Kanye West: Empresa alega que rapper deve R$ 38 milhões - Tangerina

MÚSICA

Kanye West em cena de jeen-yuhs: Uma Trilogia Kanye

Divulgação/Netflix

Na Justiça

Empresa alega que Kanye West deve R$ 38 milhões por trabalho em shows

Companhia de produção e design estava envolvida na performance cancelada do Coachella e live de lançamento do álbum Donda 2

Lucas Almeida
Lucas Almeida

Kanye West, que agora atende pelo nome Ye, está sendo processado por uma empresa de produção e design. A Phantom Labs abriu uma ação judicial na quarta-feira (13), alegando que o rapper deve U$ 7,1 milhões (R$ 38,5 milhões, na cotação atual) por serviços prestados em shows, desde o ano passado.

De acordo com a Variety, a empresa trabalhou na organização de eventos, como a live de lançamento do disco Donda 2 (2022), a performance cancelada no Coachella, um show em homenagem a Larry Hoover junto com Drake e quatro edições do Sunday Service, um culto musical para convidados, liderado por Kanye West.

Quando as contas começaram a acumular, a Phantom Labs foi informada que receberia grande parte do pagamento com o cachê do Coachella. De acordo com o processo, Ye ganharia U$ 9 milhões (quase R$ 49 milhões) para ser um dos headliners do evento. No entanto, o rapper cancelou a participação menos de um mês antes do festival.

O valor pedido pela empresa soma os orçamentos de projetos desde junho de 2021, quando eles começaram a trabalhar com Kanye West, até março de 2022. Além disso, o preço inclui o reembolso do que já tinham gasto com fornecedores para a apresentação no Coachella e custos com reformas em estúdios e propriedades de Kanye.

Empresa de roupa também cobra Kanye West

O processo foi aberto em Los Angeles, citando Kanye West e diversas empresas do rapper. A bagatela pedida já exclui parte do valor que a Phantom Labs chegou a receber durante os trabalhos. Mas a produtora afirma que os pagamentos aconteceram apenas sob pressão, quando ameaçou desistir do evento de lançamento do Donda 2, por causa da cobrança de fornecedores terceiros.

Esse ainda foi o segundo processo aberto contra Kanye West neste mês. O TMZ revelou que o serviço de aluguéis de roupas de luxo David Casavant Archive está pedindo U$ 400 mil (R$ 2,1 milhões) porque o rapper não devolveu 13 “peças raras e valiosas” e parou de pagar as taxas em 2020.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Lucas Almeida

Lucas Almeida

Repórter. Passou pela MTV Brasil e Veja.com. É fã de um pop triste e não deixa de ouvir todos os lançamentos musicais da semana.

Ver mais conteúdos de Lucas Almeida

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal