MÚSICA

Cena do clipe de Permission to dance on stage

Reprodução/YouTube

Curiosidades

BTS: Por que é proibido cantar nos shows do grupo na Coreia?

Entenda por que o governo da Coreia do Sul adotou medidas rigorosas de restrição durante as turnês do maior grupo de K-pop

Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

O maior supergrupo do k-pop voltou aos palcos na última quinta-feira, 10. Após dois anos sem shows presenciais, o BTS se apresentou no Estádio Olímpico de Seoul, na Coreia do Sul. Para o reencontro, depois de tanto tempo, o normal seria ver vibrações calorosas, com os fãs cantando a plenos pulmões os hits do grupo. No entanto, eles precisaram matar a saudade de outro jeito.

Conforme determina um decreto sul-coreano, divulgado em novembro de 2021, o retorno dos eventos presenciais foi liberado, porém, sob algumas condições rigorosas: é proibido cantar, gritar e ficar em pé. Para ovacionar os idols, os armys —como os fãs são chamados— só podem usar o “clapper”, uma espécie de leque, cujo objetivo é fazer barulho em determinados espaços entre as canções, e as palmas. O motivo? Evitar a proliferação da Covid-19.

Antes do show, a agência Big Hit Music precisou pedir a cooperação do público, além de requisitar o uso de máscaras de proteção. Os eventos realizados atualmente na Coreia do Sul estão limitados a 50% da capacidade ou a 4 mil espectadores em estabelecimentos menores. No estádio, a capacidade é de 15 mil pessoas e com 5% dos assentos da apresentação reservados para uma “equipe de prevenção de doenças”.

Jungkook cita estranhamento

A gravadora do BTS, a Big Hit Entertainment, também reforçou que não pode comer ou beber no local de apresentação do grupo, exceto água. Caso os fãs queiram dançar, também só podem o fazer se estiverem sentados. Jungkook, integrante do BTS, estava animado com as apresentações da turnê BTS Permission to Dance on Stage — Seoul, porém, as regras causaram estranhamento na hora de se conectar com os fãs, após tanto tempo.

Em uma publicação no Instagram, o músico desabafou: “Me senti extremamente feliz hoje. Para ser honesto, me senti em casa”, iniciou. “A questão é que, especialmente na Coreia, costumo ouvir os fãs cantando comigo. Mas não consegui ouvir isso hoje, o que deixou o ato de se apresentar muito difícil para mim”.

Ele continua: “Quero dizer, ainda é incrível. Mas achei difícil. Eu vi os ARMYs bem na frente dos meus olhos, mas não estava ouvindo nada e eles não podiam se levantar e dançar, nem nada. Eles tiveram que ficar sentados. Foi difícil de assistir”.

Show com transmissão mundial

Embora toda a situação seja muito delicada, há uma boa notícia para os Armys: o BTS vai transmitir ao vivo os shows dos dias 12 e 13 de março por meio da plataforma VenewLive. No sábado, 12, além da transmissão online pelo aplicativo, a turnê estará disponível em salas de cinema ao redor do mundo —inclusive no Brasil. A apresentação terá dois horários de exibição na data: às 15h e às 19h. A projeção, contudo, não será em tempo real, devido ao fuso horário. Ainda assim, promete uma experiência incrível para os fãs.

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ
Nicolle Cabral

Nicolle Cabral

Antes de ser repórter da Tangerina, Nicolle Cabral passou por Rolling Stone, Revista Noize e Monkeybuzz. Nas horas vagas, banca a masterchef para os amigos, testa maquiagens e cantarola hits do TikTok.

Ver mais conteúdos de Nicolle Cabral

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal