Gil, 80 anos: Os títulos de um imortal reconhecido em vida - Tangerina

MÚSICA

Gilberto Gil completa 80 anos

Reprodução/Prime Video

DIA DE FESTA

Gil, 80 anos: Os títulos de um imortal reconhecido em vida

Do 'Nobel da Música' ao Grammy, da cadeira na ABL ao Ministério da Cultura, Gilberto Gil já recebeu diversos títulos e prêmios; conheça os principais

Luccas Oliveira
Luccas Oliveira

A música brasileira está em festa neste domingo (26) pelos 80 anos de Gilberto Gil. O genial artista baiano chega à nova década saudável de corpo e mente, fazendo shows pelo Brasil. Além disso, ele está em uma turnê em família pela Europa, que se estenderá pelo segundo semestre.

A ocasião do aniversário, como esperado, é marcada por uma série de homenagens. Gilberto Gil é tão gigante que a máxima segundo a qual o brasileiro não valoriza seus ídolos em vida não serve para ele.

Ao longo de seus 80 anos, quase 65 deles dedicados à música, Gil foi reconhecido das mais diversas maneira, do Grammy (o norte-americano mesmo) à Academia Brasileira de Letras, do Ministério da Cultura ao posto de Artista pela Paz da Unesco.

Quer um resumo?

Gilberto Gil é um imortal da ABL

Gilberto Gil é um imortal da ABL desde o fim de 2021

Divulgação

Principais títulos e feitos de Gilberto Gil

Grammy Awards

Na premiação principal do Grammy, realizada pela Academia da Gravação norte-americana, Gil já foi premiado em duas oportunidades. Em ambas, na categoria world music, que agora se chama global music. O primeiro gramofone dourado veio em 1999, pelo álbum ao vivo Quanta Live. O segundo, em 2006, por Eletracústico, também um registro ao vivo.

“A mim interessa muito que os dois prêmios tenham sido dados a discos ao vivo. São os que mais gosto, onde mais percebo minha integridade e integralidade musical. Fico contente que o Grammy sinta assim”, disse, na ocasião.

Ele recebeu outras três indicações da Academia, em 2002, 2016 e 2017.

No Grammy Latino, Gilberto Gil já fez a festa. Em 2003, inclusive, ele recebeu o prêmio de personalidade do ano.

‘Nobel da Música

Em 2005, Gilberto Gil recebeu o Polar Music Prize, que é distribuído pela Academia Real Sueca de Música. Por isso, o prêmio recebe o apelido de “Nobel da música popular”. Gil é o único brasileiro a vencê-lo até hoje. Na época, a Academia Sueca justificou o título “por seu empenho criativo e inabalável em trazer ao mundo o coração e a alma da rica música brasileira”.

Artista pela Paz e Embaixador da Boa Vontade da Unesco

A entidade vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU) reconheceu a importância cultural e política de Gilberto Gil em duas ocasiões. A primeira em 1999, quando foi apontado como Artista pela Paz. Apenas 16 músicos têm o título, e Gil é o único brasileiro. Em 2006, foi a vez de virar Embaixador da Boa Vontade, título que a ONU dá para celebridades que “usam o seu talento ou fama para disseminar os ideais da Unesco, especialmente para atrair a atenção da mídia”.

Ordem Nacional do Mérito – França

Em 1997, Gilberto Gil recebeu a honraria do governo francês.

Ordem de Rio Branco

Obviamente, Gilberto Gil também tem uma série de honrarias entregues pelo governo brasileiro. Entre elas, a Ordem de Rio Branco (em 1990) e a Ordem do Mérito Militar (2003). Em Portugal, ele recebeu a Ordem do Infante D. Henrique, também em 2003.

Ministério da Cultura

Para muitos, Gilberto Gil é o melhor ministro da Cultura que o Brasil já teve. Hoje, o posto nem existe mais, já que o MinC foi rebaixado a Secretaria Especial no governo Bolsonaro. Gil foi ministro entre o primeiro e o segundo mandato de Luiz Inácio Lula da Silva. Ele ficou no cargo entre janeiro de 2003 e julho de 2008. No período, não deixou de lado seu ofício como músico. Sua atuação foi reconhecida pelo trabalho com a cultura digital, que ainda dava seus primeiros passos.

Academia Brasileira de Letras

Na honraria mais recente, Gilberto Gil passou a ser um imortal da ABL desde o fim de 2021. Ele ocupa a cadeira de número 20, e tomou posse ao lado da amiga e atriz Fernanda Montenegro.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira é editor de música na Tangerina e assina a coluna Na Grade, um guia sobre os principais shows e festivais que acontecem pelo país. Ex-jornal O Globo, fuçador do rock ao sertanejo e pai de gatos, trocou o Rio por São Paulo para curtir o fervo da noite paulistana.

Ver mais conteúdos de Luccas Oliveira

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal