Roberto Carlos zoa 'cala a boca' e se compara a Juma em SP - Tangerina

MÚSICA

Roberto Carlos durante show em São Paulo

Leo Franco/AgNews

SHOW EM SÃO PAULO

Roberto Carlos zoa ‘cala a boca’ e se compara a Juma de Pantanal

Cantor fez piada com confusão de duas semanas atrás, mas voltou a perder a paciência quando fãs se aglomeraram em frente ao palco

Luccas Oliveira
Luccas Oliveira

Roberto Carlos fez o primeiro de uma série de reencontros com o público de São Paulo, nesta quarta-feira (27), na casa de shows Vibra. Por conta da pandemia, o músico de 81 anos não se apresentava na capital paulista desde 2019.

E, mostrando bom humor, o Rei não titubeou: logo depois da primeira música, Emoções, falou sobre a polêmica criada ao mandar um fã “calar a boca” durante um show no Rio de Janeiro há duas semanas.

“Gostaria de dizer, em primeiro lugar: não fiquem tímidos em receber as rosas, não. Aquele foi um momento especial”, esclareceu. “O que eu disse não foi para a plateia, mas para um cara que estava aqui na frente, dizendo o tempo todo que queria uma rosa. Aí fiquei bravo e, quando fico com raiva, nem a Juma [da novela Pantanal] segura, viu… Porra! (risos) Mas meu negócio não é falar, é cantar.”

Na penúltima música do show, o hit Como É Grande Meu Amor por Você, os fãs começaram a se aglomerar em frente ao palco, como aconteceu na fatídica apresentação no Rio. Roberto Carlos visivelmente não curtiu muito a confusão, mas tentou evitar novas saia justas.

“Chegaram mais cedo, né. É na hora de Jesus Cristo [música que fecha o show], esqueci de avisar. Mas, tudo bem, hoje pode. Desde que vocês fiquem quietinhos”, pediu o perfeccionista artista, entre sorrisos amarelos.

Diferentemente da apresentação polêmica, o Rei sorriu enquanto jogava as rosas para o público, mas só fingiu que as beijava.

Neta de Roberto Carlos e presidente do Grammy Latino na plateia

Na plateia da apresentação em São Paulo, três presenças mais do que especiais. Valeska Braga, nora de Roberto Carlos, foi com a filha Laura, fruto de seu casamento com Dudu Braga, filho do Rei que morreu em setembro do ano passado. E um convidado internacional: Manuel Abud, presidente e CEO da Academia Latina de Gravação, responsável pela entrega do Grammy Latino.

Valeska Braga e Laura, nora e neta de Roberto Carlos

Valeska Braga e Laura, nora e neta de Roberto Carlos, respectivamente

Leo Franco/AgNews

No show, Roberto Carlos manteve o repertório e a sonoridade —liderada pelo maestro Eduardo Lages— que têm marcado as performances do cantor na última década. Foram 21 músicas, a grande maioria composta por ele em parceria com o “irmãozinho” Erasmo Carlos. Além do Horizonte, Detalhes, Lady Laura, O Calhambeque, Fera Ferida e a recente Esse Cara Sou Eu se destacaram.

O cantor tem mais quatro shows em São Paulo marcados: na quinta (28), ela volta ao Vibra (que já foi Credicard Hall, Citibank Hall e Unimed Hall). Já em 31 de julho e 5 e 6 de agosto, ele muda de cenário e se apresenta no Espaço Unimed (novo nome do Espaço das Américas).

Roberto Carlos mandou fã no Rio ‘calar a boca’

No último dia 13, o Rei demonstrou irritação com o público em mais de uma oportunidade. Um vídeo que circula nas redes sociais mostrou que, na performance do clássico Como É Grande o Meu Amor Por Você, Roberto Carlos desviou do microfone para gritar “cala a boca, cara, p***” a alguém próximo ao palco. É possível escutar um homem berrando frases como “a minha mãe está aqui, hein” e “ela quer casar com você” no meio do refrão emotivo.

Antes mesmo de o vídeo circular nas redes sociais, sites como Ana Maria e Contigo já relatavam que Roberto Carlos tinha se estressado em outros momentos. No final do show, no tradicional momento de distribuição de rosas, um tumulto com empurrões provocados pelos fãs tirou o cantor de 81 anos do sério.

Segundo os presentes, Roberto Carlos jogou as flores na plateia sem sorrir, com semblante fechado. Ao jornal Extra, o assessor do Rei explicou o comportamento do cantor: “Foi uma avalanche de gente, numa casa com 3.500 pessoas na plateia. Por ser muito perfeccionista, Roberto quer fazer sempre uma apresentação sublime. Com esse tumulto, ele ficou totalmente desconcentrado”.

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ
Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira é editor de música na Tangerina e assina a coluna Na Grade, um guia sobre os principais shows e festivais que acontecem pelo país. Ex-jornal O Globo, fuçador do rock ao sertanejo e pai de gatos, trocou o Rio por São Paulo para curtir o fervo da noite paulistana.

Ver mais conteúdos de Luccas Oliveira

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal