FRESQUINHAS!

Camilla Cabello

Divulgação

Fresquinhas!

Camila Cabello, Diplo, Charli XCX: O que merece seu play nesta semana

A coluna Fresquinhas! volta com um novo apanhado de lançamentos musicais. Tem ainda Red Hot Chili Peppers, Terno Rei, Naiara Azevedo e mais

Dora Guerra

Dora Guerra

Começamos março e agora é hora de botar nossos artistas preferidos para trabalhar. Afinal, se o ano só começa depois do Carnaval, muita coisa tem que acontecer daqui pra frente. Com muita coisa, quero dizer muitos álbuns: Rosalía, Charli XCX (foto acima), Anitta, Cardi B, Lizzo, Interpol, Red Hot Chili Peppers, Camila Cabello, Kendrick Lamar, SZA, Iza, Criolo… e também um dos lançamentos musicais mais aguardados de todos os tempos: o filhote da Rihanna.

Provando que não estão na fila do seguro-desemprego, alguns desses nomes de fato lançaram músicas nesta semana. A maior parte dos lançamentos musicais de hoje está fresquinha de verdade, meio verão, talvez porque aqui ainda é (e, na gringa, cansaram do frio). Lançar música triste também ficou meio démodé ultimamente, visto que sempre parece ter um fim-do-mundo virando a esquina e, na falta do que fazer, a gente tenta se distrair.

Mas não vim te deixar pra baixo. Na verdade, muitos desses aqui vão até te deixar pra cima. Sem mais delongas, vamos às frescurinhas, digo, as fresquinhas:

Frescores de hoje

Charli XCX – Baby
Pop gostosinho, sexy, dançante

Nesse futuro álbum da Charli XCX–o disco em que ela volta a fazer um pop mais fácil de digerir que os anteriores–, a artista já acertou bem em faixas como Good Ones e Beg For You. Em Baby, ela mira no pop sexy, levemente funky, e acerta. Charli tem dessas: até quando ela faz um pop menos diferentão, o negócio transborda em personalidade. Daqui a duas semanas, a gente se reúne aqui de novo e eu te conto o que achei do disco completo.

Camila Cabello – Bam Bam feat. Ed Sheeran
Ed Sheeran pra mim é tipo uva passa: não torna ruim, mas é melhor sem

Como aconteceu com muitos artistas nos últimos anos, Camila Cabello transformou o fato dela ser latina em sua estética inteira. Não é necessariamente um problema e, como a própria viu com Havana, vende bem. Em Bam Bam, eu curto a percussão e o climão meio salsa/cumbia na mesma proporção que não curto a participação de Ed Sheeran —sinceramente, não vejo como um britânico ruivo consegue contribuir para as raízes cubanas da artista. E eu sou latina, sei do que estou falando.

Red Hot Chili Peppers – Poster Child
A sensação sonora de encarar uma luminária de lava por muito tempo

Com a volta do guitarrista John Frusciante, tivemos duas músicas do RHCP até aqui: Black Summer, que abusa das distorções e tem cara do Red Hot anos 90/2000, e agora Poster Child, lançamento desta sexta-feira. Eu chuto que quem curte muito uma, não vai curtir muito a outra. 

E pra deixar claro (sem querer causar rivalidade entre singles), eu sou do time Poster Child —é uma música funky, groovy, ou, em bom português: tem malemolência. Kiedis, o vocalista, exprime os versos-meio-trava-línguas com tranquilidade e flow de dar inveja; o baixo e a guitarra vão te carregando pela viagem. Isso, claro, se você ainda encara uma música de quase seis minutos hoje em dia.

Diplo – Diplo
Caso você esteja na dúvida, este é um álbum do Diplo

Em Diplo, o DJ e produtor Diplo revisita a house music que o consolidou, convidando ótimos vocais para acompanhá-lo: o timbre delicioso de Leon Bridges, a voz marcante de Busta Rhymes e mais. O resultado é um álbum claramente feito por um DJ, no sentido de que as músicas seguem aquela estrutura de deixar um bom espaço de batidas e entrar com vocais apenas em momentos específicos. É um disco agradável, que combina com uma festinha ao pôr-do-sol, mas não é inesquecível nem inovador na produção.

Naiara Azevedo – 50 por Cento feat. Marília Mendonça
Mais uma pra lembrar que Marília foi cedo demais

Ai, Nanacita! A nossa maluquinha preferida do BBB 22 finalmente entrega a música que envolveu uma certa polêmica entre a família de Marília e a equipe de Naiara —mas, ao que parece, tudo deu certo. 

A essa altura, tenho dificuldade de ouvir qualquer coisa que envolva Marília de forma imparcial: na verdade, sinto que a música só acontece mesmo quando a voz dela entra e tudo se encaixa. Que potência, que mulher. Ô, Marilinha…

Terno Rei – Aviões
Uma coisa rapidamente melancólica

A nova do Terno Rei começa com uma introdução bem transparente: “ah, que bom ver você de novo/ no ano mais triste de nossas vidas”. Estamos mesmo em anos tristes há uns anos, vivendo vários reencontros seguidos. Apesar disso, a faixa é breve, delicada, mas não emplaca necessariamente —prefiro os outros singles lançados esse ano pela banda, Difícil e Dias da Juventude. 

BENEE – Lychee
Pra quem procura uma trilha good vibes

Caso você não se lembre quem é BENEE: é a cantora de Supalonely, um dos maiores hits do TikTok lá em 2020. A artista segue nessa mesma linha e, depois do seu primeiro (e ótimo) álbum de estúdio, lança agora o EP Lychee. Nele, todas as músicas são gostosinhas, variando entre um bedroom pop tranquilinho e algumas faixas dançantes com influências eletrônicas diversas. Não é um EP que vai mudar a sua vida, mas desce bem.

Lenny Tavárez, Anitta – Que Vamo’ Hacer 
Que Vamo Hacer? Vamos fazer. Esse é o diálogo

Segundo a própria Anitta, Lenny Tavárez é quem escreveu Envolver; em Que Vamo’ Hacer, os dois flertam sem pressa. Na letra, Anitta mostra mais uma vez que o Duolingo está em dia. Mas também solta umas frases em português, tipo uma piscadinha pra quem entende do que ela tá falando. Reggaeton minimalista, pra quem é de reggaeton minimalista.

Outras em uma frase

Pabllo Vittar, Ivete Sangalo – Lovezinho (I AM PABLLO LIVE): 
delícia, mas só 2:23 de apresentação chega a ser ofensivo.

HAIM – Lost Track: 
reproduza em casa usando apenas um xilofone e suas próprias mãos.

Omah Lay, Justin Bieber – Attention: 
infelizmente, às vezes o Bieber acerta bem.

Peach Pit – From 2 to 3:
tão indie que dói, mas é saudável.

—————————————————————————————————————————————————————–

E essa é a lista de informações que você não pode dormir sem saber. Ou, ainda mais importante, você pode se basear nas minhas críticas pra opinar na mesa de bar sobre músicas que, na verdade, você nem ouviu. 

Afinal, temos mais o que fazer do que dar play em tudo que nos recomendam, certo? Como, por exemplo, jogar Termo, Wordle, Meu Letreco, Dueto, Quarteto e por aí vai.

Um beijo e até a próxima sexta, se tudo der certo. Há de dar.

Quer ficar por dentro de todas as músicas novas do momento? Fica de olho na Tangerina que todas as semanas entregamos novidades fresquinhas pra você.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Dora Guerra

Dora Guerra

Dora Guerra é pesquisadora musical e pensa mais sobre o tema do que deveria. Na Tangerina, publica a coluna Fresquinhas!, sobre lançamentos musicais. Suas posses incluem: a newsletter Semibreve, o podcast Queijo Quente, uma vira-lata caramelo, alguns vinis e uma vitrola estragada.

Ver mais conteúdos de Dora Guerra

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal