FILMES E SÉRIES

Cena de All of Us Are Dead

Reprodução/Netflix

K-Dramas

Por que não precisamos da 2ª temporada de All of Us Are Dead

K-Drama de zumbis da Netflix deixa pontas soltas para uma continuação, mas será que é mesmo necessário?

Jessica Pinheiro

Jessica Pinheiro

Aviso: O texto contém spoilers da primeira temporada de All of Us Are Dead. Cuidado para não azedar o seu dia!

All of Us Are Dead, ou Estamos Todos Mortos, estreou na Netflix em 28 de janeiro. Com 12 episódios de 1 hora cada, a série sul-coreana é uma adaptação da webtoon Now At Our School, de Joo Dong-geun, e mostra um grupo de alunos do Colégio Hyosan tentando sobreviver a uma epidemia mortal que transformou praticamente todos da escola em zumbis. A direção do k-drama é assinada por Lee JQ e Kim Nam-su, e o roteiro é de Chun Sung-il.

A premissa está longe de ser original e, se você for fã de animes, certamente vai comparar com High School of the Dead, outra obra que mostra um grupo de estudantes sobrevivendo a um apocalipse zumbi. Porém, o diferencial de All of Us Are Dead está na abordagem, pois enquanto a primeira pesa a mão na violência e no fanservice (termo para se referir a cenas de pouca relevância ao roteiro mas que vão agradar aos fãs), o k-drama da Netflix foca no psicológico dos alunos e na crueldade do abandono que eles sofrem, dentre outros temas tão pesados quanto.

Cena de All of Us Are Dead

All of Us Are Dead: Teaser oficial

K-Drama de zumbis é a terceira produção estrangeira mais assistida da Netflix

Existem críticas sociopolíticas notáveis no texto de All of Us Are Dead e, embora a maioria delas não seja aprofundada, ainda assim deixam espaço para uma (breve) reflexão. Vale apontar também que a série sul-coreana não foi apenas a mais assistida na Netflix por 3 semanas seguidas, como se manteve no Top 10 por um total de seis semanas de acordo com a parada global de produções estrangeiras da plataforma. Isso torna o k-drama de zumbis a terceira mais assistida entre as obras de língua não-inglesa do serviço de streaming.

Com tamanho sucesso registrado, é possível que All of Us Are Dead ganhe uma segunda temporada. Porém, a Netflix ainda não se pronunciou oficialmente sobre uma suposta sequência. Além disso, existem pontas soltas deixadas no último episódio do k-drama de zumbis, que podem ser exploradas futuramente. A questão é: será que é necessário?

Brechas que podem ser exploradas

Capa da webtoon Now at Our School

All of Us Are Dead é baseada em uma webtoon chamada Now at Our School

Reprodução/Webtoon

No final da primeira temporada, os militares decidem bombardear a cidade de Hyosan, antes que a lei marcial fosse decretada pelo governo. O objetivo era evitar a proliferação dos zumbis nas cidades vizinhas, como já estava começando a acontecer na vizinha Yangdong.

Ao todo, sete estudantes da escola Hyosan sobrevivem, mas apenas seis deles chegam ao campo de quarentena após as explosões, dentre eles Nam On-jo (interpretada por Park Ji-hu), Park Mi-jin (Lee Eun-saem), Jang Ha-ri (Ha Seung-ri), Lee Su-hyeok (Lomon), Yang Dae-su (Lim Jae-hyuk) e Seo Hyo-ryung (Kim Bo-yoon). A última é Choi Nam-ra (vivida por Cho Yi-hyun), que virou uma meio-zumbi e decide se esconder nos escombros da cidade.

Além disso, tudo dá a entender que Lee Cheong-san (Yoon Chan-young) foi atingido pelas explosões e, portanto, morreu logo após sua luta final contra o delinquente Yoon Gwi-nam (Yoo In-soo). Muitos fãs acreditam que Cheong-san tenha sobrevivido e se tornado um meio-zumbi após ter sido mordido por Gwi-nam, mas tudo não passa de teoria.

Cena de All of Us Are Dead

Os personagens principais, da esquerda para a direita: Park Mi-jin, Jang Ha-ri, Jang Wu-Jin (vivido por Son Sang-Yeon), Nam On-jo, Lee Cheong-san, Lee Su-hyeok, Choi Nam-ra, Seo Hyo-ryung e Yang Dae-su

Reprodução/Netflix

Dentre as pontas soltas que podem ser exploradas futuramente estão: O futuro do bebê de uma das alunas de Hyosan, que foi resgatado pelo detetive Song Jae-il (Lee Kyu-hyung); o grupo de meio-zumbis com o qual Nam-ra passou a viver —além de explorar melhor esta nova espécie— e o destino da promissora antagonista Min Eun-ji (Oh Hye-soo), outra meio-zumbi que simplesmente desapareceu após sofrer uma série de experimentos nas mãos dos militares.

Outra história que pode ser melhor explorada em uma potencial segunda temporada também se refere aos militares, que conseguiram recriar o vírus Jonas do professor Lee Byeong-chan (Kim Byung-chul). Além disso, os oficiais capturaram o filho e a esposa zumbificados do causador original da pandemia.

Resolução satisfatória

Cena de All of Us Are Dead

Série sul-coreana tem bastante cenas impactantes, mas foca principalmente no emocional dos estudantes

Reprodução/Netflix

Honestamente? Nenhuma das histórias citadas acima precisa ser expandida. Ainda que deixe pontas soltas, a série sul-coreana All of Us Are Dead termina com uma melancólica e, ainda assim, esperançosa mensagem: A vida continua, mesmo após tantas mortes. E cabe àqueles que ficaram, se reorganizar e seguir em frente, por mais doloroso que seja.

Além disso, o peso de ser uma sobrevivente, carregado por On-jo, e a crise de identidade de Nam-ra após sua transformação em meio-zumbi, são temáticas muito mais interessantes do que a aparente ganância dos militares. É justamente no lado emocional e psicológico de seus personagens que o k-drama de zumbis verdadeiramente brilha.

All of Us Are Dead não precisa de uma segunda temporada. O desfecho é satisfatório e aborda as questões que realmente importam. Mais importante que isso: Deixa espaço para o subjetivo, permitindo que a poderosa imaginação do telespectador reine. E não é o mais feliz dos finais, está longe de ser! Mas quem disse que o fechamento de um ciclo precisa ser sempre alegre, certo?

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Jessica Pinheiro

Jessica Pinheiro

Repórter da Tangerina, Jessica Pinheiro já cobriu games e tecnologia em veículos coo IGN Brasil, Loading TV e The Enemy. É streamer nas horas vagas e nasceu no Ceará, mas infelizmente não tem sotaque. Ama karaokê e também assina a Koluna Pop, onde traz todas as novidades do universo do k-pop.

Ver mais conteúdos de Jessica Pinheiro

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal