FILMES E SÉRIES

Batman & Robin (1997)

Divulgação/Warner Bros.

25 ANOS DEPOIS

Figurinista de Batman & Robin abre o jogo sobre mamilos polêmicos

25 anos depois de sua estreia nos cinemas, Batman & Robin ainda causa controvérsia por causa dos mamilos protuberantes nas fantasias dos heróis

Luciano Guaraldo

Lançado em 1997, Batman & Robin é lembrado até hoje por um detalhe… digamos, protuberante. Os trajes usados por George Clooney e Chris O’Donnell tinham mamilos bem destacados em seu peitoral. E, como já diziam os usuários do Habbo Hotel, mamilos podem ser muito polêmicos. Que o diga Jose Fernandez, figurinista do longa de super-heróis.

Em depoimento à revista Mel, o profissional abriu o jogo sobre a decisão de colocar um elemento tão discreto da anatomia masculina com tanto destaque nas roupas do Homem-Morcego e do Menino Prodígio. “Não era um fetiche para mim, foi algo mais inspirado por armaduras romanas –como os antigos centuriões”, explicou.

Fernandez disse ainda que, apesar de controversos, os mamilos seguiram algo que já era feito no material que deu origem aos filmes. “Nos quadrinhos, parecia que os personagens estavam sempre nus e com o corpo coberto por tinta. Era tudo sobre a anatomia, e eu gosto de forçar a anatomia também.”

Batman & Robin, apesar de levar a fama, não marcou a estreia dos mamilos no cinema. Val Kilmer já havia usado um traje com esse detalhe em Batman Eternamente (1995). Mas, na ocasião, eles eram mais discretos, “pequenos montinhos de argila”, como descreveu o figurinista.

Joel Schumacher (1939-2020), diretor dos dois filmes, gostou tanto do traje de Kilmer que mandou Jose Fernandez acentuar os detalhes na roupa de Clooney. “Ele queria que os mamilos fossem acentuados, tipo, apontando. E também tinham os círculos das aréolas em volta. Eu não queria fazer aquilo, mas ele era o chefe, então fizemos o que ele mandou. Ficou tudo meio ridículo”, admitiu o profissional.

Curiosamente, o traje da Batgirl (Alicia Silverstone) não apresentava o mesmo detalhe de seus colegas homens. “Alguém disse: ‘Se os caras têm mamilos, ela deveria ter também’. Eu fiz um modelo e todo mundo mudou de ideia. Acabou ficando meio obsceno, então tiramos os mamilos dela.”

Sincerão, Jose Fernandez confessou que não se importa com toda a discussão sobre os mamilos –algo que se tornou muito maior do que o trabalho dele. Ele admitiu, no entanto, que Batman & Robin é um filme de qualidade questionável, com problemas que vão muito além dos trajes dos heróis.

“Eu acho que eu nem vi até o final, para falar a verdade. Estava na exibição, mas fiquei pensando: ‘Isso não é bom’. Era como um teatro musical, mas sem a música, muito mais do que era um filme do Batman. Era algo bem bagunçado, bobo e uma bomba, e tem momentos em que a câmera dá um close na bunda do Batman. Foi um pouco demais para mim.”

Batman & Robin foi tão mal recebido pela crítica e pelos fãs que o Homem-Morcego precisou fazer uma pausa forçada em suas aventuras cinematográficas. Ele só voltou a protagonizar um longa oito anos depois, com Batman Begins (2005), que reiniciou toda a franquia e trouxe Christian Bale no papel de Bruce Wayne. Sem mamilos, claro.

Informar Erro
Falar com a equipe

Tags

QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal