FILMES E SÉRIES

Capa da lista com momentos chocantes de Ozark

Fotos: Divulgação / Arte: Tangerina

Ozark

Para estômagos fortes: Os 10 momentos mais chocantes de Ozark

Série da Netflix que chega ao seu final nesta sexta (29), Ozark é recheada de cenas que vão te deixar sem acreditar no que você está vendo

Rafael Argemon

Rafael Argemon

Desde que estreou na Netflix, em julho de 2017, Ozark foi comparada com Breaking Bad (2008 – 2013). Algo que foi uma benção e uma maldição para a série estrelada por um Jason Bateman muito diferente do que estávamos acostumados a ver. É claro que o fato de ser comparada a uma das séries de TV mais aclamadas de todos os tempos foi uma bela propaganda para Ozark. Só que das mais enganosas, já que ela é praticamente o oposto de Breaking Bad.

Uma das coisas que fizeram de Ozark –que chega a seu final nesta sexta-feira (29), na Netflix– um sucesso tão instantâneo é seu ritmo implacável. Ao invés de optar por uma narrativa lenta e meticulosa que amplifica os momentos mais impactantes, como Breaking Bad, a série criada por Bill Dubuque segue um caminho contrário, simplesmente não deixando o espectador respirar.

*A partir daqui, se você ainda não viu as quatro temporadas de Ozark, fique avisado que há muitos spoilers pela frente.

Isso já fica evidente no piloto, que imediatamente define o quanto a série é imprevisível, torturando seus protagonistas com todo tipo de situação limite quase que ininterruptamente. Não precisamos esperar quase nada para saber que Marty Byrde (Bateman) e seu sócio Bruce Lidell (Josh Randall), que lavam dinheiro para um cartel mexicano estão com seus dias contados. Após receber a visita de um dos representantes do cartel Navarro, Del (Esai Morales), Marty descobre que Bruce desviou dinheiro do tráfico. 

Del, claro, assassina Bruce na frente de Marty, que, na base da razão, tenta convencer o traficante de que ele vale muito mais vivo do que morto. Um dia comum na montanha russa de emoções de Ozark, uma série que acumula diversos momentos chocantes que não vão te dar um minuto de paz.   

Por isso, reunimos aqui deles deles. Para relembrar o quanto adoramos ver os Bryde sofrer.

E aí, concorda com a gente? Tem algum que você acha incrível que ficou de fora? Deixe seu comentário aqui ou nas redes sociais da Tangerina.

Gary descobre que não sabe voar

(Primeira temporada, ep. 1)

Cena da série Ozark

O Momento em que muita gente decidiu se parava de assistir ou seguia com Ozark

Muitas séries prolongariam o conflito entre Marty e Gary Silverberg, amante de sua esposa Wendy Byrde (Laura Linney), mas não Ozark. Quando Marty se aproxima do escritório de Silverberg para tirar satisfações, ele é surpreendido com o corpo do rival atingindo o chão com tanta força que um sapato dele sai voando. Foi o momento em que muita gente embarcou ou não na série.

Del “de olho” em Marty 

(Primeira temporada, ep. 8)

Cena da série Ozark

O recado nada sutil de Del para Marty: "estou de olho em você"

Mafiosos tendem a não confiar apenas no poder das palavras para mandar um recado. Incomodado com a traição de seu contador, Del manda seus capangas matarem e extraírem os olhos do ex-funcionário enquanto toma um drinque gostoso com Marty e seu sócio. E ainda manda os olhos em conserva para Marty para dizer que está de olho nele. Sutileza não era o forte de Del. 

O plano chocante de Ruth 

(Primeira temporada, ep. 9)

Cena da série Ozark

Ruth dá o passo definitivo para se firmar como uma das forças de Ozark

O destino trágico de Russ Langmore (Marc Menchaca) estava traçado desde o momento em que ele se transformou em um informante do agente do FBI Roy Petty (Jason Butler Harner). Só não esperávamos que ele seria literalmente frito por um ancoradouro eletrificado por sua sobrinha Ruth Langmore (Julia Garner). 

Manicure do inferno

(Primeira temporada, ep. 10)

Cena da série Ozark

A primeira, mas não a única vez, que Marty experimentou a tortura em Ozark

Tortura não é uma novidade na vida de Marty Byrde. Antes até dele comer o pão que o diabo amassou na mansão de Omar Navarro (Felix Solis) na terceira temporada, ele já havia sentido o gostinho nada agradável de pisar na bola com o cartel. Antes que Marty conseguisse convencer Del de que seria essencial para o sucesso dos negócios de Navarro nos Estados Unidos, o traficante mandou um de seus capangas arrancar as unhas dos pés do protagonista com um alicate.

O batismo de fogo de Mason Young 

(Primeira temporada, ep. 10)

Cena da série Ozark

O pastor Mason Young perde a cabeça em uma das cenas mais perturbadoras de Ozark

Depois que Jacob e Darlene Snell (Peter Mullan e Lisa Emery) acabam com os planos dos Byrde de construir a igreja de Mason Young, assassinando a mulher do pastor, ele, obviamente, perde a sanidade. Em um de seus surtos, Young decide batizar o filho recém-nascido e deixa o bebê debaixo d’água mais tempo que aceitável. Mesmo sem sangue ou morte, essa é a mais angustiante cena de Ozark.

Até que a morte os separe

(Terceira temporada, ep. 3)

Cena da série Ozark

Carl e sua esposa Anita em um daqueles momentos totalmente imprevisíveis de Ozark

A imprevisibilidade é uma das grandes sacadas de Ozark. Um ás na manga que a série às vezes joga na mesa quando você menos espera. Esse foi o caso envolvendo Carl e sua mulher Anita. O casal era dono do decadente hotel e cassino Big Muddy, que Wendy precisava comprar para concretizar seu plano de expansão do esquema de lavagem de dinheiro dos Byrde. Carl queria fazer negócio, mas Anita era um osso duro de roer. Até que o homem, sem querer, a joga de um barranco e sai de fininho, resolvendo sua vida de uma vez por todas.

O amor fraternal de Wendy

(Temporada 3, ep. 9)

Cena da série Ozark

Wendy se firma como uma das personagens mais cruéis da TV ao mandar matar o irmão

Das (muitas) pedras no sapato dos Byrde, uma das maiores foi Ben Davis (Tom Pelphrey), o irmão problemático de Wendy. Portador de transtorno bipolar, ele amava a irmã, mas fez tanta besteira que a colocou na posição de ter de se livrar dele. Pois é, pesado. Mas conhecendo bem Wendy depois de tantas maldades, ela sofre por uns dois segundos e depois manda matar o próprio irmão.

A demissão permanente de Helen Pierce

(Terceira temporada, ep. 10)

Cena da série Ozark

Helen Pierce sai de cena de jeito que Ozark gosta, de forma rápida e sangrenta

Em mais um daqueles momentos inesperados que acontecem em um piscar de olhos e mudam radicalmente o rumo da trama, Helen Pierce (Janet McTeer) leva um tiro na cabeça assim que chega na mansão de Omar Navarro. É claro que a situação entre a advogada e os Byrde era “ou eu, ou eles”, mas terminar desse jeito abrupto deixou todo mundo em choque.

Darlene arranca o mal pela raiz

(Terceira temporada, ep. 10)

Cena da série Ozark

Darlene mostra a Frank Jr quem tem a arma maior

Depois que Frank Jr. (Joseph Sikora) dá uma surra em Ruth, Darlene, que está longe de ser a pessoa mais sensata do mundo, resolve dar uma lição no filho do chefe da máfia de Saint Louis. A solução? Atirar nos países baixos do infeliz com uma espingarda para provar que homem que bate em mulher tem um membro tão pequeno que não precisa usá-lo. 

Ruth mostra a Javi quem manda

(Quarta temporada, ep. 8)

Cena da série Ozark

O grito de ódio de Ruth dá mais medo do que a cena da morte de Javi

Superar momentos chocantes na última temporada de uma série acostumada a eles não é nada fácil. Porém, como Ozark já deixou claro desde o início, ela não perde tempo com isso. A segunda parte da quarta temporada mal começou e Javi Elizonndro (Alfonso Herrera) já foi beijar o capeta. Cega de ódio depois que o sobrinho de Omar Navarro assassinou Wyatt Langmore (Charlie Tahan), ela não teve dúvidas e meteu um balaço na cabeça do traficante. E lá se vai mais um personagem importante na contagem de corpos.

Leia também:

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Rafael Argemon

Rafael Argemon

Rafael Argemon é criador do perfil O Cara da Locadora no Instagram e também assina uma coluna com o mesmo nome na Tangerina, onde indica as pérolas escondidas nas plataformas de streaming. Cinéfilo e maratonador de séries profissional, passou por Estadão, R7, UOL, Time Out e Huffpost. Apaixonado por pugs, sagu e jogos do Mario.

Ver mais conteúdos de Rafael Argemon

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal