MÚSICA

Paul McCartney em 1970, 1980 e 2020

Divulgação/Linda McCartney e Mary McCartney

Lenda viva

Paul McCartney chega aos 80 anos com energia de dar inveja em novinhos

Lenda do rock, McCartney segue fazendo shows em grandes estádios, tocando mais de 30 músicas por noite e mantendo seu legado vivo

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Um dos maiores músicos que o mundo já viu, Paul McCartney completa 80 anos de vida neste sábado (18). Dois dias antes, ele encerrou em Nova Jersey a turnê Got Back, nos Estados Unidos, que teve 16 shows em pouco mais de um mês.

Existem registros em boa qualidade, no YouTube, de alguns dos momentos da temporada norte-americana —inclusive a íntegra do último show, no MetLife Stadium, no qual fez duetos com Bruce Springsteen e ouviu um Parabéns a Você cantado por uma multidão regida por Jon Bon Jovi.

Paul McCartney e Bruce Springsteen em show nos EUA

Assista ao encontro entre Paul McCartney e Bruce Springsteen

Lendas do rock se apresentaram em show nos EUA

No show mais curto da turnê, Paul McCartney e sua banda tocaram 33 músicas em mais de 2 horas. No mais longo, este em Nova Jersey, foram 40 músicas —41, se contarmos a breve menção a Fox Lady, de Jimi Hendrix, durante Let Me Roll It, dos Wings. Em pé, esbanjando disposição e vitalidade, Paul tocou seu baixo para canhotos durante todo o show. E manteve sua voz firme, mas respeitando imperfeições causadas pelo passar do tempo.

Paul McCartney recebe parabéns de Jon Bon Jovi

Assista à íntegra do mais recente show de Paul McCartney

Músico tocou 40 canções num estádio de Nova Jersey

Ao festejar oito décadas de vida, praticamente 65 anos como profissional da música, o cantor e compositor de Liverpool continua presenteando seus fãs semanalmente. Os relatos e comentários nos vídeos do YouTube são comoventes. Pais que levaram os filhos para um show de estádio pela primeira vez; fãs que estão no 40º show do beatle; os mais místicos que associaram uma brisa inesperada à presença de John Lennon, já que ele acabara de aparecer no telão durante I’ve Got a Feeling, numa espécie de dueto virtual.

Brasil é o sexto país mais visitado por ele

O setlist também respeita o legado de Paul McCartney. Estavam lá grandes sucessos dos Beatles (Let It Be, Hey Jude, Get Back), dos Wings (Band on the Run, Live and Let Die, Let Me Roll It) e canções de diversos momentos da carreira solo de Paul McCartney, desde Maybe I’m Amazed (de 1970) a Women and Wives (de 2020).

É mais ou menos o que Paul McCartney fez em suas visitas mais recentes ao Brasil. Entre 2010 e 2019, foram 30 shows divididos em sete turnês, com 12 cidades visitadas.

Há a expectativa do mercado de que o beatle volte ao país em 2023 para celebrar os 80 anos no sexto país onde mais tocou na vida. A agenda para o ano vindouro está livre, por enquanto.

Paul McCartney comemora com box inédito

Além da recém-encerrada turnê nos Estados Unidos e da posição de headliner do festival inglês Glastonbury, no próximo dia 24, o cantor e compositor também prepara novidades para os fãs neste ano comemorativo.

A primeira delas foi anunciada na sexta-feira (17), véspera dos 80 anos. Paul vai lançar, pela primeira vez, um box com seus três discos solo autointitulados, McCartney (1970), McCartney II (1980) e McCartney III (2020). Neles, o músico tocou praticamente todos os instrumentos sozinho.

A edição para colecionadores será lançada em vinil colorido, vinil preto e CDs, e já está em pré-venda.

Vitalidade não só no corpo

Para além dos shows, Paul McCartney também esbanja lucidez e memória. Nos últimos anos, além de compor novas músicas, ele tem se esforçado para corrigir narrativas e passar a limpo seu legado artístico, especialmente do período dos Beatles. A megaprodução Get Back, do Disney+, dirigida por Peter Jackson, é um bom exemplo.

O documentário traz um período tenso que precedeu o fim da maior banda de rock de todos os tempos. Apesar de um pouco controlador, Paul McCartney sai com a imagem de líder e espécie de bússola moral dos Beatles, responsável por manter o trem nos trilhos.

Paul McCartney na série McCartney 3, 2 ,1

Assista ao trailer de McCartney 3, 2, 1

Série documental está cheia de ótimas histórias de bastidores

Enquanto isso, na ótima série documental McCartney 3, 2, 1, disponível no Star+, os fãs podem mergulhar mais profundamente no processo criativo de Paul McCartney. A produção é simples, apenas uma longa conversa entre ele e o produtor Rick Rubin num estúdio superproduzido.

As imagens são em preto e branco, meio que para valorizar o conteúdo histórico dos papos. O cenário estimula as conversas entre os dois. Paul McCartney por vezes toca violão e piano para ilustrar alguma história ou esmiuçar como alguma das melodias mais famosas da história do rock foi criada por ele e seus amigos de Liverpool.

São seis episódios de 30 minutos cada, uma ótima pedida para se divertir no dia que Paul McCartney completa 80 anos. Vida longa a ele!

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira é editor de música na Tangerina e assina a coluna Na Grade, um guia sobre os principais shows e festivais que acontecem pelo país. Ex-jornal O Globo, fuçador do rock ao sertanejo e pai de gatos, trocou o Rio por São Paulo para curtir o fervo da noite paulistana.

Ver mais conteúdos de Luccas Oliveira

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal