FILMES E SÉRIES

Cena do filme Downton Abbey

Divulgação

Crítica

Downton Abbey continua sendo uma deliciosa novela à inglesa

Continuação de versão cinematográfica de série inglesa é ainda melhor que o primeiro filme

Rafael Argemon

Rafael Argemon

Fenômeno cultural no Brasil há muitas décadas, as telenovelas fazem parte fundamental da formação dos brasileiros, que, desde muito pequenos, experimentam seu poder narrativo. Tanto que produções estrangeiras nesse formato seguem fazendo sucesso nessa nova era dos streamings. Entre elas, se destaca um folhetim britânico que conseguiu se expandir com rara competência para as telas do cinema: Downton Abbey.

Em 2019, a transposição cinematográfica da série deu tão certo, que estreia no circuito, nesta quinta-feira (28), Downton Abbey 2: Uma Nova Era. Uma continuação que consegue ser ainda melhor que o primeiro filme. 

Mas, por quê? Claro que o ótimo elenco, produção de primeira e os deliciosos diálogos de seu criador e roteirista Julian Fellowes têm um papel fundamental. Mas o segredo do sucesso é algo que não é nenhum segredo para nós brasileiros. O domínio absoluto da novela. Ou seja, de uma trama que estabelece conexões entre vários enredos. Downton Abbey tem até um núcleo rico e um pobre!

Em 1928, um ano depois de hospedar a família real em Downton, Robert Crawley (Hugh Bonneville) descobre que sua mãe, Violet, a Condessa de Grantham (Maggie Smith) herdou uma vila no sul da França de presente de um possível antigo affair. Mas a viúva desse admirador do passado de Violet não concorda com a decisão de seu marido, e uma comitiva de Crawleys segue para o local. 

Cena de Downton Abbey

Trailer de Downton Abbey 2: Uma Nova Era

Estrelas de cinema como Myrna Dalgleish (Laura Haddock) chegam a Downton

Enquanto isso, em Downton, Lady Mary (Michelle Dockery) recebe uma equipe de filmagens que alugou a propriedade para a produção de um longa estrelado por duas estrelas do cinema mudo: Myrna Dalgleish (Laura Haddock) e Guy Dexter (Dominic West). Para a felicidade dos empregados, que estão loucos para conhecer seus ídolos. Mas a era do cinema mudo está chegando ao fim e o diretor Jack Barber (Hugh Dancy) pode ter de cancelar as filmagens.

Downton Abbey 2: Uma Nova Era consegue manter o ritmo sem se perder em dezenas de enredos distintos com uma naturalidade impressionante. E ainda brinca com a metalinguagem ao fazer um filme dentro do filme. Isso sem falar dos comentários sempre ácidos e hilários de personagens como Violet e o rabugento mordomo Sr. Carson (Jim Carter), que não perdem uma oportunidade para criticar a sétima arte. Uma piada interna que todo mundo embarca.

Esse tipo de engajamento é o grande barato de Downton Abbey. Você pode nem ter visto a série e mesmo assim sente todos os dramas e alegrias sentidos pelos personagens como se os conhecesse há anos. Algo que, claro, é absurdamente potencializado caso você já esteja familiarizado com a imensa árvore genealógica narrativa de Julian Fellowes.

Em 2 horas e cinco minutos de duração, você acompanha tramas e subtramas correndo em paralelo sem nunca se confundir. E olha que são muitas! Uma montanha-russa sentimentos e sensações que podem ser até tristes, mas que nunca a leveza de lado. Downton Abbey 2: Uma Nova Era até termina em uma nota trágica e mesmo assim segue aquecendo o coração do público como um abraço gostoso. Aquela sensação de assistir uma novelinha depois de um dia de trabalho que nós sabemos como é reconfortante.

Dois pelo preço de um: Com roteiro dos criador de Downton Abbey, Julian Fellowes, Assassinato em Gosford Park é uma versão mais ácida do mesmo período. Você encontra o filme na Mubi e na Claro Vídeo.

Presta atenção, freguesia: A veteraníssima Meg Smith como a matriarca dos Crawley, a Condessa de Grantham, é sempre uma atração à parte em Downton Abbey.

Quer ficar por dentro dos melhores lançamentos da semana? Chega mais que a Tangerina preparou uma lista refrescante pra você!

Pôster de Downton Abbey 2

Downton Abbey 2: Uma Nova Era

Drama
12
Direção
Simon Curtis
Produção
Universal Pictures
Onde assistir
Cinema
Elenco
Michelle Dockery
Maggie Smith
Hugh Bonneville
Elizabeth McGovern
Hugh Dancy
Laura Haddock
Dominic West
Robert James-Collier
Jim Carter
Penelope Wilton
Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Rafael Argemon

Rafael Argemon

Rafael Argemon é criador do perfil O Cara da Locadora no Instagram e também assina uma coluna com o mesmo nome na Tangerina, onde indica as pérolas escondidas nas plataformas de streaming. Cinéfilo e maratonador de séries profissional, passou por Estadão, R7, UOL, Time Out e Huffpost. Apaixonado por pugs, sagu e jogos do Mario.

Ver mais conteúdos de Rafael Argemon

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal