Mano Brown compara Zeca Pagodinho a James Brown e rap em podcast - Tangerina

MÚSICA

Mano Brown e Zeca Pagodinho na gravação do Mano a Mano

Divulgação/Jef Delgado/Spotify

MANO A MANO

Mano Brown compara Zeca Pagodinho a James Brown e rap em podcast

Rapper entrevista o sambista no encerramento da segunda temporada do Mano a Mano

Luccas Oliveira
Luccas Oliveira

Comandado por Mano Brown, o podcast Mano a Mano encerra sua segunda temporada nesta quinta-feira (7). E o convidado que fecha a leva de 16 episódios é para lá de especial: o sambista Zeca Pagodinho, grande personalidade da música, que não costuma dar longas entrevistas.

Na introdução, Mano Brown compara a importância de Zeca à de outros elementos fundamentais para sua formação artística. “Te acompanho há muitos anos. Você está na minha vida, assim como o James Brown [1933-2006] e o rap estão na minha vida. Eu sou rapper, mas o Zeca Pagodinho está do mesmo tamanho pra mim. Como eu cantei Zeca Pagodinho na minha vida!”.

Segundo a produção do podcast, que é exclusivo do Spotify, o papo “descontraído e nostálgico” vai passar pelo início da carreira de Zeca, saúde, projetos, parcerias, religião, espiritualidade, futebol e mais.

Zeca também conta a Mano Brown que não gosta muito de ser fotografado em Xerém, distrito de Duque de Caxias (RJ) que o sambista carioca adotou como refúgio. “Eu não gosto de tirar foto, principalmente em Xerém, porque é o único lugar que eu sento na praça, leio jornal, tomo uma cerveja, vou à feira. Algum lugar eu quero ser o Jessé, e esse lugar tem que ser o Xerém”, justifica o cantor.

Recentemente, Zeca Pagodinho precisou cancelar o show que faria no festival Turá, em São Paulo, depois de ter testado positivo para Covid-19 pela segunda vez. O estafe do sambista assegurou que ele só teve sintomas leves.

Na segunda temporada do Mano a Mano, Mano Brown recebeu desde Emicida, Seu Jorge, Jefferson De e Thiaguinho ao neurocientista Sidarta Ribeiro. A leva de podcasts também foi centrada no tema religião, com Brown recebendo figuras de diferentes vertentes, como Rabino Ventura, mãe Carmen de Oxum e Ebomi Cici de Oxalá.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira é editor de música na Tangerina e assina a coluna Na Grade, um guia sobre os principais shows e festivais que acontecem pelo país. Ex-jornal O Globo, fuçador do rock ao sertanejo e pai de gatos, trocou o Rio por São Paulo para curtir o fervo da noite paulistana.

Ver mais conteúdos de Luccas Oliveira

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal