Stranger Things: Covid atrapalhou reencontro de Max na nova temporada - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Sadie Sink

Divulgação/Netflix

BASTIDORES

Stranger Things: Covid atrapalhou reencontro de Max na nova temporada

Sadie Sink e Dacre Montgomery não puderam gravar juntos a cena em que Max tem uma visão com Billy; ator estava isolado na Austrália

Luciano Guaraldo

Um dos momentos mais emocionantes do Volume 1 da quarta temporada de Stranger Things foi a cena em que Max (Sadie Sink) confronta Billy (Dacre Montgomery) em uma visão. A sequência, porém, não colocou os dois atores cara a cara. A pandemia de Covid-19 provocou restrições de viagem, e o ator australiano não pôde ir até os Estados Unidos.

“Foi definitivamente a cena mais desafiadora que eu já tive que fazer em Stranger Things. Muito da relação da Max com o Billy vinha da química que eu e Dacre temos. Eu estava acostumada a trabalhar com ele, ler os roteiros com ele durante as últimas duas temporadas”, contou Sadie em entrevista ao Hollywood Reporter.

“Ter que fazer uma cena tão importante com Dacre, mas sem ele estar ali, foi certamente muito complicado. Fiquei um pouco frustrada no estúdio, para ser sincera, mas eu meio que aproveitei isso para usar na cena o máximo que podia. Acho que acabei tendo um bom resultado. E, obviamente, a equipe de efeitos especiais fez um excelente trabalho e deixou a cena a mais realista possível”, justificou a atriz.

O quarto episódio da temporada trouxe ainda outras cenas complicadas para Sadie Sink. Até o diretor Shawn Levy elogiou o esforço da atriz, que está bem cotada para o Emmy de coadjuvante em série de drama. “Eu tinha feito outro filme com muita emoção, algo que eu não tinha explorado ainda. Mas ali eu realmente desbloqueei alguma coisa, descobri maneiras diferentes de atuar e como eu poderia chegar àquele nível de vulnerabilidade”, explicou a ruiva.

“Então eu puxei um pouco de tudo que eu aprendi no filme e usei para a Max, uma personagem totalmente diferente, mas para ela e as circunstâncias da vida dela. Para alguém como Max, que já convive comigo há algum tempo, foi fácil entrar naquela mentalidade.”

“Eu estava ansiosa para gravar aquelas cenas porque estava pronta para liberar toda aquela energia com Max, já que ela nunca tinha passado por algo tão intenso. Ela nunca tinha vivido um momento daqueles para si mesma. Então, gravar aquilo foi terapêutico, de certa maneira. Aquele momento de reflexão é uma válvula de escape para ela.”

Os dois episódios finais da quarta temporada de Stranger Things chegam na Netflix nesta sexta-feira (1º).

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal