FILMES E SÉRIES

Millie Bobby Brown

Divulgação/Netflix

CRÍTICA

Stranger Things 4: Série explora segredos em sua temporada mais ousada

Fenômeno da Netflix retorna após três anos sem episódios inéditos

André Zuliani

Depois de três anos de espera, Stranger Things retorna com episódios inéditos nesta sexta-feira (27) com a estreia do Volume Um de sua quarta temporada. Prejudicada pela pandemia de Covid-19 que assola o mundo desde 2020, a série fenômeno da Netflix volta de forma triunfal ao explorar os segredos de seu universo e entregar a sua leva mais ousada até agora.

Sucesso absoluto desde a estreia da primeira temporada, no já longínquo ano de 2016, Stranger Things tornou-se o tipo de produto que não precisa de muito para ganhar a atenção do público. Quaisquer vídeos ou fotos inéditas revelados movimentam a cultura pop como poucos fazem, e aumentar a escala desta magnitude não é uma tarefa fácil. No entanto, os criadores Matt e Ross Duffer conseguiram se superar ainda mais.

Por mais comum que seja ver produtores, atores e diretores exaltarem uma nova temporada de suas produções, no caso de Stranger Things não foram palavras jogadas ao vento. A quarta temporada, de fato, expande tudo o que a audiência acompanhou da trama até o momento e finalmente entrega respostas há muito aguardadas. Os perigos, sustos e efeitos especiais estão maiores, o que ajuda a estabelecer a leva como a mais ousada da história da atração.

A trama dos novos episódios começa seis meses depois da Batalha de Starcourt. Após Hopper (David Harbour) desaparecer e ser dado como morto, Eleven (Millie Bobby Brown) foi adotada por Joyce (Winona Ryder) e deixou Hawkins para viver com a família Byers na pequena cidade de Lenora Hills, na Califórnia (EUA). A jovem, porém, enfrenta dificuldades para se habituar à nova vida e sofre bullying dos colegas da escola.

Em Hawkins, tudo parece bem até que uma nova onda de assassinatos deixa um rastro de corpos adolescentes mortos e volta a instaurar o caos entre a população. Os integrantes do Clube dos Perdedores remanescentes na comunidade, com a ajuda de novos aliados, começam a investigar e novamente encontram ligações entre a “maldição” que envolve a cidade e o perigoso Mundo Invertido.

Mike, Jonathan e Will

Mike, Jonathan e Will na 4ª temporada

Divulgação/Netlifix

Apesar de ser uma obra popular entre todas as idades, Stranger Things sempre teve o espírito juvenil. Desta forma, resolver problemas aparentemente cabulosos de maneira simples sempre esteve em suas características. Na quarta temporada, este vício continua e acaba influenciando negativamente o desenvolvimento da narrativa. Afinal, não seria possível que um grupo de adolescentes, mesmo que muito inteligentes, se sobressaíssem contra monstros de outros dimensão, cientistas e autoridades do governo sem recorrer a absurdos.

O aumento da escala do quarto ano também se reflete na duração dos episódios. Com média de mais de 60 minutos em cada um, a trama infla com detalhes muitas vezes desnecessários e que acabam por arrastar a narrativa mais do que o necessário. Isto atrapalha o desenvolvimento de personagens como Eleven e Max (Sadie Sink) e acaba por escantear quase que totalmente o arco de Mike (Finn Wolfhard), Jonathan (Charlie Heaton) e Will (Noah Schanpp).

A boa notícia é que a Netflix não poupou em investimento e deixou a produção ainda mais pomposa com relação aos anos anteriores. Os efeitos especiais e visuais superiores tornam a experiência de assistir às aventuras dos protagonistas ainda mais prazerosa, além de aumentar o horror das mortes e o temor pelo novo grande vilão, uma criatura bizarra chamada Vecna –mais uma vez inspirada em um monstro de Dungeons & Dragons.

Com o final de Stranger Things confirmado para a quinta temporada, os novos episódios claramente pavimentam o caminho para o encerramento da história de forma exuberante. A guerra contra o Mundo Invertido se expande da mesma forma que respostas explicam a origem deste mal e como Eleven sempre esteve ligada a ele de maneira quase umbilical. Por conta disso, nem mesmo os erros e exageros impedem que o quarto ano se destaque como a melhor e mais ousada temporada de um fenômeno que já está marcado na história da cultura pop mundial.

Millie Bobby Brown

Stranger Things - 4ª temporada

Assista ao trailer:

Cartaz

Stranger Things (4ª temporada)

Aventura/Terror
16
Direção
Matt e Ross Duffer (criadores)
Produção
Netflix
Onde assistir
Netflix
Elenco
Millie Bobby Brown
Winona Ryder
David Harbour
Finn Wolfhard
Caleb McLaughlin
Gaten Matarazzo
Natalia Dyer
Joe Keery
Noah Schnapp
Sadie Sink
Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal