A Pequena Sereia: Ator quer transformar negros em príncipes - Tangerina

NO PALCO

O ator Gabriel Vicente

Divulgação/Gabriel Bertoncel

GABRIEL VICENTE

A Pequena Sereia: Ator deseja levar mais negros à posição de príncipe

Gabriel Vicente vai interpretar Eric na nova montagem do musical A Pequena Sereia em São Paulo. Ele valoriza a representatividade do espetáculo

Luciano Guaraldo

Depois de uma montagem bem-sucedida em 2018, A Pequena Sereia volta aos palcos de São Paulo a partir de 17 de julho. Apesar de boa parte do elenco ser o mesmo, há duas alterações importantes: Robson Nunes substitui Tiago Abravanel na pele do caranguejo Sebastião, e o príncipe Eric, antes interpretado por Rodrigo Negrini, agora é vivido por Gabriel Vicente. O ator negro não esconde o peso de sua escalação para um papel tipicamente feito por artistas brancos.

“Mais do que o receio, eu senti a pressão da responsabilidade de fazer bem. Tenho a consciência de que é um personagem ficcional, que a pele dele pode ser de qualquer cor, porque ele não existe de verdade. Mas sei da importância de ter um ator preto fazendo um papel de alguém que está em uma classe social bem colocada, que é da realeza”, valoriza Gabriel Vicente em conversa exclusiva com a Tangerina.

Outro ponto que mexeu com os brios do artista foi o fato de Eric ser o par romântico da protagonista, Ariel (Fabi Bang). “É um personagem que respeita e é respeitado, que desperta uma paixão, que é um símbolo de beleza. As pessoas pretas na dramaturgia não costumam lidar com esse traço do belo, do amado, do bem-sucedido.”

Vicente espera que sua escalação para A Pequena Sereia seja um passo a mais não só no processo de diversidade nas artes, mas também na autoaceitação. “Espero que as crianças pretas possam me ver no palco e se imaginarem no lugar de um príncipe, algo que eu não conseguia fazer quando era pequeno. É legal criar essa perspectiva de estar em um lugar melhor, de prospectar um futuro com mais possibilidades”, ressalta ele, que nunca se imaginou interpretando Eric: “Achava que tinha jeito de Sebastião”.

Por que não um Eric negro em A Pequena Sereia?

Em Hollywood, a escalação da cantora e atriz Halle Bailey para viver Ariel na adaptação live-action de A Pequena Sereia irritou alguns fãs e animou outros. Gabriel Vicente conta que, desde que foi anunciado como o intérprete de Eric, recebeu muito mais amor do que críticas em suas redes sociais. “Percebo que as pessoas estão atentas para a importância de abordar essas questões”, valoriza.

Ele admite, porém, que recebeu um comentário preconceituoso que o marcou. E o pior: de uma colega de atuação. “Uma pessoa me disse que ficou chocada quando soube da minha escalação. Eu sou ator, cantor, estou na faixa etária do personagem, o que é tão chocante? Quero que as pessoas se deparem com o possível racismo estrutural que existe dentro delas”, alfineta.

A menos de um mês da estreia de A Pequena Sereia, a vida de Gabriel Vicente se resume a, com o perdão do trocadilho, mergulhar de cabeça nesse mar. “São oito horas de ensaio todos os dias, além das demandas que vão além disso, como prova de figurino, fotografias, entrevistas para divulgação. Preciso parar minha vida para isso”, entrega ele.

Tanto esforço, claro, vale a pena quando o espetáculo entra em cartaz. “A Disney me criou. Eu venho da periferia, o entretenimento possível em casa eram as fitas VHS. A Pequena Sereia rodou no videocassete tantas vezes que eu nem sei mais dizer. Eu sabia as falas de cor, minha avó dizia que era algo insuportável (risos)”, brinca.

A Pequena Sereia fica em cartaz de 17 de julho a 4 de setembro no Teatro Santander, em São Paulo. As sessões acontecerão toda quinta, às 16h e às 20h; sexta, às 21h; sábado, às 16h e às 20h; e domingo, às 15h e às 19h. Os ingressos já estão à venda.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal