CULTURA

A pintura Shot Sage Blue Marilyn, de Andy Warhol

Christie's/Divulgação

Arte

Marilyn por R$ 1 bilhão; Conheça as pinturas mais caras já vendidas

Um retrato de Marilyn Monroe feito por Andy Warhol entrou para a lista de pinturas mais caras já vendidas em leilões; conheça as cinco obras de arte mais valiosas do mundo

Natalia Engler

Natalia Engler

Um retrato de Marilyn Monroe pintado por Andy Warhol se tornou uma das obras de artes mais caras já vendidas no mundo. A pintura Shot Sage Blue Marilyn, oferecida pela Christie’s, em Nova York, foi arrematada nesta segunda (9) pelo valor de US$ 195 milhões (cerca de R$ 1 bilhão, na cotação atual), tornando-se a obra de arte do século 20 mais cara já vendida em um leilão. O valor superou o recorde estabelecido por Les Femmes d’Alger (Versão O), de Pablo Picasso, leiloado por US$ 179,4 milhões em 2015.

Shot Sage Blue faz parte de uma série de retratos de Marilyn que Warhol pintou após a morte da atriz, as Shot Marilyns. A série recebeu esse nome depois de serem alvejadas por tiros. Em 1964, pouco depois de Warhol ter pintado os retratos, seu estúdio recebeu a visita da artista performática Dorothy Podber. Ela perguntou se podia atirar nas quatro peças que estavam expostas, e Warhol concordou, achando que Podber ia fotografá-las (em inglês, “shoot” significa tanto atirar quanto fotografar). As pinturas foram restauradas mais tarde, mas o nome ficou.

O valor de US$ 195 milhões em leilão também é um recorde entre artistas norte-americanos. Em 2017, uma pintura sem título de uma caveira criada em 1982 por Jean-Michael Basquiat havia sido vendida por US$ 110,5 milhões.

Mas o mercado de artes é conhecido pelos valores estratosféricos, e a marcante obra de Warhol agora está na companhia de trabalhos de outros grandes mestres, também vendidos por somas que a gente nem consegue imaginar direito. Conheça as cinco pinturas mais caras já vendidas em leilões:

Galeria
1 / 0
A pintura Salvator Mundi, de Leonardo da Vinci
A pintura Nu couché, de Amedeo Modigliani
Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Natalia Engler

Natalia Engler

Natalia Engler é editora-chefe da Tangerina. Jornalista, mestra em audiovisual pela ECA-USP e pesquisadora de gênero e cultura pop, passou por Omelete, UOL, Folha e Ansa. Do feminismo e do Carnaval.

Ver mais conteúdos de Natalia Engler

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal