MÚSICA

Poster de Axé, documentário da Netflix

Divulgação/Netflix

Lista

25 séries e filmes sobre música pra assistir agora na Netflix

Separamos aqui uma lista com dramas, comédias, romances e documentários disponíveis na Netflix que tem como fio condutor a nossa paixão pela música

Renan Guerra

Renan Guerra

As opções disponíveis no catálogo da Netflix são muitas, dos mais diversos tipos, formatos e gêneros. E não adianta: na hora em que queremos assistir a algo, parece que nunca achamos aquilo que estamos realmente com vontade de ver.

Caso você esteja procurando boas histórias sobre música, vamos simplificar as suas buscas. Nós separamos aqui uma lista com 25 filmes e séries sobre música que estão disponíveis na Netflix e que valem a pena o seu play. Prepare o seu suco de Tangerina e vamos nessa.

Os Quatro Paralamas (2021)

De Paschoal Samora e Roberto Berliner

Equipe responsável pelo filme Paralamas do Sucesso

Embora seja um ótimo recorte sobre a história da banda, o documentário não foi tão bem recebido pela crítica especializada

Divulgação/Os Paralamas do Sucesso

Além dos músicos Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, há um quarto membro fundamental na história da banda Os Paralamas do Sucesso: José Fortes, o empresário do trio. O documentário de Paschoal Samora e Roberto Berliner teve acesso a um vasto arquivo de fitas e gravações e por isso podemos acompanhar momentos íntimos dos quatro desde o surgimento da banda, nos anos 1980, até momentos complexos, como o acidente de ultraleve de Herbert Vianna. Um documentário delicado que emociona fãs e ouvintes dos Paralamas.

Chorão — Marginal Alado (2021)

De Felipe Novaes

O filme de Felipe Novaes retrata a vida e a carreira do cantor brasileiro

Reprodução/YouTube

Chorão foi uma figura complexa e que gerou caos e paixões por onde passou. Chorão — Marginal Alado nem sempre consegue nos contar tudo que essa figura construiu em sua carreira na banda Charlie Brown Jr., mas ainda é um interessante documentário para entender a complexidade de um artista que marcou uma geração inteira.

Tick, Tick… Boom! (2021)

De Lin-Manuel Miranda

Andrew Garfield em cena de Tick Tick boom

O filme está concorrendo ao Oscar nas categorias de melhor ator e melhor montagem

Divulgação/Macall Polay/Netflix

Tick, Tick… Boom! é um musical biográfico sobre o compositor da Broadway Jonathan Larson, criador de Rent. Estreia de Lin-Manuel Bandeira (Hamilton) na direção, o filme se passa essencialmente nos anos em que Larson ainda buscava o sucesso e tentava emplacar alguma peça musical. Com boas atuações de Andrew Garfield, Vanessa Hudgens, Robin de Jesús e MJ Rodriguez, esse musical é uma boa para quem gosta de filmes emocionantes e envolventes.

The Forty-Year-Old Version (2020)

De Radha Blank

Radha Blank em cena do filme

O filme é estrelado por Blank, Peter Kim, Oswin Benjamin e Reed Birney

Divulgação/Netflix

O longa de estreia de Radha Blank é uma espécie de peça autobiográfica produzida, dirigida, roteirizada e protagonizada pela própria artista. Radha conta a história de uma mulher de quase 40 anos que decide se tornar uma rapper. É através das rimas e da música que entendemos mais sobre como é ser uma mulher negra de meia-idade, tudo através do bom humor e de uma fotografia preta e branca belíssima. Vale demais a sessão!

Emicida – AmarElo – É Tudo pra Ontem (2020)

De Fred Ouro Preto

Emicida no poster de Amarelo, de Netflix

A produção foi desenvolvida com a Laboratório Fantasma, gravadora musical de Emicida

Divulgação/Netflix

O lançamento do disco AmarElo (2019), de Emicida, foi feito em um show histórico no Theatro Municipal de São Paulo. Além das gravações dessa apresentação, o documentário se expande em uma narrativa leve e informativa sobre a cultura negra brasileira do último século e todos os atravessamentos que levam até a chegada de Emicida a um palco tão importante da nossa cultura. Esse aqui é uma aula cheia de emoção.

Fyre Festival: Fiasco no Caribe (Fyre: The Greatest Party That Never Happened) (2019)

De Chris Smith

Foto promocional do documentário Fyre Festival

Vendido como paraíso, o festival foi o maior fiasco da história do entretenimento

Divulgação/Netflix

Um festival para milionários e celebridades em uma ilha do Caribe se transformou em um dos maiores fiascos dos últimos anos no universo da música. Chuvas, golpes e muito migué constroem essa história que parece surreal. É um documentário divertido para quem assiste, já que não somos nós que estamos naquele perrengue todo.

O Barato de Iacanga (2019)

De Thiago Mattar

Entrevistas com artistas e fundadores remontam a história do festival que marcou a música nacional

Reprodução

O Festival de Águas Claras se tornou lendário entre os anos 1970 e 1980, sendo até mesmo chamado de Woodstock do Brasil. O documentário de Thiago Mattar acompanha como esse festival surgiu, se estruturou e ainda traz imagens raras de apresentações históricas, como o show de João Gilberto, em 1983.

Rocketman (2019)

De Dexter Fletcher

O filme rendeu ao astro Elton John uma segunda estatueta no Oscar

Foto/Divulgação

Rocketman acompanha diferentes fases da carreira de Elton John, um dos mais influentes artistas tanto do mundo do rock quanto da música pop. Elton John ganha vida pela atuação de Taron Egerton e pela reconstrução fiel de figurinos e cenários que nos transportam para o universo do artista de forma sincera e bastante honesta.

Yesterday (2019)

De Danny Boyle

Himesh Patel em cena de Yesterday

A produção de Danny Boyle recebeu críticas mistas

Divulgação/Netflix

Já imaginou acordar em um mundo em que você é a única pessoa que lembra da existência dos Beatles? É isso que acontece com o cantor e compositor Jack Malik (Himesh Patel), que acaba se apropriando das canções dos Beatles para se tornar a nova sensação da música pop mundial. Óbvio que o plágio terá consequências e é isso que faz do filme de Danny Boyle (Quem Quer Ser um Milionário?) uma comédia romântica deliciosa.

ReMastered: O Diabo na Encruzilhada (ReMastered: Devil at the Crossroads) (2019)

De Brian Oakes

Cena de O Diabo na Encruzilhada

O artista misterioso deixou marcas no blues

Reprodução/YouTube

Robert Johnson é um dos artistas do famigerado clube dos 27, composto por artistas que morreram de forma abrupta aos 27 anos. Mas, além disso, diz a lenda que Robert Johnson conseguiu seu talento na música após fazer um pacto com o diabo numa encruzilhada. Mistérios rondam essa figura, mas o que se sabe é que seu talento era inegável. Por isso, esse documentário de curta duração é uma ótima opção para entender mais sobre Robert Johnson.

John e Yoko: Só o Céu como Testemunha (John and Yoko: Above Us Only Sky) (2018)

De Michael Epstein

John Lennon e Yoko Ono em cena da produção

O documentário de John Epstein desvenda os acontecimentos por trás de Imagine, hit de Lennon

Divulgação/Netflix

A música pop dos últimos 60 anos passa, essencialmente, pelas figuras de John Lennon e Yoko Ono. Por isso, este documentário é tão interessante: temos aqui uma visão íntima da relação dos dois e podemos entender melhor algumas das ações mais marcantes do casal, tanto em suas realizações políticas quanto artísticas. Um filme delicado sobre companheirismo, amor e encontros.

Quincy (2018)

De Rashida Jones e Alan Hicks

Quincy Jones em foto de divulgação para a Netflix

O filme foi co-escrito e co-dirigido por Alan Hicks e Rashida Jones

Divulgação/Netflix

Quincy Jones produziu nomes fundamentais que vão de Frank Sinatra e Sarah Vaughan a Aretha Franklin e Michael Jackson. Sua história é lendária e o documentário conduzido por Alan Hicks e Rashida Jones, filha de Quincy, consegue dar conta de toda a complexidade do personagem-título. Com uma narrativa bem estruturada e informativa, o filme é parada obrigatória para quem quer conhecer mais sobre a história da música pop norte-americana.

Vai Anitta (2018)

De Charlie Askew

Anitta em foto de divulgação do próprio documentário da Netflix

Estrela da música pop, Anitta mostra, sem filtro, como construiu o próprio império

Divulgação/Netflix

Com seis episódios, essa série documental acompanha o dia a dia de Anitta em sua entrada no mercado musical internacional. Além de fazer um panorama interessante sobre o trabalho e as apresentações da cantora, a série traz um olhar bastante íntimo sobre o dia a dia de Anitta. Divertido e leve, é uma boa pedida para fãs da cantora.

Axé – Canto do Povo de um Lugar (2017)

De Chico Kertész

Poster de Axé, documentário da Netflix

O documentário reúne entrevistas e imagens de arquivo para traçar o início do ritmo no Brasil

Divulgação/Netflix

A axé music conquistou o carnaval brasileiro e se tornou um ritmo de sucesso no país inteiro. O documentário de Chico Kertész faz uma análise ampla sobre o surgimento do gênero, seu sucesso e seu declínio, tudo com um olhar bastante atento ao sincretismo cultural baiano. Para isso, o filme conta com entrevistas de Margareth Menezes, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Caetano Veloso, Carlinhos Brown e Luiz Caldas.

Clive Davis: Nosso Ritmo (2017)

De Chris Perkel

Conheça a rotina dos bastidores do produtor musical Clive Davis, responsável por grandes sucessos da música

Divulgação/Netflix

Clive Davis produziu nomes como Whitney Houston, Annie Lennox, Aretha Franklin, Toni Braxton, The Grateful Dead, TLC, Patti Smith, Janis Joplin, Bruce Springsteen, Santana, Simon & Garfunkel e muitos outros. Só o currículo já mostra o tamanho deste artista, porém o documentário de Chris Perkel vai mais a fundo e explica a importância de Clive Davis para a música dos séculos 20 e 21.

The Defiant Ones (2017)

De Allen Hughes

Cena de The Defiant Ones, de 2017

A incrível produção acompanha a ascensão da dupla na indústria musical

Divulgação/Netflix

Dr. Dre e Jimmy Iovine são duas lendas da música norte-americana, fundamentais para diferentes cenas dos anos 1980, 1990 e 2000. O documentário de Allen Hughes, dividido em quatro capítulos, traz nomes como Snoop Dogg, Bruce Springsteen, Gwen Stefani, Bono, Nas, Stevie Nicks, Kendrick Lamar, Patti Smith, Lady Gaga e will.i.am entre os entrevistados. Um aulão sobre música pop.

Hip-Hop Evolution (2016 — atualmente)

De Darby Wheeler

Veja a história do hip hop sendo contada pelos artistas que moldaram o gênero

Divulgação/Netflix

Hip-Hop Evolution é uma espécie de aula sobre a história do hip hop e do rap, passando por mais de 20 anos de música. São quatro temporadas com quatro episódios cada, contando com entrevistas e histórias de nomes fundamentais como Public Enemy, Beastie Boys, N.W.A, Ice-T, Rakim, Big Daddy Kane e LL Cool J.

What Happened, Miss Simone? (2015)

De Liz Garbus

Poster de What Happened Miss Simone

Gravações inéditas e imagens de arquivo remontam a história da cantora incompreendida

Divulgação/Netflix

Indicado ao Oscar de melhor documentário em 2016, What Happened, Miss Simone? é o retrato mais complexo e sincero sobre Nina Simone, cantora e compositora fundamental para a música do século 20. Com imagens raras de arquivo e um olhar delicado, a diretora Liz Garbus consegue criar um panorama interessantíssimo sobre a obra de Nina e suas interconexões com temas fundamentais dos últimos 50 anos, como feminismo, raça, saúde mental e sucesso.

Chico — Artista Brasileiro (2015)

De Miguel Faria Jr.

Chico posa para poster de documentário da Netflix

Um dos maiores artistas da MPB conversa sobre trajetória, processos criativos e métodos de trabalho

Divulgação/Netflix

Chico — Artista Brasileiro é um retrato bastante íntimo sobre os processos criativos e artísticos de Chico Buarque. O filme parte da descoberta de um irmão alemão que Chico nunca chegou a conhecer e renderia o livro O Irmão Alemão, de 2014. A partir desse fio condutor, a memória do artista é escavada e temos acesso a histórias, lembranças e belas imagens de arquivo.

Straight Outta Compton: A História do N.W.A. (Straight Outta Compton) (2015)

De F. Gary Gray

Integrantes do N.W.A. em cena de documentário da Netflix

A produção é baseada em fatos reais

Divulgação/Netflix

O N.W.A. modificou os rumos do hip-hop e seu primeiro disco, Straight Outta Compton, de 1988, é um momento de virada no gênero. Porém, o universo por trás das canções de gangsta rap era tão pesado quanto as letras e são essas tensões internas que o longa-metragem retrata. Indicado ao Oscar de melhor roteiro original, Straight Outta Compton: A História do N.W.A. é um filmaço que passeia entre o drama e o cinema policial.

Tim Maia (2014)

De Mauro Lima

Babu Santana em cena do filme de Tim Maia, disponível na Netflix

Babu, ator e ex-BBB, entrega atuação hipnotizante

Divulgação/Netflix

Tim Maia foi um dos maiores artistas da música brasileira e tanto sua carreira quanto sua vida pessoal são cheias de histórias lendárias e marcantes. Por isso, a cinebiografia é uma viagem interessantíssima por sua trajetória, com atuações marcantes de Babu Santana e Robson Nunes, que interpretam o músico em diferentes fases.

A Farra do Circo (2014)

De Pedro Bronz e Roberto Berliner

Cena do documentário A Farra do Circo

De um espaço improvisado para uma das casas de shows mais importantes do país

Divulgação/Netflix

O Circo Voador é um dos palcos mais importantes do Brasil e faz parte da música do país nos últimos 40 anos. Esse documentário é um importante relato sobre os diferentes momentos do Circo Voador. Mesmo para alguém que nunca tenha ido à lona da Lapa, o filme consegue criar um panorama interessante sobre a importância desse palco e de todos os artistas que passaram por ele.

Escola do Rock (School of Rock) (2013)

De Richard Linklater

Elenco de Escola do Rock posa para foto do filme disponível na Netflix

Clássico dos anos 2000, a produção de Richard Linklater não poderia ficar de fora

Divulgação/Netflix

Um clássico da Sessão da Tarde, Escola do Rock é sempre uma pedida perfeita para reunir a família em frente à TV. O filme acompanha a história do guitarrista Dewey, que se faz passar por professor de música em uma escola e acaba por formar uma banda de rock ao lado de seus pequenos alunos. Divertido, leve e apaixonante.

Gonzaga — De Pai pra Filho (2012)

De Breno Silveira

Cena do filme Gonzaga, de Pai para Filho, de 2012

Entenda mais sobre a trajetória de um dos nomes mais importantes da MPB

Reprodução/YouTube

Luiz Gonzaga é o Rei do Baião, um dos músicos mais importantes da música brasileira no século 20. Seu filho Gonzaguinha também é um ícone da sua geração, sendo autor de clássicos da MPB. Duas figuras singulares e de personalidade forte que viveram uma relação familiar conturbada.

É sobre esse universo íntimo que o filme de Breno Silveira se debruça. Com belas atuações de Chambinho do Acordeon e Júlio Andrade, Gonzaga – De Pai pra Filho é um filmaço sobre respeito, família e arte.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Renan Guerra

Renan Guerra

Renan Guerra é jornalista de cultura e integrante do Podcast Vamos Falar Sobre Música. Apresenta no Instagram o programa Quero Música Nova, ao lado do DJ Zé Pedro, e também gosta de comentar reprises de novelas antigas no Twitter.

Ver mais conteúdos de Renan Guerra

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal