Para Jack Quaid, The Boys é 'South Park com sangue e super-heróis'

FILMES E SÉRIES

Jack Quaid

Divulgação/Prime Video

ENTREVISTA

Para Jack Quaid, The Boys é ‘South Park com sangue e super-heróis’

Terceira temporada da série está disponível completa no Prime Video; confira entrevista exclusiva com o ator e com Karen Fukuhara

André Zuliani

Principal série do Prime Video da atualidade, The Boys nunca foi apenas mais uma produção sobre super-heróis. Com texto ácido e reflexões sobre machismo, racismo e conservadorismo, a atração usa o humor para criticar o que há de mais tóxico na sociedade.

Entre produções live-action e animações, tais características consideradas polêmicas podem ser encontradas em muitas obras da cultura pop. Para Jack Quaid, intérprete de Hughie Campbell em The Boys, há uma que se equivale ao fenômeno da Amazon: South Park.

No ar há 25 anos, South Park é uma das principais animações para adultos nos Estados Unidos cujas críticas vão além da turbulência política que vive o mundo nesta década. Criada por Trey Parker, Matt Stone e Brian Graden, a produção é destaque em vários países e rivaliza com outras atrações que também fazem sátiras com o estilo de vida e a mentalidade norte-americana, como Family Guy, American Dad e até Os Simpsons.

“A realidade é algo muito difícil de engolir. Nós precisamos olhar para o nosso mundo e vê-lo como ele realmente é, e fico feliz que tenhamos uma série como The Boys. Ela é tão satírica e bacana que nós conseguimos falar sobre o nosso tempo. É como se fôssemos um live-action de South Park, mas com sangue e super-heróis”, disse Quaid em entrevista exclusiva à Tangerina.

“Acho que é por isso que nossa série é tão catártica. É muito, muito legal. Nossa série faz comentários sociais muito necessários. Nós fazemos isso de uma maneira muito bem-humorada e digerível. Acho que é uma das nossas maiores qualidades”, acrescentou Karen Fukuhara, intérprete da heroína Kimiko desde o primeiro ano da atração.

Na opinião da dupla, o grande mérito da qualidade de The Boys recai sobre os ombros do criador Eric Kripke e de sua equipe de roteiristas. A cada nova temporada, público e imprensa exaltam a irreverência e a ousadia da trama, e isso reflete no sucesso crescente da atração dentre as produções do streaming da Amazon.

“Eles sempre surgem com roteiros incríveis, que explodem nossas mentes toda vez. Nós devemos receber os textos da quarta temporada em breve, e é mais uma oportunidade para nós nos colocarmos no lugar dos fãs. Nós nos surpreendemos e ficamos com medo pelos personagens”, acrescentou o ator.

“Nós somos muito sortudos por estarmos em uma série como The Boys, que tem uma ótima recepção em todas as temporadas. Eu sinto que fica cada vez melhor e espero que isso continue”, continuou Karen.

Karen Fukuhara

Karen Fukuhara como Kimiko

Divulgação/Prime Video

O ‘coração’ de The Boys

Descrito por muitos fãs e críticos como a melhor temporada da série até agora, o terceiro ano de The Boys teve vários destaques. Da chegada de Jensen Ackles como Soldier Boy ao surto completo do Capitão Pátria (Antony Starr), a atração acumulou diferentes ápices ao longo da nova leva. Para alguns, no entanto, o “coração” da nova temporada foi outro: Kimiko.

Usada como “arma” por Billy Butcher (Karl Urban) e os meninos nos primeiros anos, Kimiko passou a ter mais consciência de seu papel no grupo e até perdeu seus poderes durante a terceira temporada. A evolução da personagem encheu os olhos de Karen, que compartilha da mesma opinião da parcela de fãs que exalta a importância de Kimiko para os Meninos.

“Acho que ela e o Francês [Tomer Capone] são o coração do grupo, sim. Sempre que temos um momento carinhoso entre os dois, vira um dos meus favoritos da série. Nesta temporada tivemos vários momentos dos dois conversando, o que não era possível antes por causa da barreira da linguagem. Quando Kimiko não acredita nela mesma, o Francês está lá para dar apoio. A terceira temporada tem os meus diálogos favoritos da personagem”, confessou a atriz à reportagem.

No caso de Hughie, Jack Quaid enxerga a nova leva de episódios como um divisor de águas na vida do personagem. Na opinião do ator, o fato de o namorado de Estelar (Erin Moriarty) ter experimentado como é ser alguém com superpoderes trouxe o pior lado de sua personalidade à tona.

“Para mim, foi interessante porque, emocionalmente, ele realmente mudava quando tinha superpoderes. Acho que ele sempre teve uma masculinidade tóxica dentro dele, e estes poderes mostraram isso. Agora que todos viram a sua pior parte, haverá uma grande repercussão e tenho certeza de que ele vai carregar algum tipo de culpa. Ele tem várias pontes para reconstruir na quarta temporada, e acho que é o que vamos ver”, contou Quaid, sem entregar spoilers sobre o futuro da série.

“Eu não sei o que vai acontecer na quarta temporada. Tudo o que eu posso fazer agora é esperar que ele lide com essa necessidade de ter poder, porque ele realmente não é uma má pessoa. Todos nós temos pensamentos ruins e aspectos da nossa personalidade de que não gostamos. É sobre como você lida com isso e não deixa que isso afete outras pessoas. Acho que isso é o que difere pessoas más das boas. Não sei o que vai acontecer, mas sei que Eric e os roteiristas vão fazer um ótimo trabalho”, finalizou.

Com o encerramento da terceira temporada na última sexta (8), todos os episódios de The Boys estão disponíveis no catálogo do Prime Video.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal