NA GRADE

Line-up do Primavera Sound São Paulo saiu nesta quarta-feira

Divulgação/Paco Amate

Primavera Sound SP

Primavera Sound: Brasil saiu prejudicado, apesar do acerto no line-up

Edições de Argentina e Chile têm mais atrativos que a brasileira, entre eles um evento prévio com Pixies, Jack White e Cat Power, que não tocam em São Paulo

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

O line-up do Primavera Sound São Paulo, divulgado nesta quarta-feira, deve ser comemorado. E tem sido, principalmente pelo público mais antenado em música contemporânea. É ousado da parte de um novo festival de grande porte não apostar tanto em figurinhas repetidas entre os headliners —além do Arctic Monkeys, claro.

Nomes como Björk, Travis Scott, Mitski, Beach House, Arca, Phoebe Bridgers e Charli XCX nunca vieram ao Brasil ou não vem há muito tempo, e são eles que dominam o cartaz. Até a estrela pop Lorde só tem duas passagens por aqui, e chega com disco novo.

O Rock in Rio, nosso maior festival e um dos maiores do mundo, é conhecido por dar “tiros certeiros” e repetir atrações que certamente vendem dezenas de milhares de ingressos. O próprio Lollapalooza, que nasceu com uma proposta de ser diferente e acompanhar tendências, tem caído em repetições. Com este line-up, então, o Primavera Sound finca sua estreia no Brasil subindo o sarrafo. O festival catalão prova que é possível, sim, ter grandes ambições e continuar dialogando com o que é realmente novo.

Line-up do Primavera Sound São Paulo

Line-up do Primavera Sound São Paulo

Divulgação

Isto dito, uma crítica é para lá de necessária. Comparado às vizinhas do Chile e Argentina, a edição brasileira do festival foi bastante prejudicada. O Brasil foi o único a não receber o evento Road to Primavera Sound, espécie de aquecimento que vai rolar em outubro, algumas semanas antes do evento principal. E o line-up traz grandes atrações internacionais: Pixies, Jack White e Cat Power. Nenhuma delas passará por aqui, a princípio.

Line-up do Primavera Sound Santiago

Line-up do Primavera Sound Buenos Aires com Road to Primavera Sound e La Bienvenida

Divulgação

Mas não para por aí. Tanto no Chile quanto na Argentina também haverá um terceiro dia “principal” de festival, enquanto no Brasil serão apenas dois. Nos vizinhos, ele foi chamado de La Bienvenida, e é uma prática tradicional do Primavera Sound original, de Barcelona —na Catalunha, porém, este dia tem entrada gratuita, limitada à enorme capacidade do espaço onde o festival é realizado. Em Buenos Aires, a headliner Björk foi escalada para protagonizar esta data, enquanto em Santiago a atração escolhida foi a banda indie Beach House.

Lá fora, grandes atrações do line-up em casas menores

Por último, mas igualmente importante, o Brasil foi o único dos três países da América do Sul a não ter grandes atrações internacionais no Primavera na Cidade. Marcado para o período entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro, o evento prévio promete ter ótimos shows de artistas brasileiros, entre eles Boogarins, Céu, FBC, Juçara Marçal, Liniker e Teto Preto. No entanto, os brasileiros que compraram o passaporte do Primavera Sound não terão a oportunidade de ver apresentações mais intimistas de algumas das estrelas no line-up.

Line-up do Primavera Sound Buenos Aires

Line-up do Primavera Sound Buenos Aires com Road to Primavera Sound, La Bienvenida e atrações internacionais do Primavera na Cidade

Divulgação

O Chile, por sua vez, terá Japanese Breakfast (banda indicada ao último Grammy) e Helado Negro, enquanto a Argentina terá as headliners Charli XCX e Mitski se apresentando em casas menores de Buenos Aires.

A coluna Na Grade procurou o Primavera Sound São Paulo, que preferiu não comentar as diferenças nas programações. Mas é fato comentado nos bastidores que o Brasil costuma ser o “ponto seguro” dos grandes festivais na América do Sul, como o Lollapalooza. Dizem até nós “pagamos a conta” dos países vizinhos, pela dimensão continental do território, a abissal diferença no tamanho da população e, apesar dos pesares, um maior poderio econômico.

De certa forma, dá para entender que um festival estreante invista um pouco mais para chamar a atenção dos públicos de outros países. Tanto é que, por aqui, o Primavera Sound já foi para o terceiro e último lote em algumas horas, enquanto a venda parece tranquila entre os hermanos. Mas não deixa de ser um fato para os brasileiros lamentarem.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Luccas Oliveira

Luccas Oliveira

Luccas Oliveira é editor de música na Tangerina e assina a coluna Na Grade, um guia sobre os principais shows e festivais que acontecem pelo país. Ex-jornal O Globo, fuçador do rock ao sertanejo e pai de gatos, trocou o Rio por São Paulo para curtir o fervo da noite paulistana.

Ver mais conteúdos de Luccas Oliveira

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal