "atrapalhado" pelo astro pop

Em menos 24 horas, o clipe de Sugar conquistou dois milhões de visualizações e emocionou os fãs. A proposta anunciada pelo artista no início da gravação foi a razão: “Hoje é dia 6 de dezembro de 2014, estamos em Los Angeles, e vamos invadir o maior número de casamentos que conseguirmos”.

Embora nem todos os casamentos tenham sido reais —dois deles contavam com a aparição de atores, como Nico Evers-Swindell e Eric Satterberg—, o vídeo ganhou um alcance gigantesco por mostrar noivas se emocionando com a entrada “surpresa” de Adam Levine em um dos momentos mais especiais da vida dos casais. A ideia rendeu 3,6 bilhões de visualizações no YouTube.

Sorry — Justin Bieber (3,5 bilhões)

Trecho do clipe de Sorry, hit do Justin Bieber

Assista ao clipe Sorry, de Justin Bieber

O figurino colorido e as coreografias são os protagonistas da produção

Com uma coreografia envolvente e batidas refrescantes, os grupos de dança ReQuest Dance Crew e The Royal Family Dance Crew protagonizaram o clipe de Sorry e garantiram o sucesso da faixa lançada no disco Purpose, de 2015.

O figurino colorido e super pop chamou tanto a atenção dos fãs que o fato do astro não ter aparecido na produção não afetou o sucesso da canção. Sorry foi o segundo videoclipe a bater mais de 1 bilhão de visualizações na plataforma Vevo, em 2016, e dividiu o posto com a icônica canção Baby e What Do You Mean, single promocional do disco Purpose. De bilhões o artista entende, visto que também foi o primeiro da história a atingir 10 bilhões de visualizações no próprio canal.

Roar — Katy Perry (3,5 bilhões)

Katy Perry em cena de Roar

Assista ao clipe de Roar, single de Katy Perry

A faixa integra o disco Smile (2020), que estreou na quinta posição no Top 200 da Billboard

Após sofrer um acidente de avião, Katy Perry surge se adaptando à vida na selva ao lado de animais selvagens no divertido clipe de Roar. Filmado no Jardim Botânico do Condado, em Los Angeles, o registro pop rendeu à cantora o posto de primeira artista a ter dois videoclipes que superaram a marca de um bilhão de visualizações no YouTube (no Vevo), em 2015. Atualmente, o registro coleciona 3,5 bilhões de visualizações.

Counting Stars — OneRepublic (3,4 bilhões)

Assista ao clipe de Counting Stars, de One Republic

Antes do lançamento oficial, a música entrou no Top 100 das paradas da Alemanha, Canadá, Irlanda e Suíça

O autor de hits pop como Halo, da Beyoncé, e Burn, da Ellie Goulding, não poderia deixar de aparecer na lista com uma canção feita para ele mesmo, não é? Responsável pela composição de Counting Stars, do OneRepublic, Ryan Tedder viu a faixa ser uma das 20 canções mais vendidas do mundo em 2013, com a marca de 4,1 milhões. O videoclipe, por sua vez, conquistou 3,4 bilhões de plays.

Thinking Out Loud — Ed Sheeran (3,3 bilhões)

Cena do clipe Thinking Out Loud, de Ed Sheeran

Assista ao clipe Thinking Out Loud, de Ed Sheeran

A faixa é a segunda bem mais sucedida do disco ×, lançado em 2014

Já conhecido pelas canções românticas, Ed Sheeran protagoniza o clipe sentimental ao lado da dançarina Brittany Cherry. Juntos, eles se movimentam em um grande salão ao som melódico e interpretam uma grande paixão. O clipe foi dirigido por Emil Nava, responsável por estar à frente dos clipes de Dua Lipa, Selena Gomez, Jessie J, Camila Cabello e mais. Após 16 horas do lançamento, o vídeo alcançou 2 milhões de visualizações e hoje possui 3,3 bilhões.

Faded — Alan Walker (3,2 bilhões)

Cena do clipe Faded, de Alan Walker

Assista ao clipe Faded, de Alan Walker

A faixa conquistou a primeira posição em mais de dez países

Filmado na Pedreira de Rummu, na Estônia, o clipe do produtor e DJ norueguês Alan Walker foi bem recebido pelo país de origem do cantor. Antes mesmo do material ser disponibilizado, a faixa ficou no top 5 em mais de 25 países, entre eles Austrália, Itália, Reino Unido e EUA. Com o sucesso, o clipe entrou para a lista dos mais assistidos do YouTube.

Shake It Off — Taylor Swift (3,1 bilhões)

Taylor Swift em cena de Shake It Off

Assista ao clipe Shake It Off, de Taylor Swift

Na produção, a artista aparece vestida até de Fergie, ícone do pop

O primeiro clipe feminino a atingir a marca de dois bilhões de visualizações no YouTube está na conta da Taylor Swift. Com passos de hip-hop, break, balé e twerk, a cantora protagonizou um clipe divertido e com referências pop como Lady Gaga, Gwen Stefani e Fergie. A produção também conta com a participação de fãs escolhidos por cartas enviadas pelas redes sociais da cantora.

O diretor responsável por Shake It Off foi Mark Romanek, conhecido por dirigir um dos clipes mais caros da época, Bedtime Story, da Madonna, com custo de R$ 5 milhões.

Bailando — Enrique Iglesias ft. Descemer Bueno e Gente De Zona (3,1 bilhões)

Enrique Iglesias em trecho do clipe Bailando ft. Descemer Bueno, Gente De Zona

Assista ao clipe de Bailando, de Enrique Iglesias

A faixa possui duas versões de clipes disponíveis no YouTube, uma em inglês e em espanhol

Lançada mundialmente em 2014, a produção visual de Bailando foi descrita pela Billboard como “espetacular”. O clipe foi eleito como o primeiro videoclipe em espanhol a ser visto mais de um bilhão de vezes na plataforma. O registro foi dirigido pelo produtor cubano Alejandro Perez, sob a supervisão criativa do próprio Enrique Iglesias. Por outro lado, a versão lançada em inglês recebeu 480 milhões de visualizações no YouTube.

Lean On — Major Lazer & DJ Snake (feat. MØ) (3,1 bilhões)

Mo em trecho de Lean On, faixa em parceria com Major Lazer

Assista ao clipe Lean On, de Major Lazer & DJ Snake, feat. MØ

A música foi um dos primeiros sucessos do projeto Major Lazer, de Diplo e o DJ Snake

A parceria entre Major Lazer, DJ Snake e MØ conquistou o Top 10 de 19 charts internacionais, como o da Austrália e do Reino Unido. O clipe, inspirado na cultura indiana após uma turnê do grupo no continente, conquistou 3,1 bilhões de visualizações. As batidas contagiantes da faixa, inclusive, inspiraram a Pabllo Vittar a produzir a versão Open Bar, um dos primeiros hits da cantora pop.

Waka Waka (This Time for Africa) — Shakira (3 bilhões)

Shakira no clipe de Waka Waka, hino da Copa 2014

Assista ao clipe de Waka Waka, de Shakira

A faixa foi considerada um hino da Copa do Mundo de 2010

Lançada como a música oficial da Copa do Mundo FIFA de 2010, Waka Waka foi a segunda maior estreia da cantora. A inspiração para a composição foi pautada em palavras de incentivo para os jogadores de futebol que iam disputar a taça na África do Sul.

O videoclipe da faixa foi o primeiro da Sony Music a receber a tecnologia 3D, algo altamente inovador para a época.

Hello — Adele (2,9 bilhões)

Trecho do clipe Hello, de Adele

Assista ao clipe de Hello, de Adele

A música é um dos maiores sucessos da carreira da artista

Dona de 18 indicações ao Grammy, tendo levado 15 estatuetas para casa, Adele também tem numerosas conquistas no YouTube. O vídeo de Hello, dirigido por Xavier Dolan, atingiu a marca de 2,9 bilhões de visualizações. O conceito preto e branco da produção remete a estética inicial pensada pelo diretor para o filme Mommy, que ganhou o Festival de Cannes 2014.

Além dos números notórios que a produção conquistou na plataforma, o clipe também foi o primeiro a ser filmado no formato IMAX.

Baby — Justin Bieber (2,6 bilhões)

Justin Bieber em cena de Baby, um dos maiores hits do artista

Assista ao clipe Baby, de Justin Bieber

A música integra o disco My World 2.0, um dos mais vendidos de 2010

O clipe do maior hit da carreira de Justin Bieber foi dirigido por Ray Kay, que assinou trabalhos de Beyoncé, Lady Gaga e Michael Jackson. No registro, Drake e Lil Twist interpretam amigos de Bieber, e Tinashe Kachingwe surge como affair do cantor. Em julho de 2010, a produção entrou para o Guinness Book como o vídeo mais assistido de todos os tempos. O clipe perdeu o posto logo após o lançamento avassalador de Gangnam Style, do Psy. Mas ainda corre na disputa de clipes mais assistidos da plataforma.

All About That Bass — Meghan Trainor (2,4 bilhões)

Cena do clipe de All About That Bass, de Meghan Trainor

Assista ao clipe All About That Bass, de Meghan Trainor

O bubblegum-pop está no EP de estreia da cantora, Title (2014)

Inspirada pelo movimento das canções Just the Way You Are, de Bruno Mars e Lollipop do Chordettes, Meghan Trainor lançou o bubblegum pop All About That Bass, que discorre sobre amor-próprio e body positive (movimento de aceitação do próprio corpo). A estética colorida, divertida e “barbie girl” ampliou a curiosidade pelo trabalho da cantora. No segundo semestre de 2014, o clipe foi o mais assistido do YouTube. Além de ter desbancado para a segunda posição após o lançamento de Fancy, de Iggy Azalea e Charli XCX.

Para chamar de nosso: os clipes brasileiros que atingiram um bilhão no YouTube

Bum Bum Tam Tam — MC Fioti (1,6 bilhões)

Cena do clipe Bum Bum Tam Tam, de MC Fioti

Assista ao clipe Bum Bum Tam Tam, de MC Fioti

A música virou hino da vacina contra a Covid-19 na versão Vacina Butantan

A partir do sample da flauta de Bach, o artista criou, sob o selo da Kondzilla, o primeiro hit de bilhão em 2017. Três anos depois, o funk inusitado voltou às paradas e se tornou hino da vacina contra a Covid-19 fabricada pelo Instituto Butantã. Com apenas 26 anos, MC Fioti ocupa a lista das 30 produções mais vistas da história do YouTube em todo o mundo.

La La La (Brazil 2014) — Shakira feat. Carlinhos Brown (1,2 bilhão)

Shakira no clipe de Waka Waka, hino da Copa 2014

Assista ao clipe Brazil, de Shakira e Charlinhos Brown

É a segunda música da cantora a completar a marca de bilhão no YouTube

Repleta de batidas brasileiras e influência do electro house, a parceria entre Shakira e Carlinhos Brown foi encomendada para ser a música-tema da Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil. O clipe, que acompanha a canção, chegou a ter imagens vazadas antes do lançamento, mas teve uma ótima recepção, o que levou a mais um bilhão para a cantora e o primeiro de Brown. Dirigido pela própria Shakira, a produção apresenta cenas de vários jogadores icônicos de futebol, como Lionel Messi e Neymar.

Olha a Explosão — MC Kevinho (1,1 bilhões)

Assista ao clipe Olha a Explosão, de MC Kevinho

A música é considerada como um dos grandes hits do verão brasileiro

Hit do carnaval de 2017, Olha a Explosão foi o segundo videoclipe da produtora Kondzilla a atingir 1 bilhão de visualizações. O sucesso foi tanto que chegou à rainha do pop, Madonna, que compartilhou a faixa nas redes sociais. Após a publicação, o hit viralizou e ganhou remixes de 2 Chainz e French Montana, além de mais uma versão brasileira com Wesley Safadão.

Quer relembrar mais hits dos verões passados? Viaje no tempo com a gente.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Antes de ser repórter da Tangerina, Nicolle Cabral passou por Rolling Stone, Revista Noize e Monkeybuzz. Nas horas vagas, banca a masterchef para os amigos, testa maquiagens e cantarola hits do TikTok.

Ver mais conteúdos de Nicolle Cabral

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal