Por que The Office ainda é um fenômeno? Ator explica - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Rainn Wilson e B. J. Novak em cena de The Office

Divulgação/NBC

Série de Comédia

Por que The Office ainda é um fenômeno? Ator explica sucesso

O intérprete de Ryan falou sobre sua experiência na série de comédia

Victor Cierro
Victor Cierro

The Office (2005-2013) continua um fenômeno mundial, mesmo nove anos depois de seu encerramento. Além do humor sem precedentes de Michael Scott (Steve Carell), as bizarrices de Dwight (Rainn Wilson) e as peculiaridades da vida no escritório, a série tem outro apelo para a audiência. Intérprete de Ryan na trama, B. J. Novak explicou como a produção manteve o sucesso durante todos esses anos.

No tapete vermelho de Vengeance, que marca sua estreia como diretor de um longa, B. J. Novak não conseguiu fugir do assunto The Office. A série de comédia vai ficar marcada para sempre no currículo dos atores envolvidos. No entanto, a nova era de home office pode afetar o legado da história.

Com a possibilidade do trabalho remoto, a vida no escritório deve diminuir drasticamente. Ao ser perguntado sobre o impacto da mudança no legado de The Office, o intérprete de Ryan deixou claro por que a série ainda é um fenômeno.

“The Office transcende o ambiente de escritório. Eu sei disso porque os adolescentes amam muito a série e nunca trabalharam em um escritório… E talvez nunca trabalhem. No final das contas, é uma maneira de explorar os personagens, não a vida no escritório”, explicou o ator, que também foi roteirista e produtor da comédia, para o site Variety.

B. J. Novak em cena de The Office

B. J. Novak em cena de The Office

Divulgação/NBC

Cena deletada de The Office

Desde o encerramento da série, os fãs do Michael Scott tiveram a oportunidade de ver momentos inéditos da trama com a divulgação de cenas deletadas durante as nove temporadas da produção. No entanto, o streaming Peacock recentemente surpreendeu os admiradores da comédia com mais um novo clipe.

Na cena deletada do décimo episódio da quinta temporada, o personagem de Steve Carell tenta ensinar uma lição para seus funcionários. Fã do livro Píppi Meialonga, de Astrid Lindgren (1907-2002), o chefe do escritório compartilha uma história de sua infância. Depois de pedir uma boneca da personagem, o protagonista ganhou uma bola de futebol.

Obviamente, o pequeno Michael ficou chateado com o presente. Mas, ao refletir, o menino de 12 anos percebeu o quão afortunado ele era. Ele tinha diversos bonecos e, por isso, o brinquedo da Píppi Meialonga era realmente algo desnecessário.

No entanto, o chefe do escritório apenas contou a história para ludibriar os funcionários. Enquanto os colegas discutiam sobre qual departamento precisava de investimento, o protagonista queria usar o bônus para uso pessoal. Então, para sorte de Jim (John Krasinski) e companhia, Oscar (Oscar Nuñez) sabia da política da empresa e não deixou Michael capitalizar. Bateu uma saudade de The Office aí? As nove temporadas estão disponíveis na HBO Max, no Prime Video e no Star+.

John Krasinski e Steve Carell em cena de The Office

Cena deletada de The Office

John Krasinski e Steve Carell na série de comédia

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Victor Cierro

Victor Cierro

Repórter da Tangerina, Victor Cierro é viciado em quadrinhos e cultura pop e decidiu que seria jornalista aos 9 anos. É o foca da equipe e cria da casa: antes da Tangerina, estagiou no Notícias da TV, escrevendo sobre filmes e séries.

Ver mais conteúdos de Victor Cierro

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal