The Boys: 4ª temporada será ainda mais louca? Criador responde

FILMES E SÉRIES

Karl Urban

Divulgação/Prime Video

ERIC KRIPKE

The Boys: 4ª temporada será ainda mais louca? Criador responde

Terceiro ano da série do Prime Video chegou ao fim nesta sexta-feira (8). Todos os episódios já estão disponíveis no streaming

André Zuliani

O terceiro ano de The Boys chegou ao fim na sexta-feira (8) com a exibição do seu oitavo episódio. Após a série introduzir várias ideias insanas, como a famigerada orgia entre heróis, um pênis gigante e sexo entre um humano e um polvo, muitos fãs se perguntam: é possível que a quarta temporada consiga ser ainda mais louca?

Para Eric Kripke, criador da série que veio ao Brasil ao lado de integrante do elenco para divulgar o fim da terceira temporada, tornar a série “mais louca” não chega a ser uma prioridade. Este processo, por incrível que pareça, não é proposital.

“Eu nunca realmente me importo tanto com isso”, confessou Kripke em entrevista exclusiva à Tangerina. “Isso meio que vem naturalmente. Você só se força o máximo que pode, sem destruir a história. Você faz isso e meio que espera que consiga. No fundo, sempre foi e sempre será sobre os personagens. Sobre o que eles enfrentam, ir a fundo em seus complexidades. Uma vez que eu consigo isso e crio várias tonalidades, posso pensar em enfiar um abacaxi em seus cus”, brincou o showrunner.

No caso de Billy Butcher, vivido por Karl Urban desde o primeiro ano, a terceira temporada colocou o personagem em várias situações “loucas” pelas quais nunca havia passado, como ser alguém com superpoderes. Para o ator, tudo isso tornou a leva de episódios recente muito mais desafiadora.

“Nós tivemos muito desafios nessa temporada. Herogasm foi um grande desafio em termos técnicos, os produtores precisaram tomar muitos cuidados. Você tinha de 30 a 50 pessoas nuas no set e um pinto enorme na sua cara. Isso precisa ser levado com muita responsabilidade e respeito. Nós criamos um ambiente muito seguro, e acho que isso torna o que nós escrevemos para esta temporada muito mais incrível. Isso elevou o nível dos atores, e a chegada de Jensen [Ackles] foi fantástica porque contribuiu muito para isso”, acrescentou o protagonista.

Eric Kripke

Eric Kripke em foto durante visita ao Brasil com o elenco de The Boys

Reprodução/Instagram

O futuro de Billy Butcher

Ao fim da terceira temporada de The Boys, Butcher se encontra mais uma vez em maus lençóis. Após ser obrigado a se unir ao Capitão Pátria (Antony Starr) para derrotar Soldier Boy (Jensen Ackles), ele viu o grande rival ganhar a preferência –e a guarda temporária– de Ryan (Cameron Crovetti), filho da sua amada Becca (Shantel VanSanten).

No bate-papo com a Tangeria, Urban explicou que a “perda” de Ryan deve afetar a jornada de Butcher na já anunciada quarta temporada. Spoilers sobre o futuro? Nem pensar.

“Butcher é o tipo de personagem que se recusa a demonstrar emoções. Parte do que vemos nesta temporada é ele ser obrigado a confrontar seus sentimentos. Ele não pode mais se esconder atrás da pose de valentão. É nesta hora que o público consegue ver sua dor e vulnerabilidade. No final, ele é tão obcecado que só quer atingir o seu objetivo”, explicou.

“No fim da terceira temporada, nós vemos como a situação com Ryan mexeu com ele. Nós enxergamos o que isso significa para ele. Sobre seguir em frente, acho que nós vamos explorar isso na quarta temporada. Este é meu chute, ainda preciso confirmar com meu tio aqui”, se esquivou o ator, enquanto gargalhava ao lado de Kripke.

A terceira temporada de The Boys já está disponível completa no catálogo do Prime Video.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

André Zuliani

Repórter de séries e filmes. Viciado em cultura pop, acompanha o mundo do entretenimento desde 2013. Tem pós-graduação em Jornalismo Digital pela ESPM e foi redator do Omelete.

Ver mais conteúdos de André Zuliani

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal